As 7 séries que nunca deveriam ter terminado

Fotografia da minha autoria


«Você só vive assistindo séries»



Séries nunca são em demasia. E são aquele tópico sobre o qual poderia falar, eternamente, sem me cansar. Não só pela oferta inesgotável, mas também pelo que acrescentam à minha vida. Há uma grande aposta na vertente de entretenimento, porém, ultrapassam-na. Porque, em boa verdade, é possível desconstruir estereótipos, aproximar culturas e fazer inferências surpreendentes, uma vez que os assuntos abordados - implícita ou explicitamente - não são vazios de conteúdo. Existe sempre uma mensagem. E isso, para além de ter um peso significativo, entusiasma. Prende. E apaixona. Porque o propósito é consciente e consistente.

O grande problema associado a estes programas é que também têm um prazo de validade, mais ou menos duradouro, dependendo do investimento, do argumento, da finalidade e da aceitação do público. Por isso, há sempre um risco associado. E se certas séries convencem de imediato, outras demoram mais tempo; e ainda existem as que não convencem de todo. A título individual, existe, igualmente, a forte convicção de que as nossas, por nos serem tão queridas, deveriam ter uma durabilidade infinita. E seria maravilhoso se tal acontecesse. Pelo menos, o meu coração agradeceria esta atitude tão nobre, até porque poupava-me ao duro desgosto da despedida.

O regresso de uma nova temporada demora, mas suporta-se essa espera, uma vez que significa continuidade; significa revermos os nossos protagonistas de eleição e as histórias que mais nos marcaram. Apesar disso, quando esse período de episódios chega ao fim, custa. E, mesmo que pareça exagerado aos demais, não deixa de simbolizar uma perda - ainda que reversível. Porque passamos semanas a acompanhar o desenrolar da ação e a vivenciar cada sensação como se fizéssemos parte do enredo. Todavia, pior que um final de temporada é mesmo constatar que a série não terá retorno. E se, em alguns casos, até aceitamos bem, noutros não temos a mesma postura, porque figuravam no topo das nossas preferências. E, para mim, há sete séries que nunca deveriam ter terminado.


F.R.I.E.N.D.S: É a melhor série de sempre! Apesar de este dado ser bastante subjetivo, tenho ideia que é das que reúne um maior consenso em relação à sua qualidade. Merecidíssimo, por sinal. Além do mais, atrevo-me a dizer que poucas serão aquelas que chegam ao seu nível. Passei horas a ver crescer esta amizade. Ri, chorei, senti-me nostálgica e aprendi lições que guardo com todo o carinho. O seu lado proximal, que nos fez acompanhar todos os acontecimentos do quotidiano dos seis protagonistas, levou-nos a criar uma identificação especial, dando-nos a impressão de que poderíamos ser nós a viver cada uma daquelas situações - e, na realidade, não é uma sensação descabida. Rachel, Monica, Phoebe, Joey, Chandler e Ross marcaram gerações, tornando-se numa verdadeira família - entre eles e para quem viu a série. Com um cunho, aparentemente, leviano, pela forma como encaravam o rumo das suas vidas, rapidamente se percebe que o argumento tem consistência, reinventando o género cómico e apresentando um produto digno, original e memorável, que flui com naturalidade. Há pormenores inesquecíveis. E tenho tantas saudades, que estou a pensar revê-la!

How I Met Your Mother: Quem não deseja encontrar o amor da sua vida, exercer o emprego que mais ambiciona ou viver uma aventura «legen... wait for it... dary. Legendary»? E se for entre amigos é ainda melhor! Através de flashbacks, introduzidos pelo famoso Ted Mosby, vamos ficar a conhecer todas as peripécias hilariantes pelas quais passou para encontrar a mulher dos seus sonhos. No entanto, o equilíbrio entre as personagens é o que sustenta todo o enredo, pois a história está longe de se centrar apenas no arquiteto. Com uma elevada dose de humor, não houve um único episódio que não me prendesse ao ecrã. E é a imprevisibilidade e as constantes reviravoltas que os tornam tão fascinantes. Para além disso, tal como acontece em F.R.I.E.N.D.S, vemos o elenco a amadurecer, a tornar-se mais coeso e a reforçar a amizade que partilham - e que também foi colocada à prova.

