Moleskine | O Melhor de Fevereiro

Fotografia da minha autoria


«A vida é feita de momentos colecionáveis»


Fevereiro. Mês do amor, do aniversário do meu pai, de reencontros, de matar saudades, de realizar sonhos e de regressos. O segundo capítulo do ano trouxe-me, também, uma valente constipação. E mais determinação. No entanto, de um modo geral, foi bastante tranquilo. E representou alguns lançamentos artísticos/culturais que me encheram o lado esquerdo do peito. Não sei o que o futuro me reserva, mas fevereiro ocupa já um espaço especial na minha história.

Aniversário do meu pai: O homem mais importante da minha vida celebrou a chegada aos 55 anos. E esta data foi marcada por mais um passeio pelos recantos de Portugal. Dizem que a família não se escolhe, mas, se tivesse essa oportunidade, não o trocaria por nada. É um dos meus maiores exemplos. E se eu for metade do ser humano extraordinário que ele é, então, estou num ótimo caminho.


Pôr do Sol: Quando regressávamos de Ponte de Lima, fomos brindados por um pôr do sol maravilhoso. Fiquei completamente encantada. E nem me lembrei de registar o momento - o que foi uma pena. Ainda assim, aquele pedaço de céu não mais me sairá da memória.

Mishlawi | Hard Club: Foi, sem qualquer dúvida, um dos pontos altos do meu mês, até porque ambicionava esta oportunidade há bastante tempo. O concerto foi muito mais do que aquilo que imaginei e, ainda hoje, continuo sem palavras para o descrever com total justiça. Porque ele proporcionou um espetáculo ao mais alto nível - não estivesse esgotado, e teria marcado presença na segunda data, no Porto.


Golo de Óliver Torres: Tenho um carinho enorme pelo Óliver e torço sempre para que nunca lhe faltem oportunidades e para que os jogos lhe corram pelo melhor, porque ele tem imenso potencial e merece muito mais reconhecimento. Esta conquista pessoal, frente ao Tondela, foi justíssima. Que concretização. Que golaço!

Guerra: E se fosse aqui? // Janne Teller: É um livro pequeno [em páginas], que cabe na palma da mão. Porém, é impressionante e chocante o mundo presente no seu interior. Porque nos alerta para uma realidade que não está assim tão distante. Além de nos levar a repensar a nossa humanidade [Uma Dúzia de Livros // Fevereiro].

O Amor é Fodido // Miguel Esteves Cardoso: O amor é mágico. Mas também é complexo. E, por mais que escrevamos ou conversemos sobre ele, nunca saberemos tudo. Porque há compartimentos secretos, que só descobrimos no momento oportuno ou que se mantêm ocultos para sempre [The Bibliophile Club // Fevereiro].


Crónica de Uma Morte Anunciada // Gabriel García Márquez: Esta obra tem uma dinâmica peculiar, que nos poderia quebrar o mistério. No entanto, sinto, acontece precisamente o oposto, porque a mestria do autor envolve-nos na narrativa com o mesmo entusiasmo. Além disso, estamos perante um crime de honra e é interessante compreender como é que tudo se processa.

Ulisses // Maria Alberta Menéres: A fama deste marinheiro correu mundo. E neste livro acompanharemos a sua cruzada, numa infinidade de aventuras que colocarão à prova a sua resistência, a sua integridade e a sua ambição de regressar a casa.

Patagónia Express // Luis Sepúlveda: Não estava nos meus planos lê-lo tão cedo, mas não resisti. E que viagem transformadora esta! O caráter proximal da escrita comove. E deixou-me com vontade de fazer a mochila e partir à descoberta.

Bird Box: Tenho adiado a publicação acerca deste filme, uma vez que ainda não consegui assimilar o seu impacto. Passei toda a ação de coração suspenso, porque é intensa, desconcertante e surreal. Além do mais, há uma transversalidade tão evidente com a cegueira dos dias de hoje - e com as tentações que surgem no nosso caminho -, que é impossível ficarmos indiferentes. E o final? Extraordinário. A mensagem é mesmo poderosa. Que filme!


