Balanços e avanços

Fotografia tirada no Lago de Sanabria

«Recomeçar faz parte de viver»


Aprendi a relativizar. A perceber que, por mais que custem, as quedas são um grande livro de lições, da mesma maneira que todas as conquistas funcionam como motor de motivação. E, principalmente, aprendi a agradecer mais e a pedir menos. Por isso, agora que vejo um novo ano a terminar, não podia deixar de parte todos estes ensinamentos que me acompanham há algum tempo. E que espero nunca vir a perder!

Sou, por defeito ou por feitio, muito focada no melhor que a vida tem para oferecer. Naturalmente, não me esqueço dos dissabores, mas faço por guardar o lado bom de tudo aquilo que me acontece. Afinal, é o mais importante, não é? É, sem qualquer dúvida! E 2017 trouxe-me tanta coisa boa, que me arrisco a ficar assoberbada só de recordar. Se tivesse que definir este ano numa só palavra, talvez não fosse capaz. Ainda assim, surpresa e gratidão poderiam ser algumas das minhas escolhas. Sinto que cresci. Que tudo aquilo que se passou me tornou mais forte e mais ciente do meu caminho. Simultaneamente, soube olhar mais por mim, sem sentir qualquer culpa por me colocar em primeiro lugar. Vivi. Aproveitei. E senti as minhas energias renovadas para abraçar o desconhecido.

De uma forma mais direta, falemos de... 

Balanços

Académicos: Terminei o estágio que me fez colocar tantas vezes em causa, como futura profissional e, até, como pessoa. Superei a montanha russa que é preparar e realizar uma defesa pública. E conquistei o meu maior sonho, ao concluir o Mestrado em Educação Pré-Escolar [com tanto tempo de distância, confesso que até gostei daquele momento, porque pude falar sobre algo que me apaixona]. Especificando para o lado praxistico, como escrevi aqui, fui finalista. Troquei as minhas fitas, que carregam tantas mensagens de amor, pela cartola e a bengala. E passei pela experiência alucinante de comprar o passe semanal para a Queima das Fitas do Porto [só não fui um dia] e de trabalhar, enquanto elemento da Associação de Estudantes, na barraca da ESE. Terminei, assim, uma etapa que muito contribuiu para a mulher que sou hoje. E que me deixou preparada e ansiosa para todas as que estarão para chegar! 

Pessoais: Festejei os meus 25 anos e os 29 de casamento dos meus pais. Voltei ao Dragão e ao Museu do FC Porto. Fui a Vigo. Vi o meu Porto ser considerado o melhor destino europeu. Chorei a perda do meu Simba [morreu atropelado, em abril], e, meses mais tarde, adotei o Goji [a minha baga preta, com olhos verdes-azeitona]. Senti o orgulho de ver o meu afilhado a ganhar o prémio de jogador Revelação do Ano [na categoria sub-10]. Li muito. Escrevi ainda mais. Regressei a lugares que me fazem feliz e descobri outros igualmente maravilhosos. Geri ausências, percalços e situações mais delicadas, e voltei a constatar que tenho uma família incrível, unida e sempre pronta a dar colo. Errei. E procurei melhorar. Ri muito. Também chorei. Reforcei amizades. E, por muito que pareça cruel, aprendi a não estar tão disponível. Não me interpretem mal, porque entrego-me por inteiro aos meus, mas é bom quando nos resguardamos, quando preservamos o nosso espaço e quando percebemos que, por vezes, não temos que ser os primeiros a dar o braço a torcer. Quando gosto, independentemente do tipo de relação, luto, mas também preciso de sentir que há um ponto de retorno. Se calhar, fui egoísta o suficiente para dizer não. Para me desapegar de tudo o que é tóxico. E para mostrar que deixei de acreditar em palavras vazias.

Culturais: Tive a honra de assistir ao grandioso concerto dos Kaiser Chiefs, na Queima das Fitas do Porto. Também na Queima, vi os concertos de James Morrison, David Carreira e Átoa. Festejei a vitória categórica de Salvador Sobral no Festival Eurovisão da Canção. Estive presente nas Showcases de apresentação do álbum Grita, d' Os Aurora [Fnac de Santa Catarina e Fnac do Norte Shopping]. Comprei o Grita, o Do=s e o Pontos nos Is. Fui ao XXX FITA. Marquei presença em mais um Festival Tunas D'Ouro, da TAOD. Fui, pela primeira vez, ao Porto Beer Fest. Voltei à Feira do Livro do Porto. Ouvi Os Quatro e Meia ao vivo, tanto na apresentação do álbum na Fnac, como em Espinho. Corri algumas Festa da História e Feiras Medievais. Ouvi Daniel Oliveira a falar «Sobre o Amor». E estive no inigualável concerto de Diogo Piçarra, no Coliseu do Porto!

Blogosféricos: Arrisquei em novos conteúdos. Tentei aperfeiçoar o que já faz parte deste lar. Participei no Desafio de Outono [criado pelo grupo Let's Talk]. As gavetas da minha casa encantada celebraram o quarto aniversário. E chegaram ao instagram. Muito recentemente, o blogue e a página de facebook atingiram [e ultrapassaram] os 500 seguidores. Descobri cantinhos novos. Preservei aqueles que já seguia. E reforcei a certeza de que sou muito mais completa por escrever aqui. E por ler tantas críticas/partilhas maravilhosas, que me fazem querer continuar a evoluir. 