Brothers & Sisters: É um verdadeiro drama familiar, que nos mostra que, apesar de todos os conflitos e feitios divergentes, há uma base de apoio que nunca nos desampara. Nesta série, dividem-se as tristezas, as angustias, os medos, as conquistas, as alegrias, tudo. Porque, com algumas desavenças pelo meio, a união acaba por ser mais forte e prevalecer. Os Walker têm personalidades peculiares e um sentido moral um pouco incongruente - já para não dizer duvidoso, em certas alturas. Mas crescem com as suas falhas e procuram proteger os seus. Com as emoções sempre à flor da pele, observamos as suas vidas a sofrerem mudanças surpreendentes e duras. Há sempre muito em jogo. E existem segredos por desvendar, que obrigarão a uma gestão inteligente entre o lado pessoal e o lado empresarial. A SIC Radical tem estado a repeti-la e tem sido maravilhoso voltar a ver esta família em cena.

Forever: Foi com um enorme peso no coração que vi esta série ser cancelada no final da primeira temporada. Aliás, ainda hoje, quando vejo imagens de alguns episódios, não deixo de sentir injustiça pelo desfecho, porque a ideia é original e, no meu entender, estava muito bem construída. Henry Morgan é médico legista e procura uma resposta para a condição que mais o atormenta: a sua imortalidade. Envolta num enorme mistério, desencadeia acontecimentos caricatos, até porque Henry tem que criar uma identidade que não o comprometa. Só duas pessoas sabem do seu segredo, mas a sua sagacidade será, constantemente, colocada à prova, sobretudo, quando começa a colaborar com a polícia - mais concretamente, com a detetive Martinez. Com recurso a flashbacks, ficamos a conhecer a longa vida do médico, enquanto, no presente, ajuda no combate para minimizar o crime.

Castle: Um escritor de best-sellers e uma detetive de homicídios cruzam-se de uma forma particular e pouco amistosa, o que proporcionará momentos hilariantes. Sou apreciadora assumida de policiais puros, mas também não resisto àqueles que adicionam drama e comédia - com qualidade, claro. E sinto que Castle e Beckett, para além de se complementarem, equilibram bem os traços que os distinguem. Nunca faltam peripécias e situações de enorme tensão. E a colaboração entre o escritor e a Polícia de Nova Iorque vai muito para além do trabalho realizado na esquadra. É muito fácil relacionarmo-nos com o elenco e com os casos de cada episódio. Porque tudo é muito bem fundamentado. E agrada-me que as personalidades das personagens principais tenham tanto de cómico como de irónico, tanto de frágil como de força. Em simultâneo, existe uma boa dose sentimental, que nos fala, diretamente, ao coração.

Rizzoli & Isles: A série é baseada nos romances de Tess Gerritsen - e partilhei a minha opinião sobre O Aprendiz no Entrelinhas #39. Apesar de não ter grande termo de comparação, sinto que apresentam algumas diferenças. Focando-me, somente, na componente televisiva, a detetive de homicídios e a médica legista não poderiam ser mais diferentes. Mas são, igualmente, competentes nas funções que desempenham. O que acaba por tornar a sua ligação muito mais interessante, intensa e sólida. São duas mulheres poderosas, com papéis fortes e cargos, maioritariamente, ocupados por homens, o que permite desmistificar ideias pré-concebidas e atribuir uma maior importância à mulher - na profissão e na sociedade. Com casos complexos, a segurança de Boston está bem entregue. Por outro lado, não descura o lado familiar, porque os Rizzoli, tão centrais neste contexto, conquistam-nos com facilidade.

Liberdade 21: Tem cunho português. E, confesso, decidi começar a vê-la por duas razões: Ivo Canelas e António Capelo. São dois atores que admiro e, por essa razão, tento acompanhar os seus trabalhos com atenção. Não menos verdade é o facto de me ter rendido, automaticamente, ao argumento - reforçando a certeza de que em Portugal há imenso talento e produções de qualidade.  Como referi aqui, esta série de género judicial é marcada por competição, humor, drama, egos, inteligência e um conjunto de questões que nos fazem refletir. Apesar de algumas inimizades e ocasiões mais delicadas, de um modo geral, a prioridade é sempre o cliente. A preparação da defesa é, por vezes, dúbia, o que nos faz questionar a moralidade profissional dos intervenientes. O que prova que a vida não é tão preto no branco como a julgamos. Passada numa grande sociedade de advogados, os episódios foram baseados em casos reais.



Quais são as séries que, para vocês, nunca deveriam ter terminado? 

35 comentários

  1. Não sou fã de séries televisivas, mas reconheço que há algumas que são excelentes.
    Um abraço e boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  2. Nunca fui adepta de séries, mas acrescentaria à tua lista 9-1-1 da Fox.