O Pacto Cinderela: Estive a revê-lo, recentemente, na Fox Life, porque adorei o argumento. Este filme conta-nos a história de três amigas com excesso de peso, que decidem melhorar as suas vidas. Mas este enredo não se limita ao fator peso, pois explora questões relacionadas com a autoestima, com a maneira como nos negligenciamos e como permitimos que algo nos defina. Em simultâneo, acompanhamos a angustia de Nola Devlin [uma das três amigas], que construiu uma personagem fictícia, completamente oposta a si, para ser levada a sério enquanto colunista, já que perdia oportunidades por causa da sua imagem. O problema é quando percebe que a sua mentira está perto de ser desmascarada.

Como Defender Um Assassino: A quinta temporada regressa hoje, ao AXN. E esta foi uma das novidades que mais me deixou em êxtase. Mal posso esperar pelo primeiro episódio!

O mundo por olhos tom de castanha #45: Saímos de casa com um destino em mente, mas os acasos redobram o encanto da [re]descoberta. E, pelo menos, 20 anos depois, regressamos a Monção. E ainda tivemos tempo para uma passagem relâmpago por Ponte de Lima.

Desapegar & Destralhar: O peso do que nos mantém presos não fica mais leve. Muito pelo contrário. E as falsas raízes, que acreditamos serem genuínas e descomplexas, só nos atrasam. Por isso, a nossa vida tem fases. Tem processos. Tem ritmos. E tem capítulos que precisamos de avançar - ou de parar de escrever. Porque o desapego é poético, mas, caso não venha de dentro, é uma mera folha a esvoaçar sem direção. E eu sinto que estou numa etapa em que tenho que voltar a destralhar: a alma, o armário, o meu sentido.

És Minha | Os Aurora: Nesta nova fase da banda, ouvimos um tema arrojado. Direto. Cru. Com uma letra despojada de rodeios e com um ritmo que tem tanto de sensual, como de romântico e intenso. Tenho que ser sincera, não pensei que fosse gostar tanto, porque tem um registo completamente diferente do habitual, mas voltei a surpreender-me.

Roteiro de Alma: És tu que me procuras sempre: quando saltas para a cama e te aconchegas no meu regaço. Quando sobrepões o teu beijo ao meu medo. Quando me sussurras ao ouvido.

Bairro da Ponte | Stereossauro: Este álbum - que é muito mais que isso - mistura fado com hip-hop e eletrónica, combinando a tradição com a modernidade. Nesta conjugação de mundos, aparentemente, distintos, a qualidade é inegável, bem como a atração destes «corpos musicais».

Cacau Negro Solúvel: Não sou grande apreciadora de leite simples, por isso, gosto de acrescentar chocolate em pó. E, no início do mês, descobri este da Valor com 70% de cacau, que é uma percentagem que me agrada bastante - até porque adoro chocolate negro. Como seria de esperar, tem um sabor mais amargo, que me conquistou de imediato. Já não quero outro!


Bola de Berlim de Alfarroba: O meu lado de pessoa gulosa adora - e não resiste - a bolas de berlim. Mas a minha escolha recai sempre nas mais tradicionais possíveis. No entanto, aventurei-me a experimentar uma de alfarroba e tenho que confessar que gostei bastante.

Boutique: Arriscar em calças sem ser de ganga tem sido uma prioridade. Por isso, adquiri umas Jogger pretas, na Primark, e não podia estar mais satisfeita com o corte e com o seu conforto. Na C&A, adquiri duas camisolas em saldo, que vieram dar um pouco mais de cor à minha roupa de inverno. E não posso deixar de destacar o pormenor dos entrançados, que acho um amor. A nível de acessórios, voltei a usar brincos e estes packs da Primark têm sido os meus aliados - comprei em dourado e em prateado -, porque são ótimos para usar diariamente.


A ti, que te lamentas // Margherita: A Ana Rita tocou no ponto chave, na medida em que nos leva a refletir sobre o modo como encaramos a vida. Além disso, inspira-nos a sermos mais gratos, ao invés de nos escondermos atrás de tantas queixas. É certo que todos temos fases mais delicadas, mas será que temos mais a lamentar ou a agradecer?

