As 7 novas séries que conquistaram o meu coração

Fotografia retirada do Tumblr

«Quando você encontra um(a) amigo(a) para quem pode contar todos os seus segr... spoilers»


A minha televisão permite-me aceder a um grande número de canais. Porém, não usufruo da maioria. Aliás, há um conjunto deles que só me lembro que existem quando, antes de dormir, faço uma espécie de vistoria geral pelo que está a ser transmitido. Por essa razão, seria igualmente feliz com uma quantidade mais reduzida. Porque, excetuando os programas desportivos e os jogos das modalidades do meu clube que vejo no Porto Canal, Fugiram de Casa de Seus Pais que vejo na RTP1 e Merlin que vejo no Syfy, estou sempre sintonizada no AXN, AXN White, Fox e Fox Life. O motivo? A minha paixão por séries.

Há poucas coisas que me fazem desligar da realidade. E este tipo de programa televisivo ocupa um lugar de destaque. Tenho que admitir que a sensação de nos fundirmos com a história de um episódio é maravilhosa, sobretudo quando é bem construída. Como referi nesta publicação, podia passar um dia inteiro neste registo que não me cansaria, até porque há séries tão bem idealizadas e realizadas que se torna impossível ficarmos indiferentes. Ao longo de todo este tempo, já perdi a conta a todas as que vi. Às que já terminaram. Às que foram suspensas. Às que vi e deixei de acompanhar. Acredito que estas transições sejam consequência do meu próprio crescimento. Por isso é que algumas se mantêm nas minhas opções e outras acabaram por ser excluídas. No meio de todas estas mudanças, há sempre espaço para novas descobertas.

Atualmente, tenho sete indispensáveis: Mentes Criminosas, Arrow, Como Defender Um Assassino, Scorpion, Rookie Blue, Jamestown e A Teoria do Big Bang. Contudo, não dispenso rever outras, como Castle, Rizzoli & Isles, Scandal, The Good Wife, Pai de Surpresa, CSI Miami e Shameless. Como se este número não fosse suficiente, acrescentei mais sete à minha lista de imperdíveis. E são elas:


S.W.A.T. - Força de Intervenção: Inspirada na série original dos anos 70 e no filme com o mesmo nome, esta nova versão baseia-se na vida real, no «presente, nos confrontos inter-raciais que se vivem nos E.U.A». Com muita ação, suspense e um grupo de Elite, que funciona como uma verdadeira família, não faltarão momentos de grande imprevisibilidade. Confesso que fiquei atenta à sua estreia por causa de Shemar Moore [o eterno Derek Morgan de Mentes Criminosas], mas rapidamente me rendi a todo o conceito e à restante equipa. Hondo terá que lidar «com os constrangimentos de tentar manter secreto o romance que tem com a sua superior; a frustração do seu colega Deacon, preterido para o papel de líder; e, sobretudo, com a difícil gestão diária do equilíbrio entre o seu dever profissional e a lealdade com o bairro que o viu crescer». Há crimes a acontecer quase ao segundo. E a intervenção desta unidade especial é o recurso necessário para os resolver. Inevitavelmente, somos confrontados com o certo e o errado. No entanto, não deixa de ser entretenimento puro, com uma boa dose de diversão.

The Good Doctor: «Traz-nos a vida de Shaun Murphy, um jovem cirurgião que sofre de autismo e do síndrome de Savant, conhecido também como o "Síndrome do Sábio", uma doença que dificulta o relacionamento com os outros, e que também lhe permite desenvolver habilidades mentais prodigiosas». É, para mim, uma das melhores séries para quebrar barreiras e preconceitos, até pelo choque de realidade. Freddie Highmore interpreta um papel fabuloso, fazendo-nos chegar a luta que trava diariamente para ser aceite e para demonstrar que é o seu trabalho que o define e não as limitações que tem. Os episódios estão tão bem feitos e pensados ao pormenor que conseguimos ter uma visão daquilo que vai na cabeça de Shaun, principalmente no que diz respeito à sua profissão. No entanto, mesmo sendo a figura central, não há um foco exclusivo na sua personagem.

