O QUE FAZER QUANDO TEMOS DEMASIADOS LIVROS POR LER?

by - maio 06, 2020

Fotografia da minha autoria


«Tenha sempre um livro ao alcance do seu tempo»


A poesia de uma lista literária a aumentar escreve-se por ela própria. Porque representa um mundo de infinitas - e encantadas - possibilidades. No entanto, também traz no regaço uma certa angústia, uma vez que, por maior que seja o nosso tempo, há obras que nunca chegaremos a descobrir. E qualquer leitor está ciente dessa condição. Mas o que é que podemos fazer quando temos demasiados livros por ler?

Esta questão surgiu em conversa com a Sofia - A Sofia World -, porque estamos conscientes da necessidade de priorizarmos os exemplares parados na estante/armário. No final de ano transato, comprometi-me a não adquirir mais livros, até reduzir bastante a lista em espera. Apesar de todas as campanhas promocionais tentadoras - que parecem ter triplicado, só para testar a minha resistência -, confesso que até se revelou um processo sereno. Por muito que adore acolher novas histórias, não me custou tanto como estava a prever. Porque foquei-me mesmo nas pequenas maravilhas que existem cá em casa, esperando a sua oportunidade para me conquistarem. Além disso, senti a urgência de abrandar, sobretudo, por não ser uma dinâmica rentável para as obras que, inevitavelmente, ficavam em segundo - ou terceiro - plano.

Com a lista a diminuir a um ritmo considerável, a motivação já não me permitia resvalar. Ainda assim, estava bastante expectante para o primeiro ponto de pausa, coincidente com o meu aniversário. O problema é que acabou por ser um descontrolo de encomendas. Não me arrependo de nenhuma que fiz, atendendo a que foram todas realizadas com consciência. Contudo, tinha idealizado um número muito menor - a dada altura, parei de contabilizar, mas deve ter chegado aos 20 [usufruindo de promoções imperdíveis, vales de aniversário e saldo em cartão]. A proximidade de um novo mês, fez com que me aliasse à Sofia, retomando o compromisso que estabeleci. E, acredito, será relativamente simples voltar a controlar este desejo desmedido de forrar a casa com livros. Desta vez, a meta é até à Feira do Livro do Porto, em setembro. Portanto, creio que seremos capazes de equilibrar os estragos.

Quando iniciei este desafio, estava com 55 livros por ler. E, salvo erro, reduzi para os 34. Mas, em abril, senti-me quase a regressar ao ponto de partida. Por essa razão, e de modo a auxiliar todos aqueles que navegam no mesmo barco, reuni um conjunto de estratégias que, para mim, permitem gerir a quantidade de leituras que se acumulam.


// O QUE FAZER QUANDO TEMOS DEMASIADOS LIVROS POR LER - AS MINHAS SUGESTÕES //


Criar uma lista
Eu sabia que tinha vários livros por ler, porém, a ficha só me caiu, verdadeiramente, quando comprovei o número exato. E isso revelou-se um pouco assustador, até porque é um indício do quanto é simples perdermos a noção da quantidade. Além disso, vários dos exemplares estavam parados na estante há anos. Tinha-os comprado para ler no ano em questão, mas fui adiando o encontro, porque novas obras foram chegando. Portanto, ter este estímulo visual é, também, uma maneira de não me esquecer da minha missão - e garanto que será mesmo motivador irem rasurando os livros em espera, vendo a pilha a diminuir.

Estabelecer um desafio
Claro que é impensável para nós, enquanto leitores, ter uma lista de livros por ler a zeros. Todavia, podemos criar estratégias para que a mesma não dispare de uma forma pouco saudável, impelindo-nos a comprar constantemente. E eu percebi que criar este compromisso resultava comigo. Apesar disso, também compreendi a necessidade de ter três momentos de exceção, pois é uma maneira de equilibrar esta jornada. Eu optei por uma iniciativa anual, mas podem criar outras metas, como, por exemplo, «só comprar um livro depois de ter lido x». Percebam o que responde melhor ao vosso propósito [e ao número de leituras que vos faltam]. E façam por cumprir com honestidade [é essencial].

Participar em clubes de leitura
Por um lado, sei que os clubes de leitura podem motivar, ainda que não de uma forma consciente, a nossa vontade de adquirir livros novos. No entanto, por outro, são o incentivo certo para, finalmente, avançarmos para aquelas leituras que colocamos em segundo plano. Aproveitando o facto de o conceito ser desenvolvido por temas, permitindo-nos personalizar a nossa participação, Uma Dúzia de Livros, The Bibliophile Club e Ler é Conhecer têm sido ótimos aliados neste percurso. Porque levam-me a observar a minha estante com atenção. E, por consequência, já fui resgatar inúmeros títulos esquecidos.

