Em 2ª mão

Imagem retirada do google

«O livro é um mestre que fala mas que não responde», Platão


Sou uma adepta assumida do livro físico. Adoro folhear as páginas, sentir a textura da capa e o cheiro característico das folhas e marcar as minhas passagens favoritas com todas aquelas setas autocolantes coloridas. No entanto, adquirir um livro equivale a uma despesa que nem sempre posso suportar, porque há outras que se revelam prioritárias. Sendo assim, adio-a até surgir uma altura mais oportuna.

Neste aspeto, reconheço que sou um pouco consumista, porque prefiro esperar e comprar mais tarde em vez de ir à biblioteca requisitar (ou pedir emprestado a um amigo), não só porque assim posso ir construindo a minha biblioteca aos poucos, mas também pelo facto de evitar um prazo de leitura, desfrutando da história o tempo que me apetecer. Por essa razão, comecei a estar atenta a livros em segunda mão. Quando tenho disponibilidade, vou até ao Porto Alternativo - uma «empresa de compra, venda e troca de artigos novos e usados», com loja em Vila Nova de Gaia, Póvoa de Varzim, Aveiro e Cabeceiras de Basto - e perco-me nas várias estantes em busca de algum que gostasse de ler. No total, ainda só comprei 5 exemplares, mas a minha opinião é bastante positiva. Salvo pouquíssimas exceções, os artigos encontram-se em ótimas condições e os preços são aliciantes. Contudo, tenho sempre o cuidado de não me deixar deslumbrar por este último fator. É apetecível pagar pouco, mas é ainda mais satisfatório quando aliado a isso comprovamos que não podia estar em melhor estado. Na minha última visita à loja, deparei-me com um livro cuja sinopse me suscitou um interesse imediato e cujo preço era, de facto, convidativo: 1€. Só que ao abri-lo verifiquei que lhe faltavam imensas folhas, por isso voltei a colocá-lo no seu lugar. Nunca compro só por comprar, acho que não faz sentido. Portanto, não só vejo se a obra faz o meu estilo de leitura, como também tenho a preocupação de perceber se está completa, para depois não ter surpresas desagradáveis.    

Não deixei de recorrer ao Continente, nem à Wook, por exemplo, mas nem sempre estamos predispostos a dar 15€ por um livro (e entristece-me perceber que a maior parte do lucro nem sequer chega a quem de direito), ainda para mais quando sabemos que por esse valor podemos comprar três, ou quatro. A maior parte das vezes, não encontro no stock aqueles que mais quero, mas descobri uma alternativa bastante funcional. E que me permite alargar horizontes literários e conhecer novos autores. 

E vocês, são consumidores de livros em segunda mão?

You Might Also Like

21 comentários

  1. Uma grande citação de Platão e eu também sou um grande consumidor de livros em papel e para mim não pode ser de outra maneira.
    Um abraço e boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  2. Ca na ilha isso e muito corrente, sejam livros, roupas :) Alias aqui na vilazinha existem varias lojas de caridade, outra ocisa muito usual ca, que o fazem bastante :) Adoro :)
    Bjinhosss
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  3. Também sou adepta do livro físico, ainda não me rendi ao digital porque acho que há detalhes que se perdem, como por exemplo o autor poder assinar o livro.

    Normalmente, recorro ao OLX para comprar livros baratos. Porque é que hei-de dar 17€ se posso comprar o mesmo livro, novo por metade do preço. Há muitas pessoas que compram um livro, lêem-no e depois vendem. Fica mais em conta :)

    Beijinhos, minha querida!

    ResponderEliminar
  4. Não resisto aos livros é um dos meus "defeitos".
    Um abraço.
    Autografos Futebol

    ResponderEliminar
  5. Eu sou uma consumidora de livros nata, seja em que "mão" for, não me incomoda nada comprar em segunda mão, utilizar livros emprestados. A riqueza está no ler =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Fui eu que publiquei o anterior =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Não tenho muitos em segunda mão, mas é uma óptima estratégia para poupar dinheiro e aumentar o nosso conhecimento. Outra muito interessante é optar pelos livros de bolso. Eu sei que não é a mesma coisa e não tem aquela emoção para quem ama o livro em si, mas é uma opção para quando não podemos gastar tanto dinheiro. Também espero pelas feiras do livro de Verão que há pela minha zona para poder ir em busca de novas coisinhas a preços incríveis também:)

    ResponderEliminar
  8. Que saudades deste cantinho! É tão bom chegar aqui e ver todas estas mudanças, todas exceto o teu jeito para escrever que é simplesmente fantástico!

