ENTRELINHAS || A VIDA INVISÍVEL DE EURÍDICE GUSMÃO

by - março 04, 2021

Fotografia da minha autoria



«É um pequeno épico concentrado»


A humanidade evolui, mas o mundo parece ainda tão pouco acessível às mulheres, enquanto seres autónomos, empoderados e com uma voz que merece direitos e oportunidades equitativas. Por isso, não se torna mais fácil ler obras que espelham essa realidade e as diferenças gritantes entre géneros. Porém, livros como o da Martha Batalha são portas cruciais para evidenciar qual é - e onde reside - o problema.

«Sozinha na cama, corpo escondido sob o cobertor, Eurídice chorava baixinho»

A Vida Invisível de Eurídice Gusmão é inspirado nas mulheres com quem a autora conviveu, cujos destinos foram adiados, minimizados, mostrando que, por consequência, desde a amargura ao conformismo, o espectro de reações também diverge. Portanto, tendo a sociedade brasileira como fundo, esta narrativa retrata aquilo que era normativo: educar as mulheres para serem boas esposas, recatadas e sem quaisquer aspirações de futuro, passando despercebidas. Completamente transparentes. Sem poderem ser as protagonistas das suas histórias.

«- Não venha de novo com este assunto de corte e costura que não aguento mais esta ladainha»

Este manuscrito centra-se em temas como a violência, a marginalização, o machismo, o racismo e os amores proibidos, mas não deixa de ser interessante o contraste do tom utilizado, porque as partilhas são feitas com humor e ironia, sendo evidente a crítica social. Além disso, é notório o julgamento feito pelas próprias mulheres, enfraquecendo o poder da sororidade. Numa espécie de grito mudo, é impressionante como o parecer dos outros é tão condicionante. Mas não é menos perigoso quando há uma parte de nós disposta a sabotar-nos.

«Ver os pais tão vulneráveis fez Eurídice querer protegê-los»

Os apontamentos antagónicos são fascinantes. Porque, por um lado, encontramos vidas reprimidas, mas, por outro, acompanhamos uma protagonista que procura quebrar os padrões impostos e a sua luta interior - ainda que recue, inúmeras vezes, nessa missão. Assim, assistimos à invisibilidade, às metamorfoses e aos recomeços. E compreendemos que, embora conquiste o seu lugar, a mulher continua a batalhar para o manter - seja qual for o contexto em que se insira.

«Só se importava com os livros»

A Vida Invisível de Eurídice Gusmão parte de questões quotidianas para nos fazer refletir sobre o impacto que cada uma delas tem nas nossas decisões. Em simultâneo, concede espaço para que os rostos anónimos, presentes nas entrelinhas, se elevem e assumam os traços que tantos procuram apagar, redescobrindo a sua força. E renascendo para o mundo.

«Ou talvez seja melhor dizer que era uma meia mentira»


Disponibilidade: Wook | Bertrand

Nota: O blogue é afiliado da Wook e da Bertrand. Ao adquirirem o[s] artigo[s] através dos links disponibilizados estão a contribuir para o seu crescimento literário - e não só. Muito obrigada pelo apoio ♥

You May Also Like

26 comentários

  1. Não conhecia, mas parece-me muito interessante.
    Bom dia

    ResponderEliminar
  2. Fiquei bastante interessada, quero muito ler 🧡

    ResponderEliminar
  3. Não conhecia, mas olha adoro a capa do livro! Podemos trazer esses rolos de volta? O cabelo ficava mesmo giro xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Consegue ser simples, mas bastante atrativa! São um máximo :D ahah

      Eliminar
  4. Também não conhecia esta autora mas fiquei curioso.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um livro muito pertinente!
      Obrigada e igualmente, Francisco

      Eliminar
  5. A capa é mesmo muito gira e o tema é actual. Estou convencida!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma obra com uma falsa leveza narrativa, porque as temáticas fazem-nos pensar bastante. Recomendo!

      Eliminar
  6. Já li algumas resenhas deste livro e gostei muito dos temas abordados. Obrigada pela sugestão :)

    Beijinho grande, minha querida!

    ResponderEliminar
  7. Vou ler certamente pk este é um assunto que me interessa muito 😊
    https://checkinonline.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  8. Sempre a conhecer novos livros, mas esse ainda não tinha ouvido falar, mas sim parece ter uma boa história para conhecer
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  9. A capa do livro é quase tão bonita como a tua fotografia.
    Uma tradução do livro não vou encontrar aqui, mas a tua análise é deveras interessante.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A capa do livro é bem mais bonita :)
      Muito obrigada, Teresa

      Eliminar
  10. Não conhecia, mas parece-me um tema interessante.
    Obrigada pela review.

    Coisas de Feltro

    ResponderEliminar
  11. Quero muito ler este livro, parece o género de histórias de mulheres que costumo gostar de ler. Tenho o outro livro da autora (Um castelo em Ipanema) para ler.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É um livro muito interessante, recomendo :)
      Esse ainda não li

      Eliminar
  12. Mais uma sugestão literária que vou levar!
    Obrigada pela partilha!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram | Youtube

    ResponderEliminar
  13. Já conhecia o livro, mas nunca o li. É muito interessante.

    ResponderEliminar