Não concorrer em passatempos literários
Ou fazê-lo, apenas, nas alturas que definiram para a vossa pausa. Eu sei que é uma decisão um pouco drástica - e que participar não garante que ganhemos -, mas o princípio acaba por ser o mesmo de quando compram livros novos, pois há sempre algum que ficará abandonado.

Silenciar newsletters
Descobri, em conversa com a Sofia, que é possível definirem a periodicidade com que as recebem. E esta atitude pode ser uma boa maneira de não se sentirem tão tentados, sobretudo, se houver a possibilidade de obterem livros [físicos ou digitais] gratuitos.

Trocar um episódio por um capítulo
Durante muitos anos, as séries foram o meu escape ao final do dia. E como aprecio acompanhá-las pelas televisão, era a minha forma preferida para desligar da rotina, envolvendo-me naqueles enredos. Mas, o ano passado, mudei a dinâmica e percebi que passei a ler muito mais ao deixar os episódios para o fim de semana. Conseguindo, ainda, manter um ritmo de leitura regular. Assim, durante o tempo que duraria o episódio, pelo menos, abro um livro e deixo-me ficar nesta viagem.

Estarmos sempre acompanhados de um livro
Porque, deste modo, podemos aproveitar melhor todos os tempos mortos, avançando na história que estamos a ler ou prestes a descobrir.

Organizar e priorizar
Mesmo que o tempo pareça escasso, sinto que, muitas vezes, não lemos não porque ele nos falte, mas porque não o organizamos convenientemente. E é possível incluir a leitura na rotina. Claro que há ocasiões em que a nossa predisposição não coaduna com o ato de ler. Mas priorizar esta arte pode ser aquele salto de leveza que estavam a precisar - após um dia caótico. E uma página pode ser suficiente.

A Sofia também tem uma palavra sobre esta questão, até porque foi ela que me desafiou a refletir sobre o tema. Portanto, estejam atentos à sua casa virtual [aqui]. Tenho a certeza que, por mais pontos em comum que possam existir, enumerará outras estratégias. Porque este processo não deixa de ser bastante pessoal. E é fundamental que compreendam qual o método que resulta melhor convosco. Porque é inegável o quanto nos entusiasma receber novas histórias. Mas elas só nos poderão emocionar - e colar-se à nossa memória -, se as libertarmos das estantes e mergulharmos na magia de cada uma das suas palavras.


O que fazem quando têm demasiados livros por ler?

You May Also Like

44 comentários

  1. Consegui acabar com a minha pilha de livros, mas tenho a certeza de que ela vai novamente crescer e não falta muito.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O grande drama de um leitor 😂 conseguimos diminuí-la, mas acaba por não demorar muito até que aumente novamente
      Obrigada e igualmente

      Eliminar
  2. Tenho alguns ainda por ler, tenho que começar a pegar neles e traçar objectivos :)

    https://blogda-joana.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  3. Boa estratégia para colocar a leitura em dia....e por aí lê-se a um bom ritmo!
    Isabel Sá  
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada! A quarentena também tem ajudado nesse sentido

      Eliminar
  4. Excelentes dicas :)
    Ja me puseste a organizar a minha instante :)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  5. Tenho montes de livros para ler. Duvido mesmo que alguma vez acabe por os ler todos. Mas enfeitam a estante...;)
    .
    Um dia feliz
    Cuide-se

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, compreendo. E acho que acaba por ser um pouco inevitável. Mas quem sabe, talvez ainda venha a acontecer 😊

      Eliminar
  6. Eu organizo as minhas estantes e separo as obras lidas das não lidas para ser visualmente mais fácil de perceber e ter noção da quantidade de livros que tenho por ler. Costumo colocar as que mais me seduzem mais à vista para sentir mais necessidade de pegar nelas e conseguir dar continuidade às leituras com mais facilidade.

    Adorei a ideia desta publicação <3
    Um beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma excelente estratégia, minha querida 😍
      Também já pensei em fazer algo semelhante, mas acabo sempre por desistir. Porque, como gosto de ter os livros separados por autores, não seria compatível

      Eliminar
    2. Comrpeendo perfeitamente, até porque quero fazer o mesmo, quando tiver uma quantidade razoável do mesmo autor lida. Mas como tenho sido irregular, há 'poucos' da obra de cada um que tenho lidos.
      Um beijinho grande 💖

      Eliminar
    3. Claro, tens explorado outros nomes. E isso é maravilhoso 😍
      Aos pouquinhos, vais compondo essa biblioteca de infinitas histórias

      Eliminar
  7. I love reading so much!Great and useful post!Thank you for sharing!
    beautyqueen000.blogspot.rs <3

    ResponderEliminar
  8. Eu tenho sempre livros para ler... uns que não cheguei a começar, outros que começei e não acabei... Não tenho necessariamente uma estratégia! Existem coisas mais urgentes para fazer!!

