1+3 | GESTOS QUE FAZEM A DIFERENÇA

by - julho 26, 2019

Fotografia da minha autoria


«Quando é de coração, pequenos gestos tornam-se gigantes»


As letras são o meu dialeto. São o vínculo de comunicação que interliga os pensamentos periclitantes, o papel e o[s] destinatário[s]. Contudo, neste processo de evolução e maturação interior, é percetível a fragilidade da mensagem, uma vez que pode ser deturpada por intenções pouco genuínas. E se as palavras podem ser estudadas e camufladas, assumindo a forma do que se quer ouvir, os gestos têm uma reação mais imediata e menos polida. E num ambiente social, há determinadas manifestações que fazem toda a diferença.

As fórmulas infalíveis não passam de uma ilusão, atendendo a que atribuímos níveis distintos de impacto a estas representações. Porque há gestos que evidenciam mais o nosso apreço, o nosso lado emocional e a nossa essência. No meio de tantas possibilidades, é perfeitamente natural que até nesta vertente sintamos necessidade de estabelecer prioridades. E agir em conformidade com os valores que nos correm no sangue é o primeiro passo para tornar o mundo num lugar melhor. Na maior parte dos casos, não é preciso projetar algo grandioso. É, sim, necessário aprender a expandir o espaço para que aqueles pequenos nadas do nosso quotidiano brilhem. Porque há atitudes mínimas, que quase passam despercebidas, a abrir portas de convivência, empatia e prosperidade. E este deveria ser sempre o nosso foco.

Somos seres sociais, por isso, é fundamental mantermos presente a certeza de que tudo o que fazemos tem consequências para nós e para os outros. Não estamos sozinhos no mundo. E isso pesa, torna-nos mais conscientes. Portanto, ser educado, não normalizar atrasos, elogiar, ser honesto, apoiar, dizer não, ser prestável, ser ecológico, preferir a verdade, pedir desculpa, agradecer, saber ouvir, saber partilhar, erradicar o preconceito, conversar, motivar, reconhecer falhas, ser justo, fazer voluntariado, escolher com sentido, abraçar, dar colo, denunciar casos de assédio e de violência, combater o desperdício, inspirar, filtrar, ponderar, valorizar, amar de peito aberto, confiar e estar são pontos exemplificativos do quanto o nosso comportamento se fragmenta em gotas que levam o mar a transbordar de paz, pois correspondem a uma forma saudável de viver. Em simultâneo, entendemos a urgência de sermos mais pelos outros, de fomentarmos o equilíbrio entre pares e o bem-estar emocional. Embora esta postura seja crucial, acredito que só é possível se privilegiarmos, numa fase primitiva, uma perspetiva individual. Porque tudo tem que partir de dentro.

Cuidarmos de quem somos é, para mim, um gesto que faz toda a diferença, até porque condiciona tudo o resto. Quando estamos bem resolvidos, deixamos de procurar - e de exigir - nos outros aquilo que nos falta. Aceitamos, assim, a nossa condição incompleta e movemo-nos pelas razões certas. Por mais que soe a lugar comum, continuarei a defender que nós recebemos a mesma energia que emitimos para o universo. Logo, para que esta seja relevante, precisamos de nos conhecer, de nos encontrar, de transformar a nossa alma, não perdendo a voz que pode levar à mudança. Desde acordar cedo, ler um livro, correr perto do mar ou destinar cinco minutos do nosso dia para ficarmos imóveis, numa bolha de silêncio, tudo é válido, desde que não interfiramos com o espaço e a liberdade de terceiros. E eu tenho aprendido que o estado da minha autoestima e do meu amor-próprio tem uma enorme influência, pois é a condição que me impulsiona a avançar. Por essa razão, devemos começar por nós. Porque, ao derrubarmos os nossos muros, estamos a construir pontes sustentáveis e sólidas para protegermos o ambiente e os nossos semelhantes. Sem cobranças.

Quando nos manifestamos pela verdade e agimos de coração, todos os gestos contam. Todos os gestos fazem a diferença.