Pés no Chão, Cabeça nas Nuvens // Mami Pereira: Esta foi uma das entrevistas mais inspiradoras que tive a oportunidade de ler, pela sua visão bonita, pela poesia nas palavras... Por tudo. Que energia boa!

Megafone | Podia ter sido eu na mala daquele carro: As coisas não acontecem só aos outros. O perigo, muitas vezes, está dentro de casa e nem fazemos ideia - ou fazemos e sofremos na pele. O testemunho do Nelson Nunes revolta, por tudo o que passou e por partir da sua experiência para abordar um caso que não teve um final feliz. E as suas palavras de alerta são de máxima importância. «Precisamos de uma Justiça que proteja as vítimas». E com urgência!

A playlist de fevereiro é bem mais extensa. Traz novidades, mas também temas mais antigos, pelos quais me apaixonei ou redescobri. Há nomes repetidos. E uma variedade de estilos que me caracterizam, porque ouço um pouco de tudo. A acrescentar às canções soltas, esta jukebox foi invadida por álbuns extraordinários.

Faixas: Tiago Nacarato foi o primeiro a chegar a esta playlist, trazendo Eu Não, Tempo e Sorria. Depois senti necessidade de adicionar Fallen, de Gert Taberner, e Birthplace, de Novo Amor. Pedro Gonçalves conquistou-me com Beija-me e Tempo e Nuno Ribeiro encantou-me com Longe. Com o Festival da Canção em destaque, houve quatro temas que não me passaram despercebidos: Inércia [Ana Cláudia], O Jantar [João Couto], Hoje [Filipe Keil] e Telemóveis [Conan Osíris]. Khalid brindou-nos com Talk. O Murta estreou-se com a música Porquê, April Ivy lançou Tell Me Baby e os Capitão Fausto regressaram com Amor, a Nossa Vida. Come Alive [Years & Years ft Jess Glynne], Trem-Bala [Ana Vilela e David Carreira], Pega em Mim [Márcia e Salvador Sobral], Só Um Beijo [Luísa e Salvador Sobral], As You Need [Alex Aiono], Amor em Construção [Marco Rodrigues e Marisa Liz] e Suméria [Os Alice] também fizeram o meu mês. Porém, a grande descoberta foi Hex, ocupando a playlist com Canadian Drip, Heartbreaker, Stunna e Gene Kelly.


Álbuns: Solitaire, indiscutivelmente, foi o disco que mais ouvi em fevereiro. E, para mim, será um dos álbuns do ano [Gira-discos | Mishlawi]. Apesar desta supremacia, também tive tempo para, finalmente, descobrir Aurora e o seu fantástico Infections Of A Different Kind - Step 1, para me render a Duro [Xutos & Pontapés] e para me dedicar a Do Avesso [António Zambujo]. Check-In [Valas] e Bairro da Ponte [Stereossauro] foram outras das minhas escolhas.

Mega Hits | Cala-te Boca: O formato deste segmento é fantástico e diverte-me imenso. Manuel Cardoso e José Condessa foram dois dos convidados mais recentes. E se sou admira confessa do primeiro, pelo talento e pela versatilidade, adorei a descontração e a personalidade muito consciente do segundo. Foram dois desafios interessantes.

Brainstorm // Daniel Carapeto: O humorista aventurou-se no podcast. E, apesar de ainda só ter disponibilizado dois episódios, gosto da dinâmica que criou. A duração de cada um deles é longa [ultrapassando uma hora], mas a presença de convidados acaba por fluir o momento e por permitir saltar para outras reflexões. Os temas, particularmente, têm tanto de aleatório, como de cómico e pertinência.

Não Pode Rir! Com Barbixas - O Retorno: Barbixas e Castro Brothers juntos? É certo que a gargalhada está garantida. Que grupos incríveis!

Tudo o Resto com Conguito: Sempre achei graça ao Conguito e foi dos primeiros youtubers que comecei a acompanhar. Além disso, gosto da sua personalidade descontraída, mas igualmente focada. A sua visão do mundo é fascinante. Só espero que o futuro lhe sorria sempre, independentemente da área em que estiver.

