LIVRÓLICO-SABÁTICA: QUATRO MESES SEM COMPRAR LIVROS

by - setembro 16, 2020

Fotografia da minha autoria



«Livros dão alma ao universo»


O mês de setembro teve sempre um lugar de destaque no meu coração, porque era sinónimo de regressos e de reencontros. Além disso, trazia na sua bagagem o doce impulso de abraçar novos projetos. Este ano, atendendo à missão que defini, assumiu uma componente ainda mais especial, pois permitiu-me voltar a fazer algo que me preenche: comprar livros e ver a minha biblioteca a ficar repleta de mundo[s].

A primeira parte do desafio começou no final de dezembro e prolongou-se até abril. No meu aniversário seria impossível não adquirir novos exemplares, por isso, reservei-o como um momento de pausa. Quando iniciei a segunda etapa, que ocorreria de maio a setembro [tendo em vista a Feira do Livro do Porto], aliei-me à Sofia - A Sofia World - e, assim, passamos os últimos quatro meses sem ceder a qualquer tentação. Aliás, esta aventura concedeu-nos espaço para refletirmos sobre o que fazer quando temos demasiados livros por ler, auxiliando aqueles que estivessem a ponderar embarcar numa viagem semelhante.

Uma vez que me encontro noutra pausa, sinto que é benéfico analisar o caminho percorrido e o que pretendo alcançar até ao final deste ano.

 QUATRO MESES SEM COMPRAR LIVROS: 
 EXPECTATIVAS VS REALIDADE 

A minha lista de livros por ler estava nos 55. De janeiro até abril, reduzi-a para os 34 [salvo erro]. E o que mais me entusiasmou foi perceber que me envolvi tanto nas leituras pendentes, que nem dei pelo tempo a passar. Portanto, gerir este desafio foi mais simples do que estava à espera. Porém, nesta segunda fase já senti mais dificuldades.

Contabilizando as obras que acolhi em abril, voltei quase ao ponto de partida, o que me fez acreditar que, com tanta oferta, não teria qualquer problema. Mas maio teve imensos lançamentos e isso foi um teste à minha resistência. Houve, inclusive, alturas em que senti que ia sucumbir, contudo, aguentei firme. A partir de junho, o estímulo foi menor e reequilibrei o meu foco, priorizando os livros em espera.

Assim, recebi setembro com 13 exemplares por ler, ciente de que uma parte já estava destinada aos clubes de leitura em que participo e cuja leitura ainda ocorrerá em 2020. Deste modo, pronta para colocar este período sabático, novamente, em pausa, sabia que o número voltaria a subir, mas que assumiria uma postura muito mais consciente.

 O QUE APRENDI E O QUE PRECISO DE MELHORAR 

Fui sempre bastante poupada. No entanto, quando despertei para a leitura, compreendi que, neste departamento, esta característica não seria tão linear. Não faço compras por impulso, mas, se calhar, sou mais precipitada, perdendo, até, a oportunidade de adquirir determinadas obras em promoção [por exemplo]. Portanto, por mais focada que seja, a literatura desalinha-me por completo. E acabo por adquirir em maior quantidade, acumulando livros em vez de diminuir a lista por ler. E este desafio ajudou-me a redefinir estratégias.


Setembro ainda vai a meio e eu já fiz mais estragos do que aqueles que seriam aconselhados. Em minha defesa, investi muito em autores portugueses, uma vez que já tinha poucos para ler - e foi uma aposta útil para a PORTUGALID[ARTE]. Além disso, foram escolhas ponderadas. O que só se revelou possível porque estive tanto tempo sem comprar.

Outro aspeto que considero interessante destacar é o quanto a nossa postura sofre metamorfoses. Encontrei alguém pelo Twitter a mencionar que não entendia a obsessão das pessoas em não comprarem livros durante tanto tempo, pois queria ter uma biblioteca gigante e isso era incompatível. Curiosamente, também tinha esse sonho - que não esmoreceu -, mas entendi que, para mim, não faz sentido ter obras só para estarem em exposição. Eu tenho noção de que não viverei anos suficientes para ler tudo aquilo que ambiciono, contudo, posso não me sujeitar à pressão de ter em casa exemplares nos quais nunca pegarei, perdendo histórias surpreendentes, porque não paro de comprar novos. Naturalmente, cada um segue a linha que o ajuda a ser feliz. E esta missão de livrólica sabática permitiu que eu descobrisse a minha.

 PLANOS PARA O FUTURO 

Em outubro, avançarei para a terceira e última etapa deste desafio. Mas talvez não a torne tão restrita como as anteriores, pois estou a contar que o primeiro livro de Isabel Saldanha saia nesse mês. Ainda assim, tudo dependerá da quantidade que serei capaz de reduzir até essa ocasião. Por isso, procurarei ser muito mais disciplinada, sobretudo, porque disponho de livros que estou desejosa de conhecer.

