30 ANTES DOS 30 ◾ APENAS MIÚDOS

Fotografia pessoal



«O primeiro livro de Patti Smith em prosa»

Avisos de Conteúdo: Morte, Luto, Aborto, Abuso de Substâncias


As biografias - e livros de não ficção, no geral - raramente figuram nas minhas escolhas literárias. Mas depois sou arrebatada por exemplares como o de Patti Smith e compreendo o laço umbilical que potenciam, sobretudo, quando são escritos com tanta verdade e vulnerabilidade, entregando-nos o seu coração por inteiro.


UMA RELAÇÃO DE AMOR

Apenas Miúdos não é só um livro de memórias. É, acima de tudo, um reflexo de uma relação de amizade e de amor no estado mais puro. Por isso, fiz por me demorar na sua narrativa e em todas as lembranças que recupera, porque é indescritível o afeto deste testemunho. E nota-se, inclusive, uma certa poesia nas suas palavras, aproximando-nos ao ponto de ficar a ilusão de estarmos a escutar a autora numa longa conversa.

«Por um breve instante julguei que iria morrer; 
e igualmente de imediato soube que tudo iria correr bem»

Os dois protagonistas mostram-nos Nova Iorque no fim dos anos 60; mostram-nos o sonho de ser artista, as dúvidas, os sacrifícios e os vícios. Além disso, são o rosto de uma geração a batalhar pelo sucesso dos seus trabalhos e a tentar não sucumbir às dificuldades, à falta de dinheiro, em prol da resistência, em prol da arte que era o motor e o propósito das suas vidas. E, juntos, traçaram um caminho de coragem bastante inspirador.

«Esse pequeno gesto deu-me forças e selou uma duradoura amizade»

Com uma escrita direta e visceral, é fácil embarcarmos nesta aventura e ficarmos fascinados com tudo o que passaram - e ultrapassaram. Conhecia pouco dos seus percursos e acabei por me sentir parte da caminhada - e, em parte, gostaria de ter estado ao lado deles, mesmo sabendo que ficaria destroçada com várias situações.


UMA LIGAÇÃO INQUEBRÁVEL

Esta história divide-se por imensos temas. E, apesar de já sabermos o desfecho, ansiamos por uma reviravolta. Chorei muito na reta final do livro, porque há despedidas que magoam, porque criamos uma ligação com Patti e com Robert e queremos impedir que sofram. Sem egos e sem falsas modéstias, a doença, a sexualidade e a vida de rock'n'roll são retratadas com naturalidade e respeito. E isso mostra bem a luz que os habita[va].

«O riso. Um ingrediente essencial à sobrevivência. E nós ríamo-nos muito»

Apenas Miúdos é a prova que existem elos inquebráveis. Eles eram dois miúdos a tentarem encontrar o seu lugar no mundo, a descobrirem a sua voz. Mas, ainda que tudo falhasse, continuavam a cuidar um do outro.


Disponibilidade: Wook | Bertrand

Nota: O blogue é afiliado da Wook e da Bertrand. Ao adquirirem o[s] artigo[s] através dos links disponibilizados estão a contribuir para o seu crescimento literário - e não só. Muito obrigada pelo apoio ♥

16 comments

  1. Não sou apreciadora da sua música, porém, talvez arriscasse neste livro. Fiquei curiosa.

    Beijinho grande, minha querida!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que ias gostar de ler, minha querida. Sinto que até nisso o livro é fantástico, porque não implica que as pessoas sejam fãs das suas músicas ou dos seus trabalhos no geral

      Eliminar
  2. Quero muito ler <3 Tive conhecimento deste livro atraves da Sofia e este teu review ainda me deu mais vontade para o fazer ❤️

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oww, que bom, fico contente! É uma leitura maravilhosa ❤️

      Eliminar
  3. Acredito que seja um bom livro de ler.
    Cumprimentos poéticos

    ResponderEliminar
  4. É um livro bastante interessante, despertou um interesse de ler o livro, Andreia bjs.
    https://www.lucimarmoreira.com/




    ResponderEliminar
  5. Acredito que me parece ser mais uma boa sugestão para conhecer, ainda não tinha ouvido falar
    Beijinhos
    Novo post
    Tem Post Novos Diariamente

    ResponderEliminar
  6. Não conhecia. Obrigada pela partilha. 🤗

    ResponderEliminar
  7. Estava muito curiosa para saber o que tinhas achado do livro da Patti! Para mim, à medida que me aproximava do fim, ficava sempre a sensação de "quem me dera que fosse ficção" ou "espero que acabe bem" mesmo sabendo perfeitamente como ia acabar...


    A Sofia World

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Senti o mesmo! Os elos tornam-se tão fortes, que só queremos abraçar uma reviravolta, apesar de sabermos que é impossível

      Eliminar