UMA DÚZIA DE LIVROS 2021 || JUNHO: BRINCADEIRAS DE IRMÃS

Fotografia da minha autoria



Tema: Um livro sobre irmãos

Avisos de Conteúdo: Morte, violação, cenas explícitas


Um dos meus maiores sonhos de criança era ter um irmão, talvez pela relação próxima com os meus primos, que sempre foram companheiros de aventura. Embora nunca se tenha concretizado, permanecendo filha única, foi uma dinâmica familiar que não parou de me fascinar. E, por isso, fiquei tão entusiasmada com o tema deste mês, para o Uma Dúzia de Livros, escolhendo um exemplar de Maria José da Silveira Núncio.

«Não quero saber! Não quero ouvir. Não 
aconteceu nada. Não deixes que aconteça nada!»

Brincadeiras de Irmãs é um testemunho perturbador e, ao mesmo tempo, enternecedor. Porque mostra-nos não só a fragilidade da relação entre duas irmãs - e os seus pais -, mas também a dicotomia da interpretação perante as mesmas situações e comportamentos. E é essa fragilidade que nos toca, atendendo a que humaniza a descrição dos acontecimentos e das emoções. No entanto, à medida que avançamos na leitura, há um medo que se manifesta, porque as hipóteses que vamos formulando, com o intuito de compreendermos os contornos, pesam-nos e inquietam-nos. Porque há questões mal resolvidas e silêncios que escondem traumas.

«Os olhos que deveriam chamar-me e não me chamam, que deveriam 
procurar-me e não me procuram, que deveriam abraçar-me e não me abraçam»

O discurso alternado é a maior prova que existem sempre várias versões da mesma história, mas não deixa de ser desconcertante o abismo entre todas elas. Além disso, orienta-nos para realidades complexas, para contextos disfuncionais e para o quanto o viver de aparências ainda tem poder; ainda é aceitável. E são estas camadas que tanto no fazem refletir e estar atentos a sinais que desconstruam o que se expõe à nossa frente. Portanto, neste enredo, fica claro que ninguém é intocável, que todas as fachadas quebram e que carregamos fantasmas.

«E quanto ao cinismo, reconhecerás que é um atributo de família 
que todos, mas todos, nos temos esforçado muitíssimo por apurar!»

Brincadeiras de Irmãs oscila entre o amor e a raiva, entre o medo e a culpa, entre a vingança e o perdão. Focando a distância emocional, porque há um passado obscuro doloroso, divide-se pela família, pela sociedade e pela política. Nem todas as brincadeiras são inocentes e há omissões que têm repercussões nefastas. Mas, embora seja uma narrativa revoltante, há uma hora em que o amor fala mais alto, dando voz a tudo o que se foi calando. Por medo, por inveja, por desconhecimento. Assim, este livro é uma homenagem e um alerta para combater atitudes abusadoras, que se escondem em falsas promessas.

«E juro que, ao vê-la nessa solidão e nesse 
desamparo, quase me apeteceu abraçá-la»


// Disponibilidade //

Wook: Livro | eBook
Bertrand: Livro | eBook

Nota: O blogue é afiliado da Wook e da Bertrand. Ao adquirirem o[s] artigo[s] através dos links disponibilizados estão a contribuir para o seu crescimento literário - e não só. Muito obrigada pelo apoio ♥

16 comments

  1. Eu sempre quis ser filha unica apesar de adorar os meus irmaos <3 depois tive o sonho de ter uma menina e avida deu-me um menino que será filho unico e me tem ensinado tanto mas tanto <3 A Vida ensina-nos tanto :)
    Mais uma excelente sugestao com um tema muito forte mas que muito necessario ser falado e discutido <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu preferia não ser filha única :p
      É um alerta imprescindível!

      Eliminar
  2. Um livro que me parece ter uma narrativa muito forte ao nível da emoção. Gostava de o ler.
    .
    Uma semana feliz
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderEliminar
  3. Que parece ser um livro bastante bom para conhecer, acho que ainda não tinha ouvido falar
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  4. Pela publicação parece-me um drama que, em maior ou menor escala, ainda é muito comum na realidade. A vida de aparências tem muita força e o que é mais profundo é reprimido, suprimido. Essa leitura deve conduzir a muitas reflexões! Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente, a proximidade com a realidade é gritante!
      Sem dúvida

      Eliminar
  5. Também sou filha única.
    Parece-me muito interessante, o tema do livro.

    ResponderEliminar
  6. Não conhecia a autora, mas fiquei curiosa com o livro. Vou levar a sugestão.

    Beijinho grande, minha querida 🥰

    ResponderEliminar
  7. Mais uma vez conseguiste me deixar curiosa! Agora fiquei mesmo tentada em ler!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram | Youtube

    ResponderEliminar