Mantendo o foco, a aventura conclui-se no mês que transborda magia. Não obstante, continuarei a estimular-me num formato semelhante. 

 ESTRATÉGIAS PARA DIMINUIR 
 A LISTA DOS LIVROS POR LER 

Nesta publicação podem encontrar uma versão alargada sobre o assunto. Apesar disso, para facilitar o processo, partilho as dicas que considero mais úteis para conseguirmos levar esta missão a bom porto.


A este conjunto de estratégias acrescento, ainda, que encontrar companhia é uma ajuda preciosa, porque se motivam em simultâneo. Além disso, é maravilhoso partilhar experiências e descobrir as distintas realidades que se escondem em cada estante. Portanto, delinear um compromisso desta natureza compensa. E não condiciona outros sonhos.

You May Also Like

20 comentários

  1. Muito interessante vou seguir algumas dicas, pois tenho uma boa pilha de livros por ler.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  2. Tenho uns para ler, vou deixar assentar a poeira e começar. Apenas li um em agosto
    Kisssss

    ResponderEliminar
  3. Por aqui deixo-me levar ao sabor da maré :) Se aparecer algum livro interessante compro e vou lendo os que tenho na lista consoante o tempo disponivel pois por agora as leituras infantis em conjunto com o pequenote :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também fazia dessa forma, mas, tendo em conta que o número por ler começou a ser muito maior em comparação ao que conseguia reduzir, achei melhor redefinir o meu plano de ataque ahahah
      Tão bom!

      Eliminar
  4. Neste momento como era previsível não consigo ler, mas daqui a uns meses pretendo voltar ao ativo 😊

    https://checkinonline.blogspot.com/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora fazes outras leituras :D
      As maiores felicidades para vocês

      Eliminar
  5. Ler é sempre um objectivo mas o tempo ou a falta dele consome-nos e ficamos sempre em atraso com os livros... Força nesta aventura!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há alturas em que não é tão fácil conciliar. Obrigada :)

      Eliminar
  6. Oh que sim tens aí umas boas dicas para seguir
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  7. Boas dicas para reduzir os livros por ler. Este ano já consegui ler mais livros da estante do que aqueles que adquiri. Estive desde Maio até agora sem comprar livros. Comprei agora em Setembro para oferecer a uma amiga que fez anos e irei comprar em Outubro por causa do meu aniversário. O que comprei até agora dá uma média de um livro por mês, o que não acho que seja grave (principalmente porque já li 14 livros da estante). Depois de Outubro, provavelmente irei esperar até às promoções de fim-de-ano.
    Tal como tu, procuro ser poupada e contida nos gastos. Até porque não tenho um orçamento que me permita esticar as costuras. Também só deixo na estante o que me faz sentido deixar. Os restantes vendo ou troco (dou preferência às trocas).
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada :) isso é maravilhoso, que bom!
      Também estive desde maio sem comprar livros, mas defini setembro como um mês de pausa, até porque ia coincidir com a Feira do Livro e não ia conseguir resistir ahahahah
      Parece-me um ótimo plano :D
      Demorei até consegui desfazer-me dos livros, mas depois percebi que não fazia mesmo sentido manter

      Eliminar
    2. Já não vou à Feira do livro há uns três anos. :(
      É normal, Andreia. No início também me custava! Depois pensei: Será que este é um livro que eu gostaria de ler mais tarde? É um livro importante ou com significado para mim? E assim comecei a aventurar-me no mundo das trocas. :) Olha, e tenho lido coisas muito boas. E claro, não consigo deixar de frequentar a biblioteca.

      Eliminar
    3. Não tarda, estarás a visitá-la novamente :)
      Pois, é isso. Custa ao início, até porque a nossa predisposição ainda não está bem direcionada nesse sentido, mas, depois, quando refletimos sobre o assunto, começamos a alargar horizontes.
      Por acaso, não costumo frequentar muitas. Ou, melhor, não requisito assim tanto, mas é uma excelente maneira para conhecermos histórias novas

      Eliminar
  8. Ainda nem acredito que sobrevivemos!!! 😱
    Só tenho a agradecer-te teres entrado nisto comigo, porque ajuda muito saber que posso partilhar o desafio que tem sido reduzir a pilha de livros!

    Agora é deixar as nossas aprendizagens destes meses falar por nós! 💪

    A Sofia World

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só de pensar que já passaram quatro meses, até fico sem palavras! Que aventura ahahahah
      E eu igual, ainda para mais, naquele doloroso mês de maio, que apareceu para testar a nossa resistência ao máximo, credo!Fizemos uma bela dupla :D
      Estarei sempre aqui [para tudo].

      Isso mesmo. Vamos com tudo 💪

      Eliminar
  9. O gosto que tens pela leitura é gigante!

    Isabel Sá  
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar