AS MINHAS VIAGENS DE METRO #81

by - novembro 27, 2020

Fotografia da minha autoria



«Tenho essa mania de amar o que está longe»


Eu sei: não convinha ter-me apaixonado por ti. Ainda para mais, quando foste tu a afirmar que não carregavas no olhar a mesma paixão com que te vejo. Mas também sei o quanto te magoa não a poderes retribuir.

Por favor, não me leias com esse ar triste, como se me devesses o mínimo de amor, porque não o deves. E eu hei-de aguentar; atravessar esse portão de ferro, que me impede de chegar ao outro lado da liberdade emocional. E a ferida há-de sarar. Só te peço que nunca te afastes por achares que me custa partilharmos o mesmo espaço, mas sem partilharmos o mesmo sentimento. Prometo-te que não. Porque não iria aguentar saber que estarias longe por sentires qualquer tipo de culpa.

Não escolhemos por quem nos apaixonamos. E, da mesma maneira que cheguei até aqui, serei capaz de percorrer o caminho inverso, esquecendo-te devagarinho. Não deixarei de te amar, pois aprendi a fazê-lo quando ainda mal sabia definir este tecido relacional, apenas deixarei de carregar no olhar a paixão que cresceu tanto com o tempo.


M, 02.04.2015

You May Also Like

22 comentários

  1. Que bela forma de terminar a semana com um texto tão bonito :)

    ResponderEliminar
  2. Já tinha saudades desta rubrica e que boa maneira de reflectirmos sobre o amor. Não devemos apostar em quem não sente o mesmo por nós. Como diz o Rui Veloso: "não se ama alguém que não ouve a mesma canção".

    Parabéns por este texto tão bonito *.*

    Beijinho grande!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tão certo!! O Rui Veloso tem razão, mas olha que ás vezes os opostos atraem-se!!

      Beijos e abraços.
      Sandra C.
      Bluestrass

      Eliminar
    2. Fico contente por ler isso, minha querida <3
      Não seria justo insistir numa relação, cujas partes interessadas têm objetivos e sentimentos distintos. Só se iriam magiar

      Eliminar
    3. Verdade, Sandra, às vezes os opostos atraem-se. E não deixa de ser interessante essa dinâmica, porque se complementam :)

      Eliminar
  3. Sempre com as melhores histórias, como não gostar, um bom fim de semana
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  4. Maravilhoso texto, sempre emotivo!
    Adorei Andreia!

    Beijos e abraços.
    Sandra C.
    Bluestrass

    ResponderEliminar
  5. No caso de não ser correspondida. O melhor será não insistir. Porque paixão é livre. acontece, não se conquista.
    Gostei de ler, bem escrita. essa sua prosa.

    Tenha um excelente fim de semana Andreia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. «Porque paixão é livre. acontece, não se conquista» tal e qual, Edumanes!
      Muito obrigada

      Bom fim de semana

      Eliminar
  6. Às vezes acontece não sermos correspondidos, mas lá está, é deixar ir e com o tempo lá acabaremos por encontrar uma "cura" para esse amor.
    Mais um texto bonito <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faz parte da nossa caminhada. Claro que custa, porque gostaríamos de ser correspondidos, mas tudo se supera!
      Obrigada <3

      Eliminar
  7. Owww que bonito, realmente muito toca te! <3

    www.pimentamaisdoce.blogspot.com

    ResponderEliminar