    ResponderEliminar
  9. Nos último tempos rendi-me à biblioteca. Consigo ler muito mais estilos diferentes porque como não estou a investir o meu dinheiro, arrisco mais. Quanto a prazos, na biblioteca a que vou dá para fazer renovações online, por isso tenho cera de 3 meses para ler o livro.
    A minha biblioteca assumiu proporções assustadoras e neste momento não tenho mesmo mais espaço. Tenho livros onde nunca pensei ter livros...Neste momento só compro mesmo livro que quero ler e não encontro na minha biblioteca. Antes de comprar mais livros, tenho que comprar casa :P

    ResponderEliminar
  10. Gosto muito de ler, comprar livros, cheirar livros novos, marcar as primeiras páginas com o nome/data de compra e ir construindo a minha biblioteca, no entanto, por vezes coloco um "travão" a mim mesma, pois tenho tendência a encontrar facilmente mais um livro interessante, outro e mais outro.
    Há tantos livros interessantes!
    Nunca comprei livros em segunda mão, ainda assim, fiquei curiosa e vou dar uma vista de olhos na loja que referes e que desconhecia até então. Vou tentar encontrar o site deles (não sei se existe).
    Prefiro o papel, o livro físico, sempre que possível.

    ResponderEliminar
  11. Acho este tipo de iniciativas incríveis. Adoro livros, sou viciada por leitura, a cima de tudo acho que ler um livro é a melhor fuga da realidade, e é tão bom desligar.

    ResponderEliminar
  12. Também não abdico do livro físico adoro a sensação de abrir cheirar e ler!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  13. Que bom ler isso! Ainda bem que consegui transmitir a felicidade que senti no Porto! Sim, as feiras do livro, para mim, são aquele evento que eu não posso perder!

    ResponderEliminar
  14. Eu agora tenho comprado livros em segunda mão. Há imensos grupos no Face e poupas bastante!

    Beijinhos
    That Girl | FACEBOOK PAGE | INSTAGRAM | TWITTER

    ResponderEliminar
  15. Eu, como sabes, compro muitos livros em segunda mão. A maioria deles estão como novos mas verifico sempre se não faltam páginas. Encontro lá desde livros antigos até livros bastante recentes. Já poupei imenso dinheiro. Acho que tens aí pelo Porto uma cash converter. É uma loja muito boa também. Eu vou aqui às de Lisboa ;)

    ResponderEliminar
  16. Também prefiro os livros gosto de sentir aquele cheiro do livro e o folhear das folhas, quando vou a lisboa existem algumas livrarias com livros antigos e assim e adquiro alguns
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  17. Adoro livros exactamente por esse cheiro e ainda gosto mais que sejam em segunda mão, pelas histórias a dobrar que contam.

    THE PINK ELEPHANT SHOE

    ResponderEliminar
  18. É exatamente isso, meu bem. Pouco importa se fazemos mal... O importante é que nesse mal conseguimos dar o nosso tudo. É muito uma questão de querer fazer, dizer ou acontecer!

    Tu conheces-me e sabes que sou fã de livros. Adoro bibliotecas e o cheiro que as prateleiras emanam. Aquele cheiro a livros. A história e a coisas por conhecer.

    Sendo em segunda mão a história é diferente. Terá, certamente, mais conteúdo. Faz-me pensar nos sítios por onde aquele livro andou e se está ou não em bom estado. Cativa-me o facto de pensar que a pessoa que o teve antes de mim aprendeu ou não com ele! -Já imaginaste um livro andar de mão em mão e dar a volta ao mundo? :')

    NEW REVIEW POST | omg!! 2 PRODUTOS QUE SE TRANSFORMAM COM O USO!
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  19. Sou uma graaaande consumidora de 2º mão. Aliás posso dizer que 40% dos livros que tenho na minha estante foram comprados no OLX ou feiras de rua. Creio que não faz sentido nenhum gastar 20 euros num livro novo, quando podemos comprar o mesmo em bom estado por 5 euros. Eu adoro o cheiro dos livros e sei que novos são sempre especiais, pois estreamos as páginas e isso, mas hoje em dia não vale a pena, inclusive porque os livros são exageradamente caros.
    Acredito nas lojas de segunda-mão nos alfarrabistas (que eu tanto adoro visitar), aliás todos os livros merecem uma oportunidade e é engraçado ler um livro marcado pelo seu antigo dono e descobrirmos os capítulos que eram preferidos por causa das marcações.

    ResponderEliminar