Young Sheldon: É um «spin off d' A Teoria do Big Bang», que nos permite conhecer Sheldon Cooper na sua infância/juventude. Apesar de se inspirar numa das personagens mais icónicas da série-mãe, os formatos são bastante distintos. Um pormenor curioso é que o próprio Jim Parson [que dá vida ao adulto Sheldon] participa neste novo projeto, fazendo a narração de certos momentos. Com o claro objetivo de nos aproximar do físico teórico, esta série aposta mais «nas relações afetivas e interpessoais». A parte humorística, que dispensa as gargalhas artificiais, é consequência das peculiaridades do protagonista. Com um elenco de luxo, não sei se gosto mais do pequeno génio ou da sua irmã gémea, que é das personagens mais irónicas e engraçadas. Este formato está muito bem conseguido, conquistando-nos por nos mostrar um lado completamente desconhecido da vida de Sheldon.

Absentia: A brilhante Stana Katic dá vida a Emily Byrne, uma agente do FBI. «Durante a perseguição a um assassino em série, ela desaparece e é dada como morta, deixando o marido e um filho de três anos». Seis anos depois desta tragédia, aparece «sem ser capaz de se recordar do seu rapto». O que é percetível é que, durante todo esse tempo, foi brutalmente torturada. E que, agora que está de volta, terá que gerir uma dura realidade: o seu marido, também ele agente do FBI, refez a vida com outra mulher; e o seu filho não se recorda de quem ela é. Esta série é um misto de emoções fortes, onde nada é o que parece. Disposta a descobrir a verdade, Emily é confrontada com uma recente onda de assassinatos, cujas pistas apontam todas para si. Na tentativa de provar a sua inocência, cada novo acontecimento torna-a mais culpada. Com tantas reviravoltas, quem será o verdadeiro assassino?

Einstein: Félix é um génio da Física, como o seu bisavô Albert Einstein, mas também sofre «de uma doença hereditária, que acabará com a sua vida antes dos 40 anos». Obcecado com isso, procura viver o máximo no mínimo espaço de tempo, não olhando propriamente a meios para atingir os fins. Numa sucessão de decisões mal tomadas, «o seu consumo de droga leva-o a estar em apuros com a polícia que, conhecendo a sua genialidade, lhe propõe o seguinte trato: Félix ajuda-os com os casos mais difíceis em troca de não ir parar à prisão». A sua personalidade excêntrica, descomprometida e algo arrogante vai valer-nos momentos de diversão.

Dr. Ken: É uma verdadeira comédia! Ken Park, o protagonista de todo o enredo, «é um brilhante médico Coreano-Americano, que tem uma relação muito peculiar com os seus pacientes», com os seus companheiros de jornada [Damona, Pat, Clark, Julie] e com a própria família. A sua maior preocupação é ser o melhor em tudo, o que lhe provocará situações bastante caricatas e divertidas. Os episódios são hilariantes, porque conseguem reunir o pragmatismo e a loucura, bem presentes em todas as personagens.

The Resident: É a minha descoberta mais recente, mas conquistou-me de imediato. Este «drama médico» é provocador e «arrasta as cortinas para revelar a verdade sobre o que acontece nos bastidores dos hospitais». É uma série arrojada, com um elenco bastante interessante, que nos mostra que «as barreiras éticas são muitas vezes turvas», quer para o bem, quer para o mal. Além disso, inconscientemente, obriga-nos a tomar partidos. Porque, por um lado, temos um conceituado médico, que não é capaz de admitir as suas falhas e que fará de tudo para proteger o seu bom nome, mesmo que isso prejudique terceiros. E, por outro, temos um interno, cujos métodos de ação não são os mais convencionais, mas que procura fazer o melhor pelos seus pacientes, ainda que também ultrapasse o risco do que é aceitável. Apesar de ainda só terem sido transmitidos dois episódios, não é difícil perceber quem terá mais simpatizantes.


Quais são as vossas séries indispensáveis? Acompanham alguma(s) destas?

30 comentários

  1. Eu, confesso que, não costumo acompanhar séries.


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  2. Destas vejo a resident mas não me está a prender muito ainda :/

    ResponderEliminar
  3. Confesso que nunca fui muito adepta de séries; no entanto, actualmente comecei a acompanhar algumas. Da tua lista apenas sigo: "The Good Doctor", pela qual sou viciada. Também acompanho 911 que dá na FoxLife e "American Crime Story: a história do assassinato de Versace" e acompanhei no ano passado Riviera que era exclusiva da MEO.

    Boa semana, minha querida!

    ResponderEliminar
  4. Eu acompanho: The Good Doctor, Como defender um assassino e The good Wife.
    Fiquei muito curiosa e com vontade de ver "Einstein" que não conhecia. :D
    Boa semana *

    ResponderEliminar
  5. Comecei a ver o The Good Doctor e fiquei rendida :)
    Ah e também adoro ver o Porto Canal online e viciei no Fugiram de cada dos seus pais :)
    Bjinhosss e boa semana*
    https://matildeferreira.co.uk

    ResponderEliminar
  6. Há muito que não vejo um filme, kkkk :))

    Hoje:- {poetizando e encantando} Arrepios de um luar encantado
    .
    Bjos
    Votos de uma óptima Segunda-Feira

    ResponderEliminar
  7. AXN, AXN White, Fox e Foxlife também são, sem dúvida, os canais mais sintonizados por mim cá em casa! Sou uma apaixonada por séries, bem mais do que por filmes, e gosto de acompanhar todas as que posso através da televisão (sempre é mais agradável do que pelo computador). «The Good Doctor» tem sido "a" série do momento... adoro tudo, desde os atores à própria história, a par de «This is Us» que me derrete o coração. Tenho muita curiosidade em ver «The Resident» até porque o ator principal é um dos personagens de Gilmore Girs, a minha série favorita de sempre. Talvez não comece a ver para já, mas está na lista, ahah... ;) beijinhos!

    ResponderEliminar
  8. Muito obrigada pelo teu comentário no meu blogue,eu também não costumo saber das novidades dos grammys mas como vi em tantos blogues a falar no assunto,resolvi pesquisar na google e fazer também os meus preferidos e os piores daqueles que eu vi!! Quanto à tua publicação,eu não costumo ver séries,prefiro mil vezes ver bons filmes!!

    ResponderEliminar
  9. Atualmente não vejo muitas séries, mas quando tenho oportunidade de o fazer, vejo as Mentes Criminosas e o CSI Miami. As outras sete que referiste não conheço nenhuma! :P

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  10. Adoro ver series :)
    Acabei de ver à pouco tempo Arrow na net, agora é esperar para mais :P

    ResponderEliminar
  11. ;D

    Confesso que não conhecia nenhuma dessas séries!

    Ótima segunda!

    Beijo! ^^

    ResponderEliminar
  12. Acompanho no AXN a Arma Mortífera e não falto a nenhum episódio. Quanto às que mencionaste, só vi até agora a Rizzoli & Isles, Castle e pouco mais. De resto não vejo nenhuma. As séries já não são bem o que eram antes. Prefiro até ver os Simpsons na maioria das vezes. Beijinhos <3

    www.carolinafranco.pt

    ResponderEliminar
  13. Andreia quantas séries boas, ainda não conhecia, gostei das suas sugestões bjs.

    ResponderEliminar
  14. Das que mencionaste já vi alguns episódios do The Good Doctor. As séries que acompanho são Game of Thrones e The Foster.
    Mas revejo muitos episódios de Rizzoli & Isles também :D

    ResponderEliminar
  15. Fui fã do AXN durante algum tempo. Via CSI (todos, exceto o CSI Miami) e mentes criminosas. Depois que acabou o CSI e deram em repetir Mentes Criminosas, deixei de ver.
    Atualmente os únicos programas que consigo ver (quando não adormeço lol), é no "CI" e no "Sowcase HD". Mesmo assim tenho que os gravar e ver quando não tenho sono. No sábado bebi um café às 2 horas da madrugada e, mesmo assim, não consegui ver o episódio de "Solved".
    Dantes só tinha sono ao volante (eheh). Agora também tenho a ver televisão. eheheh

