1+3 | 12 LIVROS PARA 2020

by - janeiro 14, 2020

Fotografia da minha autoria


«A leitura abre a mente e alimenta a alma»


A minha missão livrólica foi abraçada com todo o compromisso. Tenho consciência que o ano ainda mal começou, mas a quantidade de promoções tentadoras que se tem cruzado no meu caminho, neste curto espaço de tempo, vai colocando a minha alma de leitora à prova. No entanto, mantenho-me firme e concentrada na lista de obras que continuam na minha estante por descobrir, aguardando a sua oportunidade de ouro.

Já consegui rasurar quatro títulos em espera: A Sombra do Vento [Carlos Ruiz Zafón], Stieg Larsson - Os Arquivos Secretos [Jan Stocklassa], A História de Uma Serva [Margaret Atwood] e O Macaco Bêbedo Foi à Ópera - Da Embriaguez à Civilização [Afonso Cruz]. Ainda assim, a estrada afigura-se longa. Mas promissora, muito graças aos Clubes de Leitura. Dos 51 exemplares que me faltam, há alguns que considero prioritários - pelo autor, pelo género e pelas temáticas. Portanto, e respeitando sempre a minha predisposição emocional, reuni os 12 livros que não poderão passar de 2020 sem serem lidos.

No Passado e no Futuro Estamos Todos Mortos // Miguel Esteves Cardoso: «Pensar na morte é a melhor maneira de dar valor à vida. O tempo que perdemos a fazer coisas que não são prazeres nem nos ensinam nada é um terrível desperdício. O melhor, para dar valor à vida, é fingir e imaginar que se morre todos os dias. É fácil. Estarmos cá, vivos e conscientes, é uma estranha excepção, que vai a favor de todos os que morreram e nunca mais voltaram» [Wook | Bertrand].

1Q84 Vol.1 // Haruki Murakami: «Um mundo aparentemente normal, com duas personagens - Aomame, uma mulher independente, professora de artes marciais, e Tengo, professor de matemática - que não são o que aparentam ser. Até que ambas se dão conta de ligeiros desajustamentos à sua volta, que as conduzirão fatalmente a um destino comum. Um universo romanesco dissecado com precisão orwelliana, em que se cruzam histórias inesquecíveis e personagens cativantes» [Wook | Bertrand].

Nem Todas as Baleias Voam // Afonso Cruz: «Em plena Guerra Fria, a CIA engendrou um plano, baptizado Jazz Ambassadors, para cativar a juventude de Leste para a causa americana. É neste pano de fundo que conhecemos Erik Gould, pianista exímio, apaixonado, capaz de visualizar sons e de pintar retratos nas teclas do piano. A música está-lhe tão entranhada no corpo como o amor pela única mulher da sua vida, que desapareceu de um dia para o outro» [Wook | Bertrand].

Os Segredos da Rapariga Tatuada // Arne J. Keijzer, John-Henri Holmberg e Dan Burstein: «Através de comentários perspicazes e entrevistas reveladoras, entramos no mundo singular de Lisbeth Salander, Mikael Blomkvist e do próprio Stieg Larsson, descobrindo as fascinantes experiências da vida do autor e os incidentes à volta da vida política sueca, da violência sobre as mulheres e dos movimentos neonazis que estão no centro da obra de Stieg Larsson. Porque é que as pessoas consideram a Trilogia tão fascinante?» [Wook | Bertrand].

Mataram a Cotovia // Harper Lee: «Situado em Maycomb, uma pequena cidade imaginária do Alabama, durante a Grande Depressão, este romance, vencedor de um prémio Pulitzer, fala-nos do crescimento de uma rapariga numa sociedade racista. Scout, a protagonista rebelde e irónica, é criada com o irmão, Jem, pelo seu pai viúvo, Atticus. Ele é um advogado que lhes fala como se fossem capazes de entender as suas ideias, encorajando-os a refletirem, em vez de se deixarem arrastar pela ignorância e o preconceito» [Wook | Bertrand].

A Amiga Genial // Elena Ferrante: «É a história de um encontro entre duas crianças de um bairro popular nos arredores de Nápoles e da sua amizade adolescente [...] O percurso de ambas separa-se quando, ao contrário de Lila, Elena continua os estudos liceais e Lila tem de lutar por si e pela sua família no bairro onde vive. Mas a sua amizade prossegue. A Amiga Genial tem o andamento de uma grande narrativa popular, densa, veloz e desconcertante, ligeira e profunda, mostrando os conflitos familiares e amorosos numa sucessão de episódios que os leitores desejariam que nunca acabasse» [Wook | Bertrand].

