As 7 manias da Chef Morais

Fotografia retirada do Pinterest


«Cozinhar é fazer poesia para ser degustada»



A minha família tem cozinheiros de mão cheia. Nenhum seguiu esta profissão, mas, na minha opinião, teriam todas as competências para isso. Por outro lado, ainda bem que não o fizeram, pois tenho a sorte de não ter que os partilhar com o mundo, podendo degustar as suas iguarias com frequência.

Pessoalmente, mesmo sem ter sido sempre consciente disso, acho que fui acusando a pressão. E acabei por demorar mais tempo a querer aprender a cozinhar. Claro que também teve um pouco de comodismo, porque com uma avó, uma mãe e um pai que cozinham divinamente quem é que quereria assumir a responsabilidade de confecionar as refeições? Demarquei-me dessa tarefa o máximo que consegui, preferindo ocupar o lugar de provadora oficial. No entanto, comecei a aventurar-me nesta arte, que nos conquista os sentidos com uma mestria soberba. 

Não sou uma visionária, nem me arrisco a inventar receitas. Preciso de ganhar um pouco mais de confiança. Além disso, sinto que ainda não estou à altura do legado que me vão passando aos poucos. Mesmo assim, tenho gostado da experiência. E já reparei que desenvolvi sete manias enquanto Chef Morais mais nova.


Chorar sempre que corto cebola: Já tentei tudo para contornar esta questão, mas nada resulta [incluindo a triste figura de preparar o jantar de óculos de sol]. E quanto mais arisca for a cebola, mais eu choro. Espanta-me nunca me ter cortado, porque há alturas em que quase estou de olhos fechados.

Sal & Pimenta: A minha relação com ambos é bastante oposta. Com o sal tenho sempre imenso cuidado - não só por preferir comida mais insossa que salgada, mas também por sentir que estou a pôr em demasia. À custa disso, estipulei uma medida de referência, que até tem resultado. Com a pimenta arrisco mais. E tempero sem medos, até porque aprecio comida picante.

Nunca provo o preparado: Devia, para ter um maior controlo do sabor e perceber se está como pretendia. Porém, nunca o faço. Vai mesmo à confiança - felizmente, tem corrido bem.

Tenho sempre que ter ideia da duração: Senti um certo pânico quando fiz o jantar sozinha pela primeira vez. Principalmente, quando perguntei à minha mãe o tempo que iria demorar a estufar e ela me respondeu «não sei o tempo exato, tens que ir vendo». Compreendi... Mas expressei o meu desagrado, porque acho que isso só resulta com quem já cozinha há anos. Eu gosto de ter as coisas mais controladas. E quando lhe perguntei a quantidade de sal e ela me disse que punha «a olho»? Não sei como não faleci de nervos.

Uso de receita quase obrigatório: Há refeições que já preparo de olhos fechados, porque são mais simples e não têm tanta ciência. Mas, contrariamente, há pratos em que a sua presença é praticamente indispensável. Por exemplo, faço a massa com atum gratinada com alguma regularidade, mas a receita tem que estar sempre em cima da mesa, pois tenho a sensação de que me vou esquecer de algum passo. Na maioria das vezes, nem olho para ela, mas transmite outra segurança.

Organização: Nunca começo a confecionar o jantar sem antes ter tudo o que preciso, tanto a nível de alimentos, como a nível de utensílios. Acho que sou muito mais eficiente deste modo.

Especiarias/Ervas aromáticas: Pessoalmente, acho que dão um toque mais saboroso à comida, além de também ajudarem a colorir o empratamento. Por isso, não dispenso a sua utilização, sobretudo se for manjericão, coentros e noz-moscada.



Quais são as vossas manias na cozinha?

29 comentários

  1. Entendo te muito bem :) tenho a sorte de ter um marido que sabe cozinhar por isso não me importo muito de ficar com a tarefa de limpar tudo no fim... e olha que suja muito mesmo... opsss!
    Bjinhosss
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  2. Infelizmente sou um mau cozinheiro é uma das muitas falhas que tenho.
    Um abraço e continuação de boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  3. I think i am not that bad cook, my husband eats it quietly, i don't know exact reason behind that..Is he used of it or scared of me....?hahahah. In fact i like to try new recipes sometime.
    My Blog | Instagram | Bloglovin

    ResponderEliminar
  4. Muito bem. Tens tudo para seres uma boa cozinheira :))


    Hoje:- Vestes leves, agitadas pelo pensamento

    Bjos
    Votos de uma óptima Quarta - Feira

    ResponderEliminar
  5. Sou como tu no que toca a provar, nunca o faço! Felizmente tem corrido sempre tudo bem!