    ResponderEliminar
  16. Eu ADORO séries. Tenho imensos filmes em lista de espera, porque acabo sempre por escolher mais depressa uma série do que o filme, por isso é que me lancei o desafio de ver 50 filmes em 2018, para começar a diminuir a lista :p
    Neste momento estou a ver The Good Doctor e Mentes Criminosas, estou à espera que saiam as próximas temporadas de GOT, Izombie e Thirteen Reasons Why e tenho um número infindável delas para começar a ver, entre elas está Como defender um assassino - já vi até à segunda temporada, mas parei por falta de tempo e quero começar de novo porque já não me lembro de algumas coisas, ainda por cima é uma série que tem imensos retornos ao passado, presente, etc.
    The Good Doctor, como já falamos, está só incrível.
    Deixaste-me curiosa com absentia, já acrescentei à minha lista :D

    ResponderEliminar
  17. Eu também vejo muito o CSI mas prefiro com o Horatio Caine, que ultimamente nao tem dado, depois o Castle que também desapareceu :( vejo a FOX e pouco mais, estou como tu, muitos canais sem ver ahahahah
    Beijinho minha linda.

    ResponderEliminar
  18. Já vejo merlin desde que dava na sic radical, se bem que não é uma série que acompanho ao pormenor, gosto de ver quando está a dar. Young Sheldon conquistou-me! Scorpion, teoria, são daquelas que mais acompanho. Infelizmente não com tanta frequência porque agora está quase sempre nos bonecos xD

    Beijinhos,
    DEZASSETEINSTAGRAM

    ResponderEliminar
  19. R: Gosto muito de Izombie, comecei a ver sem contar, apanhei o primeiro episódio da primeira temporada a dar na tv e não demorou até querer saber mais. Acho que é daquelas séries que parece que não dá nada, mas depois uma pessoa vicia e até acha piada à história :p E ainda te vais rindo pelo meio, tem peripécias bastante engraçadas. Aconselho mesmo :)

    ResponderEliminar
  20. A única que conheço é o Dr. Ken e adoro! É super divertida! Fiquei muito curiosa com o The Resident, acho que ia adorar!

    THE PINK ELEPHANT SHOE // Ganha um cabaz de novidades da Nyx!

    ResponderEliminar
  21. The good doctor is an amazing show
    Love it but I have to catch on some episodes
    Thanks for sharing
    Have a nice day
    Best

    ResponderEliminar
  22. Obrigado, sim, meu bem! Óbvio que tenho de te agradecer <3
    Ahaha :o estou chocado! Usas só os perfumes que mais gosto para mulher. Tenho uma panca gigante pelo Light Blue e pelo Good Girl, pese embora sejam perfumes de odores completamente distintos! :D

    Infelizmente não me resta tempo para ver séries e custa-me muito que assim seja! Mas ando muito curioso com algumas delas, nomeadamente "Orange is the New Black" que não mencionaste aí :P Das que referes, não conheço nenhuma ahah mas isso já seria de esperar. O cinema anda a passar-me um bocadinho ao lado. E não devia -.-

    NEW CITYBREAKS POST | HELLO AZORES, HELLO PONTA DELGADA: TRAVEL TIPS <3
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  23. Acompanho algumas, mas nenhum dessas que vc citou. E eu tbm me perco vendo séries, ja cheguei a passar fds inteiros maratonando.

    Anny
    www.falaaianny.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  24. Gratíssimo! Atualizei-me com o que roda na mídia televisiva. Sou fã de filmes e séries, mas atualmente, mesmo aposentado da engenharia, falta-me tempo para tanto por optar por outros entretenimentos que muitas vezes são trabalhos. Alias, gosto tanto do que faço que o limite entre esses dois fica difícil de saber. Grato pela partilha que me reciclou no tratado meio. Grande abraço. Laerte.

    ResponderEliminar
  25. Eu não vejo nenhuma das que referiste.
    Agora ando a ver This is us e Intersection :) Tens de espreitar!

    ResponderEliminar
  26. Adoro Como Defender um Assassino e Merlin. Quando puder tenho de ver The Good Doctor e Young Sheldon. Adorei a lista.
    Abraços <3

    ResponderEliminar
  27. eu sou suspeita com series. não conheço nenhuma dessas x) mas também não gosto de séries :x

    ResponderEliminar