O Meu Irmão // Afonso Reis Cabral: «Com a morte dos pais, é preciso decidir com quem fica Miguel, o filho de 40 anos que nasceu com síndrome de Down. É então que o irmão - um professor universitário divorciado e misantropo - surpreende (e até certo ponto alivia) a família, chamando a si a grande responsabilidade. Tem apenas mais um ano do que Miguel, e a recordação do afecto e da cumplicidade que ambos partilharam na infância leva-o a acreditar que a nova situação acabará por resgatá-lo da aridez em que se transformou a sua vida e redimi-lo da culpa por tantos anos de afastamento» [Wook | Bertrand].

Rodopio // Mário Zambujal: «O amor acontece em todo o lado, sobretudo na vida dos protagonistas destas histórias, homens e mulheres normais a quem sucedem encontros extraordinários. Há paixões que nascem em bancos de jardim e logo são inscritas no tronco de uma árvore, à mesa de estabelecimentos comerciais, na praia, a bordo de um avião ou mesmo no trânsito. Algumas são eternas, e delas nascem casamentos e outras arrelias; outras estão condenadas como as árvores do parque onde foram inscritos os nomes dos namorados» [Wook | Bertrand].

O Rouxinol // Kristin Hannah: «Na tranquila vila de Carriveau, Vianne despede-se do marido, Antoine, que parte para a frente da batalha. Ela não acredita que os nazis vão invadir a França… mas é isso mesmo que fazem, em batalhões de soldados em marcha, em caravanas de camiões e tanques, em aviões que enchem os céus e largam as suas bombas por cima dos inocentes. Quando um capitão alemão reclama a casa de Vianne, ela e a filha passam a ter de viver com o inimigo, sob risco de virem a perder tudo o que têm. Sem comida, dinheiro ou esperança, e à medida que a escalada de perigo as cerca cada vez mais, é obrigada a tomar decisões impossíveis, uma atrás da outra, de forma a manter a família viva. Isabelle, a irmã de Vianne, é uma rebelde de dezoito anos, que procura um objetivo de vida com toda a paixão» [Wook | Bertrand].

Uma Lágrima na Face da Índia // Daniel Nunes de Sousa: «Noah, enfermeiro num hospital do coração de Londres, debate-se com uma vida sem rumo e decide partir para a Índia, em busca de conhecimento. A sua viagem leva-o a conhecer Sahana, uma jovem cuja vida se encontra perto de um abismo. A ficção e a realidade enleiam-se num comovente e inesperado romance, onde os ecos culturais de uma Índia conservadora colocam o leitor no centro das intrigas de um país que ainda não aprendeu a respeitar as suas mulheres» [Wook | Bertrand].

Lá, Onde o Vento Chora // Delia Owens: «Kya tem apenas seis anos quando vê a mãe sair de casa, com uma maleta azul e sapatos de pele de crocodilo, e percorrer o caminho de areia para nunca mais voltar. E à medida que todas as outras pessoas importantes na sua vida a vão abandonando, aprende a ser autossuficiente. Sensível e inteligente, sobrevive sozinha no pantanal a que chama a sua casa, faz amizade com as gaivotas e observa a natureza que a rodeia com a atenção que lhe permite aprender muitas lições de vida» [Wook | Bertrand].

A Mulher que Correu Atrás do Vento // João Tordo: «Um livro sobre o poder do amor e o vazio da perda, sobre a amizade que nasce das circunstâncias mais improváveis e o terrível poder da confissão. E, quase no final, uma revelação chocante, a reviravolta que faz deste romance de João Tordo uma narrativa magnética» [Wook | Bertrand].