    ResponderEliminar
  6. Parece muitos bons principios!! Quando descobrires o segredo das cebolas não te esqueças de partilhar !!

    Também peco na parte de provar, até agora tenho tido sorte ahaha

    Beijinhos
    https://titicadeia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Olá!
    Adoro cozinhar, tem dias que gosto mais que outros.
    Adoro experimentar, quase nunca sigo receitas e adoro inventar!
    Manias, tenho sempre dificuldade e fazer comida para muita gente, acabo por fazer sempre a mais ou a menos... uma chatisse.
    Se quiseres e tiverres curiosidade visita a minha página:
    https://porentretachosepanelas.blogspot.pt/ ou no face https://www.facebook.com/PorEntreTachosPanelas/

    Beijinhos e aventura-te!!
    Sandra C.
    https://bluestrass.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  8. Como tu, também fui o tipo de pessoa que começou muito tarde a cozinhar por comodismo. Quando fui para a universidade e aprendi a viver sozinha comecei a dar os meus primeiros passos e hoje posso mesmo dizer que adoro, adoro, adoro cozinhar! Acho que sou mais aproximada da tua mãe. Não penso em horas nem meto quantidades certas de sal - faço tudo a olho. E tem resultado também mais ou menos bem! Mas adoro especiarias e ervas aromáticas em tudo - pimentão doce e salsa são os meus amores de sempre.

    Gostei muito deste teu post, a ver se a Chef Morais e de vez em quando se aventura a partilhar umas receitas aqui pelo blogue 😉😝
    Beijinhos,
    Sónia R. Pinto
    By the Library

    ResponderEliminar
  9. Amiga você é super organizada amei as dicas, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  10. Nossa, somos bem diferentes nessa área. Mas, só uma dica, se você for molhando a cebola, não vai arder...

    1 - Cozinho e vou comendo ao mesmo tempo.
    2 - Amo temperos diferentes,
    3 - Amo cozinhar pra mima mesma, quando estou sozinha.
    4 - Sou super rápida pra cozinhar.
    5 - mas a cozinha fica uma loucura, quando termino.

    : )

    Obrigada por compartilhar, querida.

    ResponderEliminar
  11. Já notei que, quando guardo metade de uma cebola no frigorífico, não arde tanto nos olhos na hora de cortar. É uma questão de experimentares, mas não guardes as cebolas no frigorífico por muito tempo ou apodrecem. Costumo deixá-las estar só por um dia.
    Adoro temperos e ervas aromáticas, mas não gosto mesmo nada de coentros :| Sabe a sabão demoníaco u.u

    ResponderEliminar
  12. Eu identifico-me com algumas :D
    - Choro sempre a cortar cebola, mesmo molhando-a de vez em quando
    - Uso imensas especiarias
    - Tenho muito cuidado com o sal
    - Não costumo provar
    - Lavo a loiça que sujei enquanto fica algo a cozinhar mais tempo
    - Como tu, mesmo sabendo cozinhados de cor, gosto de rever a receita com receio que me esqueça de algo

    ResponderEliminar
  13. Aí talvez esquecer de meter sal ou as vezes meto pouco ou nunca provo aquilo que faço, mas gostei de conhecer as 7 manias do chef
    Beijinhos
    Novo post (Tag Nunca Mais?) // CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  14. Oh meu deus! Sinto-me bué parecida a ti neste momento ahhaah
    Quanto ao sal sou muito oposta a ti, mas as ervas aromáticas têm sempre de estar presentes nos meus pratos principais!

    Mil beijinhos,
    https://kika--maria.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  15. Boa tarde!
    Vejo que partilhamos algumas manias: jamais provo o que estou cozinhando, e preciso de receitas para preparar pratos mais sofisticados (nunca consigo me lembrar de tudo). Também, antes de começar a cozinhar, limpo toda a cozinha e coloco os utensílios à mão. E uma outra mania, é ir limpando enquanto preparo tudo. Ao terminar, a cozinha está tão limpa quanto quando eu comecei!

    ResponderEliminar
  16. Bom, eu sou péssima na cozinha, algumas coisas um desastre mesmo. Mas há uma coisa que faço sempre é provar.
    E não gosto, mas pronto é o que há ahahahahahah

    Beijinhos minha linda.