    Beijos e abraços.
    Sandra C.
    bluestrass.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso é verdade, nunca faltam opções de leitura.
      Claro! E cada um com as suas prioridades 😊

      Eliminar
  9. Como NÃO quero livros a enfeitar estantes, aproveito o tempo para me separar dos livros, que não ou pouco me interessam, quer já os tenha lido ou não‼

    Curiosamente, leio tão pouco, que ainda continuo na companhia do Theodor Becker. Beste momento, ele já tem 23 anos. Só faltam 4 anos até me encontrar com ele em Amesterdão para tomarmos um café ☕

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É uma maneira de conquistarem outra casa 😊

      Está quase!

      Eliminar
  10. Também no início do ano comprometi-me a ler todos os livros que ainda tinha por ler em casa e terminei por comprar mais uns 4 (felizmente não são tantos) mas que ainda não os li. Se em abril e março (principalmente, neste último) li muito, este mês estou mesmo sem saber se irei conseguir porque desde que começou o mês ainda não li página alguma. Agora quero mesmo ler os 9 livros que tenho por ler na estante, e sem comprar novos. 😬 apesar de que há muitas tentações a que temos de resistir.
    Adorei as dicas que deste, vou colocar em prática algumas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O mal é esse: há sempre imensas campanhas a decorrer. Por isso, torna-se difícil resistir. Mas não chegamos lá 😊
      Espero que consigas alcançar a tua meta!
      Obrigada, fico contente

      Eliminar
  11. Adorei as dicas! Normalmente deixo de comprar livros e foco-me na leitura até porque não aguento a curiosidade de conhecer novas histórias :).

    Beijinho grande!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo esse o espírito! Continua com esse foco tão positivo 😍

      Beijinho grande, minha querida

      Eliminar
  12. Estas dicas vão dar-me muito jeito ahah

    www.amarcadamarta.pt

    ResponderEliminar
  13. Neste momento cá em casa não temos assim muitos, mas é uma boa dica
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  14. Ou colocar-nos em posição fetal num canto da sala, a chorar abraçada a todos os livros que ainda não lemos...é também uma possibilidade, para quando nos apercebemos que não temos tempo para mais...mas isso se calhar sou só eu xD

    ResponderEliminar
  15. Adorei as tuas dicas! Curiosamente, não me tinha sequer lembrado dos passatempos.
    Agora seguimos firmes, motivadas para vencer esta luta! 💪



    A Sofia World

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também só me ocorreu enquanto estava a escrever a publicação, porque apareceu-me a sugestão de um passatempo.
      É isso mesmo! Vamos com tudo 💪

      Eliminar
  16. Tenho vários livros para lê , mais não consigo lê pelo celular preciso comprar um not urgente.

    Segredosdamarii.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso também não consigo. Prefiro sempre os livros físicos 😊

      Eliminar
  17. Oi Andreia
    Gostei das dicas e estratégias
    A minha pilha de livros é imensa e parece uma roda viva. Quando tiro um da pilha sempre tem dois ou três no lugar. Nem sei se conseguirei um dia finalizar as minhas leituras
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada!
      Compreendo bem esse dilema. Parece que a lista nunca diminui, porque há sempre novos livros para ocupar o lugar daqueles que já lemos

      Eliminar
  18. Vou ter de pôr em prática algumas destas dicas!

    ResponderEliminar
  19. Excelentes dicas! Tenho tantos livros nas prateleiras que tenho de arranjar forma de os ler :p
    No entanto, durante o mês de maio o que mais vou ler vão ser artigos científicos ahah

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, coração! Muitas vezes só precisamos de um desafio, porque acaba por nos orientar nesse sentido.
      Aii, coragem 💪

      Eliminar
  20. Como disse à Sofia, comecei a quarentena a ler livros que tinha por aqui e aos quais não tinha dado atenção. Mas depois, confesso, vacilei e encomendei mais livros!! Incluir o acto de ler na nossa rotina é uma bela maneira de ler mais, sim, concordo, isso e levar um livro para todo o lado, se bem que agora estejamos mais por casa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em abril também vacilei muito, por isso, compreendo a dor ahahah
      Pois, agora por casa temos que adaptar essa estratégia

      Eliminar
  21. Excelentes dicas! A que mais tenho tentado cumprir é "Estarmos sempre acompanhados de um livro" :)

    ResponderEliminar