Nota: O blogue é afiliado da Wook e da Bertrand. Ao adquirirem o[s] artigo[s] através dos links disponibilizados estão a contribuir para o seu crescimento literário - e não só. Obrigada ♥


[Publicação inserida no desafio 1+3]

You May Also Like

32 comentários

  1. Quem lê o primeiro livro do 1Q84 tem que ler os outros dois, li-os e gostei bastante.
    Um abraço e boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho lido ótimas críticas em relação à trilogia. E já a tenho na estante, sensivelmente, há dois anos. Por isso é que gostava de, pelo menos, aventurar-me no primeiro volume :)
      Obrigada e igualmente

      Eliminar
  2. Não gosto de meter metas, nem de contar leituras, mas espero que este ano me dê boas leituras!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou com a TITICA detesto meter metas e de contar leituras 📚 Ler é um prazer, não é um dever 📚

      Eliminar
    2. Só comecei a definir uma meta em 2015, quando aderi ao Reading Challenge, mas não me deixou dominar por ela :)
      Fico a torcer por isso, Titica!

      Eliminar
    3. Mas não é por teres uma meta ou por contares as tuas leituras que perdes esse prazer. Pelo menos, falo por mim

      Eliminar
  3. Desta lista, só li a Sombra do vento e adorei.
    "Livrólica" muito bom ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi o meu primeiro livro de 2020 e percebi que ficará no meu coração para sempre. Tem uma história maravilhosas!
      Gosto mesmo dessa expressão ahah

      Eliminar
  4. Este desafio devo conseguir fazer :)
    Tenho o do Haruki para ler, ops... ah e o Lu tem a Fada Oriana que deve estar a chegar :)
    Beijinhos e boas leituras*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fico a aguardar para ler a tua participação :)
      Estamos juntas ahahah oh, que livro maravilhoso!
      Obrigada e igualmente, minha querida

      Eliminar
  5. Aderi ao 2020 Reading Challenge do Goodreads e propus-me a ler 50 livros em 2020. Curiosamente já li 3 só no mês de Janeiro e tenho ainda 4 na estante que adquiri com jovens autores.

    Dos teus 12, li apenas o do Afonso Reis Cabral, gostei bastante.

    Beijinho grande!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que seja um belo desafio :)
      Isso é mesmo espetacular!
      Estou tão curiosa com o livro de Afonso Reis Cabral

      Eliminar
  6. Tenho que me incentivar mais a ler este ano :)

    https://blogda-joana.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  7. Eu não tenho metas para 2020, mas efectivamente quero ler mais!
    Alguns dos títulos deixaram-me curiosa, não li nenhum..
    Neste momento releio a "Catarina de Bragança de Isabel Stilwell, que já tinha lido aos pedaços em 2017.
    Apesar de ser uma biografia, estou a gostar de ler...

    Beijos e abraços.
    Sandra C.
    bluestrass.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que não deixa de ser uma meta :)
      Já adicionei o que estás a ler à minha lista. Por acaso, ando com vontade de ler mais biografias

      Eliminar
  8. Embora eu não dê importância à leitura como tu, Andreia, li alguns dos livros aqui mencionados 📚

    ResponderEliminar
  9. Temos alguns títulos em comum... "A Amiga Genial", "Mataram a Cotovia" e "O Rouxinol" são livros que também quero ler este ano, principalmente o segundo. Vamos ver :)

    ResponderEliminar
  10. Espero que essa meta te corra bem, pois não sou muito de as fazer
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  11. Quem faz de muito boa vontade,
    tudo aquilo que gasta de fazer
    não perde nenhuma oportunidade
    sempre que pode mais um livro ler!

    Boa noite e continuação de boa leitura Andreia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, Edumanes. Aproveitamos cada segundinho para fazermos o que gostamos :)

      Obrigada e igualmente*

      Eliminar
  12. tbm estou preparando aqui minha listinha de leituras apesar da loucura de trabalho que estou vivendo no momento... adoro Murakami e a trilogia do 1Q84

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que a leitura tem o poder de nos acalmar de toda essa azáfama.
      Tenho mesmo que a ler este ano *-*

      Eliminar
  13. Eu tenho, também, a "A sombra do vento" em modo de espera, desses livros já li o "Mataram Cotovia", e na altura gostei bastante;)

    Beijinhos,
    Anita On

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Sombra do Vento foi o meu primeiro livro de 2020 e, bem, que leitura fantástica! Amanhã partilho a minha opinião :)
      Estou mesmo curiosa com Mataram a Cotovia

      Eliminar
  14. Alguns que vais falando são uns que tenciono comprar. A ver se guardo os links nos meus Favoritos para entrar com o teu link de afiliada. Ajuda sempre!

    ResponderEliminar