    Da tua lista a única que vi foi The Good Doctor e adorei. Era excelente =)

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  3. Não costumo acompanhar séries. Nunca vi nenhuma dessas.

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  4. Dessas apenas acompanhei Castle e HIMYM. Estou a "ver" novamente HIMYM no fox comedy e sinceramente as saudades são muitas!

    Beijinhos,
    DEZASSETE

    ResponderEliminar
  5. Tudo tem um fim, e com muita tristeza que chego a essa conclusão:( junto Desperate Housewives, Once Upon A Time, 1986 e Dentro :) ah e HIMYM guardo com muito. Atingi as recordações que tenho dela com o meu Rui :) tambem gostei mt de Liberdade 21 :)
    Venham outras para nos viciarmos hehe
    Bjinhosss e boa semana*
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  6. Duas séries essenciais na minha vida: Boston Legal e The Mentalist!

    ResponderEliminar
  7. varias dessas series tbm gosto demais e realmente o final delas foi uma tristeza, acho que principalmente friends, que é msm uma das melhores series!

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderEliminar
  8. Eu amo tanto Friends como How I Met your Mother. Além de serem séries que me divertem imenso, parece que me enchem o coração! É tão bom quando procuramos algo mais reconfortante, adoro!

    THE PINK ELEPHANT SHOE

    ResponderEliminar
  9. Sempre adorei o Castle. Era a minha série favorita. Rizzoli & Isles costumava ver devido à minha mãe e gostava muito até de acompanhar. Não sou muito fã de séries mas as que vejo gosto imenso. Beijinhos :D

    ResponderEliminar
  10. As que falas-te nunca assisti a nenhuma, mas posso dizer que até hoje só me viciei em uma e adorava bastante que nunca tive-se acabado
    Beijinhos
    Novo post // CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  11. Opahhhhh vi recentemente todas as temporadaa de Friends e adorei sinto o mesmo que tu. HIMYM é a série do meu coração tenha tantaa saudades e gostava tanto que ainda desse, ainda por cima porque não gostei daquele final...
    E Forever sinto o mesmo, não houve nenhum cancelamento que me custasse tanto quanto o de Forever. Era uma série muito boa merecia sem dúvida mais protagonismo!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quero tanto fazer o mesmo *-*
      Aquele final foi uma autêntica surpresa! A Fox Comedy tem estado a repetir a série, sempre dá para matar as saudades
      A ideia estava mesmo original! Foi uma injustiça cancelarem-na. Sem dúvida

      Eliminar
  12. A gaveta de hoje tem pano para mangas...
    Estou com um pé fora de casa. Para já só digo que não sou adepta de séries e detesto telenovelas, todavia...
    Volto mais tarde 😘

    ResponderEliminar
  13. Não vi nenhuma dessas séries, apenas um "olhito" no castle.
    Mas o problema das série é o fim sem dúvida, algumas, o fim é o certo a acontecer, noutras é mau. :)

    ResponderEliminar
  14. Olá
    Eu acho que é da idade (risos) mas eu que via tudo, agora não vejo nada!!
    A última série que vi e gostei principalmente pelo actor foi o Dr. House (há séculos atrás, risos novamente).
    Mas lembro-me que vi alguns episódios da Liberdade 21, mas já foi há bastante tempo também!!
    Dessas que falas já li sobre elas em muitos blogs mas não conheço nenhuma, é que não consigo estar a olhar para a televisão, dá-me seca, a sério!!
    Estou surpreendida não teres falado na Casa de papel, andam todos a falar nela.
    Acredito que sejam boas séries, eu adorava ver o Seinfeld, viste?
    Beijinhos

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
  15. Não entendo como é que "Morangos com Açúcar" não aparece na lista das tuas favoritas... =P

    ResponderEliminar
  16. Oi, Andreia!

    Eu também adorava Friends. Lembro que na época, achei o último episódio muito triste...
    Outra série que sempre esteve entre as minhas preferidas: Gilmore Girls!

    Abraços, Cris

    ResponderEliminar
  17. Ainda vi FRIENDS em Portugal, mas nunca achei grande piada à série e à Rachel Green, mulher rica e mimada, que amadurece e passa a ser uma mulher independente, tarde demais. Como também não gosto da actriz Jennifer Aniston.

    Já gosto mais de How I Met Your Mother.
    Tenho até um fraquinho pelo Neil Patrick Harris, lindo de morrer.

    Também gosto de Rizzoli & Isles, a série baseada nos romances de Tess Gerritsen.