Erro Crasso: A quinta temporada estreou na segunda-feira, com Fernando Rocha. E não podia ter começado de forma mais hilariante. É bom ter o Luís Franco-Bastos e o Pedro Teixeira da Mota de volta, porque criaram um projeto original e absolutamente fantástico.

Sou Menino Para Ir: Por falar em projetos originais, Salvador Martinha também regressou para partilhar as experiências mais surreais a que se propõe. Para o primeiro episódio, da segunda temporada, foi Montar a Tenda, mostrando a sua tentativa de aprender a ser escuteiro.

Sermos gratos é, para mim, uma demonstração de amor. Não só próprio, mas também pelos outros. Portanto, é algo que priorizo sempre. Porque gosto deste momento em que agradeço cada traço do meu percurso. Acho que crescemos nesta abertura e neste compromisso. E, este mês, estou grata por...

... ter voltado a assistir a um jogo do meu afilhado.

... ter realizado o sonho de ver Mishlawi ao vivo.

... ter matado saudades da minha afilhada, com quem estive no Hard Club, a vivenciar um momento indescritível.


... estar mais focada e predisposta a iniciar novos projetos.

56 comments

  1. Adorei as fotos e o que disseste sobre o teu pai, muito mesmo!

    ResponderEliminar
  2. Gostei de tudo o que li e aproveito para desejar muitos parabéns ao seu pai.
    Um abraço e boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agradeço, é muito importante para mim!
      Obrigada e igualmente :)

      Eliminar
  3. Essa fotografia do por do sol com a Torre dos Clerigos encheu-me a alma e trouxe-me recordacoes tao boas da Rua 31 de Janeiro, em crianca eu dizia que era como estar a subir uma montanha <3
    Ah o golo do Oliver tambem me encheu a alma e fez-me continuar a acreditar na nossa mistica portista <3
    Quero muito ler Guerra: e se fosse aqui :) Ah e provar essa bola de berlim de alfarroba :)
    Venha Março, o meu mes :)
    Beijinhos
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando olhei para a Torre e vi aquele céu, não resisti. Estava maravilhoso e a foto não lhe faz qualquer justiça *-*
      Como te compreendo, aquela rua dá cabo de nós ahahahah
      Para além de ser um golo incrível, já o merecia!
      Recomendo ambos, minha querida :D

      Venha ele ♥

      Eliminar
  4. Este teu post é demasiado extenso.
    Anda assim, percebi que foi um mês bem interessante.
    Andreia, continuação de boa semana.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, estas publicações de final de mês ficarão sempre grandes
      Não me posso queixar :)

      Obrigada e igualmente*

      Eliminar
  5. Gosto sempre do que aqui encontro.. tão bom.
    (e só agora é que me apercebi que o mês acaba hoje.. o tempo voa)..

    https://www.sonhamasrealiza.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enche-me o coração saber isso. Muito obrigada *-*
      Voa mesmo!

      Eliminar
  6. Olá Andreia
    Bolas isto foi o mês mais curto😁😂🤣
    Fizeste tanta coisa que eu acho que não fiz nada.
    Beijinhos

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, nada disso. Aposto que o teu mês também foi bastante recheado :)
      Tenho a mania de me focar nos detalhes, depois dá isto ahah

      Beijinhos

      Eliminar
  7. Boa tarde,. excelente partilha, parabéns para o jovem seu pai, que conte muitos e muitos anos de felicidade.
    AG

    ResponderEliminar
  8. Que bom recordar quão intenso foi o teu Fevereiro que o resto do ano seja assim. Mereces!

    Beijinho grande, minha querida! :*

    ResponderEliminar
  9. Que bom que gostaste do Birdbox como eu amor! Eu estou tão entusiasmada com o regresso de HTGAWM! Adorooo!