Sinto que 2017 foi, sobretudo, um ano de grande gestão emocional. Nem sempre fácil, porque há coisas que não estamos à espera [e nunca nos desiludimos com desconhecidos], mas acredito que estou em paz. E que não tenho situações pendentes. Assim sendo, concentremo-nos em...

Avanços

Tenho alguns desejos para 2018, sendo o principal encontrar emprego. Contudo, vou guardar todos os outros com muito cuidado e com muito carinho. Vou estimá-los. E fazer tudo o que estiver ao meu alcance para realizá-los. O mais importante, mesmo que soe a cliché [mas eu adoro um bom cliché], é ter aqueles que mais amo ao meu lado, cheios de saúde. Tudo o resto será um bónus! Que conseguiremos com dedicação. Com esforço. E com toda a verdade que transportarmos no coração.



Espero que tenham um ano maravilhoso! E que não se desviem do vosso caminho. 
A não ser que todas as rotas alternativas vos levem ainda mais longe. 
Preservem os valores certos. E não percam a vossa luz interior 💛

21 comentários

  1. Foram balanços positivos, e para o ano vão ser ainda melhores!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  2. São umas óptimas palavras para o ano que se aproxima... De facto tudo o que nos acontece, é por alguma razão. Seja bom ou menos bons de uma forma ou outra nos faz mais forte e com mais confiança.

    Que 2018 seja cheio de sonhos e que se concretizem.
    Beijinhos 😘!

    ResponderEliminar
  3. Obrigado eu, meu bem. Por tudo :')

    2017 foi um ano incrível onde tiveste grandes desafios pela frente!! Só acho que tens mil e uma razões para estar orgulhosa <3

    NEW PERSONAL POST | HAPPY NEW YEAAAAR: WE WISH YOU ALL THE BEST <3
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  4. Bom ano querida recheado de sonhos e conquistas.

    E com muito sucesso para este teu espaço =)

    Beijinho grande! :*

    ResponderEliminar
  5. Nem imaginas como é bom ler tudo o isto! Espero mesmo, do fundo do coração, que os teus avanços (tanto arranjar emprego, como os outros mais teus) se vão concretizando ao longo deste ano que há-de ser bonito por lutarmos por ele. E hei-de continuar a seguir as tuas gavetas sempre que o meu tempo livre permitir!
    R.: E nem imaginas como é bom ler também as palavras que me deixaste! Sinto que estou a crescer aos bocadinhos, mas é sempre diferente quando nos dizem/escrevem um feedback positivo! Agradeço-te, profundamente! Um grande beijinho*

    ResponderEliminar
  6. siempre hay que ir avanzando FELICES FIESTAS PRECIOSA

    ResponderEliminar
  7. E que tudo o que desejas se realize minha linda.
    Um novo ano recheado de coisas boas.
    Muitos beijinhos e até para o ano 😘😘

    ResponderEliminar
  8. Um bom ano para ti minha querida, tudo de bom :)
    Um beijinho*

    ResponderEliminar
  9. Estas no bom caminho, princesa :) Es das melhores pessoas que conheci nestes últimos tempos :) Gosto da tua forma de ver as coisas :) Acredita e vais conseguir :) Tudo de bom em 2018 :)
    Muitos Beijnhosss
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  10. Espero que consigas realizar todos os teus objetivos para 2018! Beijinhos e bom ano!

    ResponderEliminar
  11. Olá Andrei,
    passando para agradecer sua amizade.
    Hoje a mensagem será igual para todos os meus amigos pois o que desejo a você, desejo para todo o Universo. E o motivo é muito forte e belo: somos todos filhos do mesmo Pai Maior.
    Desejo a você e sua casa, um Ano Novo cheio de Paz, Amor e Benevolência.
    Feliz Ano Novo!

    ResponderEliminar
  12. Feliz Ano Novo!!! E que o próximo ano te traga muito sucesso e amor e saúde!!!
    Beijinhos!! :D

    ResponderEliminar
  13. Que bom que é ler sobre o teu ano e ver que foi um ano positivo, que te trouxe muita coisa boa. Espero que 2018 te surpreenda de igual forma, te traga muitos bons momentos para recordares mais tarde. Boas entradas e um ano ainda melhor. Beijinho <3

    ResponderEliminar
  14. não podia concordar mais contigo, desde que tenhamos as pessoas que amamos ao nosso lado e com saúde, pouco mais importa...
    beijinhos :) https://ratsonthemoon.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  15. Me encanta el balance del año que has hecho, que sigas avanzando y consiguiendo metas. Feliz 2018 desde El Blog de Boris Estebitan.

    ResponderEliminar
  16. Que 2018 seja ainda melhor! Bom ano, minha querida <3

    ResponderEliminar
  17. BORAAAA!!! 2018 COM A FORÇA TODA!!!

    r: elas no concerto do diogo piçarra só cantaram a música que têm com ele ou cantaram músicas mesmo delas?

    ResponderEliminar