    As outras sérias não conheço.

    ResponderEliminar
  18. Não vou muito com séries, mas adoro o Castle, parto me a rir com ele. Das outras que mencionas nunca vi nenhuma.

    Beijinhos linda.

    ResponderEliminar
  19. Das séries que falas só vi Friend e faço minhas as tuas palavras! Essa série deveria durar para sempre!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  20. Não sou grande consumidora de séries. Contudo as que mais gosto são as duas primeiras que falaste, Fiends e HIMYM, e o Mad Men. Não esquecendo o que e feito em Portugal, tenho uma paixão enorme pela 1986 que espero que venha a ter uma segunda temporada.
    (McA também conta? xD)

    ResponderEliminar
  21. Não estou sendo muito fã da televisão,
    para além das noticias pouco mais vejo
    aos jogos de futebol não digo que não
    para você Andreia, uma boa noite desejo!

    ResponderEliminar
  22. Vi todassss mas a última não e como assim vejo que tens bom gosto acho que vou ter mesmo de ver. Mais,adoro séries portuguesas,

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  23. Tenho de ver essa série portuguesa
    http://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  24. Aquele produto é mara! ;D

    É uma mensagem lindíssima!

    Concordo que "Friends" e "How I Met Your Mother" nunca deveriam ter terminado (as outras séries ainda não vi)! Uma que pra mim foi triste de ter chegado ao fim (e acabou mesmo, porque foi cancelada) foi a "Under the Dome".

    Ótima terça!

    Beijo! ^^

    ResponderEliminar
  25. Depois de o cheirares já não o largas :P Se és fã de cheiros mais fresquinhos, vais querê-lo uma vida inteira :P

    Aqui está um post sobre o qual estou total e completamente ao lado... sou um zero no que toca a séries, filmes e cinema no geral -.-' e devia mudar isso. Devia mesmo!
    De qualquer das formas, de todas, devo ter ouvido falar em F.R.I.E.N.D.S imensas vezes :P

    NEW DECOR POST | 5 TIPS TO ORGANIZE A SMALL CLOSET :O
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  26. Via todas e adorava todas também, tanto que não as consigo rever agora porque mataram a ansiedade da espera!!

    Uma que eu tive mesmo pena pois era altamente viciada foi o " Fringe "!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  27. O que eu adorava Forever e Liberdade 21 e nunca ninguém fala delas! :D

    ResponderEliminar
  28. De todos, só vimos alguns episódios de algumas das séries mencionadas... Temos que tratar disto!

    ResponderEliminar
  29. Acreditas que nunca vi "FRIENDS"? No entanto, está na minha lista, é aquele clássico que quero mesmo ver :)
    Das restantes nunca vi nenhuma, mas abriste-me a curiosidade em relação a algumas :p

    Ainda ontem terminei uma (The Fall, com o querido Jamie Dornan) e hoje já estou a sentir falta daquele episódio ahah, parecendo que não, uma pessoa habitua-se àquela história e àqueles personagens e quando se vão fica um pequeno vazio :/
    Mas pronto, como viciadona que sou lá arranjo novas para me perder :D
    Das que terminei, aquela de que mais tenho saudades e que me deixou mesmo um gostinho amargo - até porque foi cancelada, pelo que sei - é Hannibal. E tenho 7 em stand-by, ansiosamente à espera das próximas temporadas :p

    ResponderEliminar
  30. Eu via e adorava Forever, ainda estou a fazer figas para que volte...

    ResponderEliminar
  31. A única serie que listaste que não conheço é a ultima.
    Apaixonei-me por todas as outras!
    Mas a minha predileta, a que me acompanhou e ainda acompanha em tempos mais atribulados é Friends <3 :)

    ResponderEliminar
  32. Às vezes vejo algumas quando as apanho a dar na Tv mas nunca fui muito de segui-las e portanto, como deves imaginar, o meu conhecimento nesta área não é nada extenso e sou aquela pessoa a quem falas de uma série e eu fico a zeros, tipo um burro a olhar para um palácio xD mas nestas que destacas conseguiste referir 4 que conheço e portanto gosto (Castle e Rizzoli & Isles) econcordo com que duas delas não deviam ter terminado (Friends e How I met your mother).
    As que eu mais via, há uns anos atrás, e eram as minhas preferidas na altura eram O Mentalista, Dr. House e Ossos (tudo old school ahahahah). Hoje em dia não vejo muita tv e não estou nada dentro deste mundo :P

    ResponderEliminar