PROJETO 642 // ESPERAR

by - agosto 01, 2020

Fotografia da minha autoria


«O tempo vai esperar»


Queria perguntar ao tempo
Se espero ou desespero
Pela humanidade que nos foge
Nesta estrada sem ninguém
Onde a minha alma se evapora
E o céu já perdeu a cor

Mas se eu esperar
Talvez o futuro não chegue
E eu nem me reinvente
Sendo apenas mais uma folha
A rodopiar em câmara lenta
Em direção ao vazio
Que a aceitação demora a colmatar

Mas se eu fugir
Talvez não chegue a saber
Que há um novo capítulo aqui

Por isso, vou esperar
Sentir a brisa a pairar
Desejando um amanhã sereno
Isento e respeitador
Enquanto revejo os meus passos
Ausentes e utópicos
A reconstruir um caminho de paz

Então eu fico
Eu espero
Por um mundo sem rótulos
Para que saiba que ainda lhe pertenço


[Publicação inserida no Projeto 642]

You May Also Like

28 comentários

  1. Bom dia:- Poema fascinante que muito gostei de ler.
    .
    Bom fim-de-semana
    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Vamos tentar não desesperar.
    Bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o melhor que temos a fazer, sem dúvida
      Bom fim de semana, Magui

      Eliminar
  3. Boa tarde de paz, querida amiga Andreia!
    Esperar sempre com esperança crescente.
    O pessimismo atrai coisas ruins. Gera medo.
    Vamos esperançando com ânimo e generosidade.
    Seu poema tem traços pertinentes e vale a pena confiar de que teremos um futuro premissor apesar de...
    Tenha dias abençoados!
    Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo nosso bem, não podemos mesmo perder a esperança. O amanhã será melhor!
      Muito obrigada!

      Beijinhos

      Eliminar
  4. Olá, Andreia!

    Alguns momentos nos traz insegurança, a incerteza pelo dia de amanhã.
    Que dias mais leves chegem.

    Um abraço,
    Sônia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bem verdade. E, por mais que nos custem, não deixam de fazer parte do nosso crescimento.

      Eliminar
  5. Nestes dias, aquilo que não tínhamos "tempo", passamos a ter demasiado "tempo". Muita coisa adiada, principalmente a esperança de um mundo melhor. Saímos pior como sociedade do confinamento.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sinto que, enquanto sociedade, acabamos por refletir o nosso pior lado e é urgente repensarmos a forma como estamos na vida

      Eliminar
  6. Oh que poema mais bonito
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  7. Vale sempre a pena esperar por muito que custe :)
    Poema lindo <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Temos que continuar a acreditar :)
      Muito obrigada, minha querida!

      Eliminar
  8. Muito bonito!! Embora eu ache que é uma causa perdida!!
    xoxo

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Marisa!
      Quero acreditar que não; quero acreditar num amanhã, em sociedade, melhor

      Eliminar
  9. Maravilhoso como toda a tua poesia. *.*

    Beijinho grande :*

    ResponderEliminar