You May Also Like

20 comentários

  1. Quando nos manifestamos pela verdade e agimos de coração, todos os gestos contam. Disseste tudo! :D

    www.amarcadamarta.pt

    ResponderEliminar
  2. adorei esse post,com certeza sao os pequenos gestos do dia a dia que fazem a maior diferença em nossa vida

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada! São pequenos, mas, no fundo, têm um grande impacto

      Eliminar
  3. Coisas simples e pequenas fazem o nosso dia mais feliz, adorei bastante a tua partilha
    Beijinhos
    Novo post
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  4. De facto os gestos quando tidos com alma e coração fazem toda a diferença. Adorei a reflexão.

    Beijinhos, minha querida! :*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a nossa intenção que os torna mais ou menos relevantes! Obrigada <3

      Eliminar
  5. E este teu gesto de escrever aqui para nos faz-nos tao bem, minha querida :)
    Obrigada por estares ai desse lado :)
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, que querida! Muito, muito obrigada <3
      Eu é que agradeço

      Eliminar
  6. sendo um gesto grande ou pequeno, o mais importante é quando é feito com vontade e de coração :)

    ResponderEliminar
  7. Agir com o coração... algo cada vez mais difícil de achar... nos dias que correm... em que supostamente se coloca a racionalidade ao serviço de tudo... ainda que de uma forma absolutamente irracional... ao serviço de qualquer coisa, por mais mínima que seja... dou comigo a pensar, por exemplo... quantas pessoas este ano perderam a vida a tirar selfies... só para ficarem bem numa fotografia?... Quando uma foto, antigamente, dependia da naturalidade de um sorriso... e hoje em dia, existem verdadeiros tratados... para se "parecer" natural, do melhor ângulo possível... e no cenário mais idílico ou impensável possível?...
    Como seres sociais... acho que estamos a levar ao limite, tal comportamento... fazendo o que se espera de nós, ainda que tantas vezes se vá contra a nossa forma de ser ou de estar...
    Usamos coisas desconfortáveis, porque estão na moda... comemos coisas cruas que são um perigo para a saúde publica, porque é muito in... usamos expressões em voga até a exaustão tipo a palavra "tipo", que aparece dezenas de vezes, num qualquer diálogo hoje em dia, em que a troca de ideias, às vezes até se resume, a quase nada... mas falarmos igual aos outros, será um caminho para a aceitação desejada... imitamos A ou B, porque não sentimos firmeza na nossa própria personalidade, e nas nossas escolhas... e por aí se vai, num rol sem fim... em que parecer, se tornou mais essencial, do que efectivamente nos atrevermos a ser... porque... ser... implica profundidade... sentimentos... tempo... que tantas vezes, não há!...
    Eu acho que hoje em dia... já muita gente, infelizmente, terá perdido a capacidade de agir com o que traz no peito... pela sua falta de uso... a não ser para bombear o fluído que os vai mantendo vivos... e assim... muitos vão agindo, como se espera deles... por uma questão de aceitação, conveniência, acomodação... ainda que agir em verdade, até por vezes para si mesmos... já nem seja opção...
    Como sempre uma bela reflexão, por aqui, que daria pano para mangas, em muitas direcções e vertentes...
    Finalmente passando por aqui de novo, após umas semanas mais ocupadas... em que tempo... também tem sido o meu problema... pelo que só agora, me estou a redimir um pouco, perante os blogues mais direccionados para as letras... e que gosto de comentar com mais alguma profundidade... pelo que ao longo dos próximos dias, virei aos poucos, apreciar mais alguns posts, que entretanto por aqui, se me foram escapando, nas últimas semanas, que se evaporaram na pressa dos dias... :-(
    Beijinhos! Bom fim de semana!
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente, parece que começa a ser tudo automatizado ou, então, feito só porque sim. Falta mais transparência e vontade de fazer porque, de facto, nos entusiasma. E é uma pena, porque isso vai-nos levar a um desgaste completamente desnecessário - já para não falar que ficaremos fotocópias.
      És sempre bem-vinda :D há alturas que exigem mais de nós, faz parte.
      Obrigada e igualmente!

      Eliminar
  8. É um texto cheio de boas intenções, gostei especialmente do terceiro parágrafo, alguns daqueles verbos deveriam ser colocados em prática por todos!

    ResponderEliminar
  9. “Quando nos manifestamos pela verdade e agimos de coração, todos os gestos contam. Todos os gestos fazem a diferença.”
    Não podias finalizar com melhor frase 😊
    Obrigada pelas tuas palavras que tens imenso jeito!

    ResponderEliminar