    THE PINK ELEPHANT SHOE

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rendi-me completamente, coração. O filme está genial *-*
      Nem me digas nada, estou em pulgas com o regresso. Ainda por cima, dizem que esta temporada está ainda mais intensa

      Eliminar
  10. Nossa que mês incrível :)
    Adoro estes teus posts mensais, super mais desenvolvidos do que os meus :P
    Adorei o por do sol :)
    Beijinho*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me posso queixar, teve muitos momentos felizes *-*
      Oh, que querida, muito obrigada! Eu começo a escrever e, depois, não paro ahahah

      Eliminar
  11. Nossa que esse teu mês foi cheio de coisas recheadas, parabéns gostei de saber como correu
    Beijinhos
    Novo post //Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  12. Se no mês mais curto do ano fizeste isto tudo, quando houver um mês com 32 dias, tiras uma semana de férias para escrever um post. xD
    O teu pai é tãããão novo... quando ele nasceu, eu já trabalhava.
    Bem, é muito novo do meu ponto de vista. Se calhar, do ponto de vista dele, eu é que sou muito velho... é como a história do copo meio cheio, ou meio vazio. O meu já deita por fora. eheheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece que os meses de 32 dias estão interditos ao nosso país ahahah
      Eu escrevo rápido, uma tarde chegava para preparar a publicação :p
      Da perspetiva dele, já começa a ficar velhote, mas, para mim, está numa ótima idade :D

      Eliminar
  13. O texto sobre Fevereiro é mais comprido do que o próprio mês.

    Que o teu Março seja também muito feliz:-*

    ResponderEliminar
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  15. Andreia, estou de acordo sim,
    que a vida seja feita de tudo isso
    do que li no principio antes do fim
    nesse texto por você bem escrito!

    Boa noite e bons sonhos.

    ResponderEliminar
  16. Excelentes fotos! Uma publicação fantástica bem recheada de coisas boas.
    Bjs

    ResponderEliminar
  17. Muito bem! Tanta coisa! Nem digo como foi o mês :/

    ResponderEliminar
  18. Podias ser minha filha, sou pouco mais nova que o teu pai :)
    Excelente mês, excelente Andreia.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  19. Que mês maravilhoso que tiveste! Que saudades de ponte de lima!
    Rêtro Vintage Maggie | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  20. Belated happy Birthday to your Dad, dad's are always best. Nice post.
    My New Post | Instagram | Bloglovin

    ResponderEliminar
  21. Aiii, estive a escrever sobre o que li em Fevereiro e também mencionei o golo do Óliver! 😂 Sem dúvida, um grande momento do mês!

    Fico tão contente por teres gostado de "Crónica de uma morte anunciada"! É um dos meus livros preferidos da vida! 💙


    A Sofia World

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acabei de ler ahahah estávamos em sintonia, adoro! Foi um momento especial, a vários níveis *-*

      O livro está mesmo incrível. Fiquei logo rendida. A forma como desenvolve a história deixa-nos mesmo presos e à espera de compreender cada detalhe do que aconteceu

      Eliminar
  22. Foi um mês em cheio! Que março seja ainda melhor :)

    ResponderEliminar
  23. Adorei os teus favoritos Andreia, e desde já, obrigada por me incluíres neles! Ainda para mais, uma das publicações mais importantes para mim! Obrigada meu amor!
    Que Março seja incrível!
    Beijinho, Ana Rita*
    BLOG: http://www.margheritablog.com/ || INSTAGRAM: https://www.instagram.com/rititipi/ || FACEBOOK: https://www.facebook.com/margheritablog/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, minha querida ♥
      Fazia todo o sentido incluí-la, até porque me revi bastante na tua forma de pensar.
      Desejo-te o mesmo :)

      Eliminar
  24. A isto se chama aproveitar cada momento.

    Beijinhos.
    Sandra C.
    bluestrass.blogspot.com

    ResponderEliminar
  25. A mim foi Março que me trouxe uma grande constipação -.-
    Estou tão curiosa com Bird Box, tenho mesmo de ver.
    Adorei a publicação, minha querida. E fico contente por teres tido um mês tão positivo e tão quentinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh, que chatice :/ as melhores, coração!
      Recomendo, vale imenso a pena
      Muito obrigada ♥

      Eliminar
  26. Que Março te deixe feliz como Fevereiro! Adoro ver os sorrisos de quem nos escreve!
    É bom ver-te alegre e a desfrutar dos bons momentos!
    Um beijinho muito grande, minha querida*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito, muito obrigada, minha querida! Enche-me o coração saber isso ♥

      Eliminar