    ResponderEliminar
  17. Quando cozinho não gosto de ter mais ninguém perto do fogão, adoro fazer tudo sozinha. Gosto de ir tirando os ingredientes ora da despensa, ora do frigorífico. Detesto usar avental e adoro provar a comida ;)

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  18. Eh pah temos quase tudo em comum, menos a parte de usar a receita, gosto de improvisar!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  19. Eu também quase nunca provo a comida, mas estranhamente parece que sei quando falta uma especiaria ou outro, talvez seja pelo olfacto :p
    E no início também detestava quando a minha mãe ou as próprias receitas diziam ingrediente x q.b. ou não punham a temperatura ou tempo. Esquecem-se que os cozinheiros aprendizes ainda não têm o mínimo de noção!
    De resto, tenho a mania de usar o mínimo de loiça e utensílios possíveis para não ter tanto trabalho depois a lavar. Ahahah
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  20. Eu cá também é tudo muito a olho e a provar e também não gosto de abusar no sal, mais vale variar as especiarias, mas picante não! x)
    kiss

    www.inspirationswithm.com

    ResponderEliminar
  21. Adoro cozinhar e até aos dias de hoje tenho ouvido elogios a minha comida. Uma das coisas que nunca faço é provar a comida
    https://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  22. Sinceramente nem me lembro quando comecei a cozinhar mas sinto que fui um instinto natural. Eu sou o contrário de ti xD às vezes até provo comida a mais que fico quase jantada ahaha

    Beijinhos minha querida
    DEZASSETE

    ResponderEliminar
  23. Comecei a cozinhar quando "a minha Maria" foi internada a primeira vez e gosto. Gosto e tenho algum jeito para os tachos.
    Experimenta ir passando a faca por água, quando cortas cebola.
    Não tenho nenhum horário para cada prato, mas com a experiência fui apanhando os tempos necessários e tenho dificuldade em cozinhar sem relógios.
    Sal e picante são a minha perdição. xD

    ResponderEliminar
  24. Exatamente! Bom, coisas da vida! ;D

    Particularmente, detesto cozinhar! hahaha! Minha mania na cozinha é fazer tudo logo pra terminar logo!

    Ótima quarta!

    Beijo! ^^

    ResponderEliminar
  25. Eu, confesso que, não gosto nada de cozinhar!

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  26. Oh, meu bem :D obrigado :D Acho que é isso que define o espaço de qualquer um: a forma pessoal como o vemos :D

    Uma vez mais, revejo-me muito no teu post :D Sou muito cuidadoso com o sal e quanto menos, melhor :D Em relação à pimenta e às especiarias no geral, uso e abuso. Dão um sabor muito melhor à comida que, ao contrário de ti, vou provando sempre antes de ir para a mesa :P
    O tempo também me confunde imeeeenso :o Acho que ainda hoje não tenho grande noção ahahah Prefiro começar cedo e levar as coisas com calma :P E por falar em começar... também tenho um TOC no que concerne à organização: tenho e preciso de colher todos os ingredientes que vou precisar, e dispo-los em cima da mesa ahaha Só depois disso é que começo a cozinhar :P

    NEW TIPS POST | PREPARES YOUR BODY SKIN FOR SUMMER :o
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  27. Identifiquei-me com algumas coisas, mas noutras sou diferente. Comecei a cozinhar (a olho) aos 11 anos. No princípio fritava batata frita, hambúrguer's, rissóis e alimentos do tipo, massas e saladas, depois passei para 2 receitas que adorava e tinha-as quase decoradas (de ver a minha mãe a fazer) que é o bacalhau com natas e strogonoff. São as minhas favoritas mesmo. Depois passei aos assados e sopas (devido às 1001 dietas) e a partir daí nunca mais parei. Até doces faço vê lá tu. Tendo só eu e a minha mãe em casa, que sabem cozinhar tenho mesmo de por a mão na massa. Já tentei recriar receitas, umas ficaram boas outras torcemos o nariz e fritamos umas hambúrguer's (risos), mas acho que é mais o costume sabes? Também a minha comida é sempre mais insossa e quase nunca regulo o sal (mas pior é o açúcar, pois esse nunca sei se está pouco ou muito). E provo de 2 em 2 minutos a comida (risos) e quase como tudo se deixarem. Adorei este post! Beijinhos minha querida!

    ResponderEliminar
  28. Estamos contigo só mesmo na primeira opção. Discutimos sempre quem corta a cebola... AHAHAH

    ResponderEliminar
  29. Cortar cebola é aquela tortura... e não te sintas só porque de vez em quando também vou buscar os óculos de sol - o que não serve para quase nada.
    Também tenho um certo cuidado com o sal, mas uso e abuso das ervas aromáticas. Em relação às receitas nunca uso, a não ser que sejam sobremesas, gosto muito de inventar e acredita que já atirei algumas coisas para a panela para ver no que dava e surpreendi-me ahah
    Por acaso até acho que cozinho bem e sou uma universitária que não come só massa com atum :p

    ResponderEliminar