Entrelinhas #17

Imagem retirada do site Wook

«Num mundo dividido ao meio onde todos são forçados a tomar partido, Jane, uma corajosa jovem inglesa, vê-se envolvida num perigoso triângulo de amor, intriga e enganos».


Ken Follett não é um nome estranho aqui n' As gavetas da minha casa encantada, até porque o último Entrelinhas foi, precisamente, sobre um livro seu: O Estilete Assassino [aqui]. Fã assumida da sua escrita e das temáticas que aborda, a escolha para uma próxima leitura foi óbvia: O Vale dos Cinco Leões.

A ação desenrola-se no Afeganistão, na década de 80, e centra-se no triângulo amoroso protagonizado por Ellis, Jane e Jean-Pierre. Os dois homens não são apenas rivais por causa do seu amor por Jane. São-no, igualmente, pelas ideologias políticas que os dividem. No entanto, têm algo em comum: são ambos espiões, ainda que Jean-Pierre utilize a medicina para camuflar a sua verdadeira identidade. 

Fortemente marcado por episódios intensos, o enredo adensa-se à medida que as mentiras vão sendo desvendadas, quer por opção dos intervenientes, quer por casualidades do destino. O cenário, tal como acontece em O Estilete Assassino, é maioritariamente pautado pelo jogo duplo, pela guerra, pela solidão; por tentativas de homicídio, ciladas e revelações surpreendentes. As situações são bem descritas, mas, confesso, há partes que não necessitavam de tanto pormenor. E não deixamos de nos questionar quanto à exequibilidade de certas ações. Ainda assim, transportam-nos para todo aquele ambiente alucinante, como se fizéssemos parte do frenético campo de batalha.

Jane, «depois de ter sido traída pelo homem que amava, rende-se ao atraente Jean-Pierre e juntos partem para o Afeganistão para ali ajudarem os resistentes na guerra contra o invasor russo». Mas nem tudo é o que parece e a jovem inglesa sentir-se-à duplamente enganada. Para procurar fugir da realidade que durante tanto tempo lhe foi totalmente desconhecida, acabou por ir para um lugar muito mais perigoso, com uma pessoa que estava longe de conhecer. A sua vida, sem saber, estava em risco. E ação humanitária que pensou estar a abraçar não passava de um estratagema para os planos do falso médico. 

A história volta a sofrer uma nova reviravolta quando Ellis também parte em missão para o Afeganistão, ao serviço da CIA. As peripécias, os momentos de tortura, o isolamento, o ódio, a desconfiança, a angustia, a vingança e os riscos evidenciam-se cada vez mais, ao mesmo tempo que se multiplicam. Mesmo que as três personagens se movimentem em separado, os seus caminhos encontram sempre uma maneira para se cruzarem. «É ali, no Vale dos Cinco Leões, num ambiente selvagem e inóspito onde grassam a violência e a morte, que Jane descobre uma nova teia de mentiras».

A narrativa deixa os nossos sentidos alerta, pelas ocorrências, pelas diferenças culturais, pela falta de escrúpulos e valores e pelo desrespeito. Mas também pela superação de forças e limites. O clima de suspense é constante. E perante todas as adversidades, o esperado seria que tudo corresse mal e acabasse em tragédia. No meio de um cenário tão negro, o amor renasce. E percebe-se o quanto é crucial estabelecer parcerias positivas. Porque tudo parece desmoronar, até ao momento em que um simples papel assinado muda o rumo dos acontecimentos. E uma nova vida começa.

É uma leitura que nos prende. Nos choca. E nos emociona. Do início ao fim. Porque acompanhamos «uma perseguição alucinante e sem tréguas, uma luta vertiginosa pela sobrevivência na qual só poderá haver um vencedor»!


Deixo-vos, agora, com algumas citações:

«Era um prazer raro poder observá-la assim, em repouso, com o rosto descontraído e inexpressivo. Por norma, aquele rosto estava sempre em movimento, rindo-se, contraindo-se, fazendo pequenas caretas, exprimindo surpresa, ceticismo ou compaixão» (pp:17/18);

«- Quem é o agente da CIA? - perguntou, com uma intensa curiosidade.
- Um tipo chamado Ellis Thaler.
Jean-Pierre ficou tão chocado que se levantou da cadeira.
- Ellis?
- Conhece-lo. Ótimo.
- Ellis é um espião da CIA?» (p:53);

«Era o quarto de um homem recolhido para dentro de si mesmo, um homem com segredos, um homem que nunca partilharia com alguém os seus pensamentos mais íntimos. Pouco a pouco e com uma terrível tristeza, Jane acabara por concluir que Ellis era assim, tal como o quarto, frio e secreto» (p:57);

«- Peço-te que sejas franco comigo, quer recuses quer não.
- Assim farei.
- Quero que mandes um mensageiro à caravana - continuou Jane, achando que o prólogo já ia demasiado longo - e lhes digas que alterem o caminho de regresso.
Mohammed fora apanhado desprevenido, esperara provavelmente um pedido trivial e doméstico.
- Mas porquê?! - perguntou.
- Acreditas em sonhos, Mohammed Khan?
- Sonhos são sonhos - respondeu o afegão evasivamente, franzindo a testa» (p:192);

«- Eu sei. Quando regressarmos à civilização, serás livre para fazeres o que melhor entenderes. Vai viver com o Jean-Pierre, se assim o desejares e se o conseguires encontrar. Contentar-me-ei com as próximas duas semanas, se não for possível mais. De qualquer modo, poderemos não ter tanto tempo de vida» (p:378).

You Might Also Like

13 comentários

  1. Um escritor com uma vasta obra de que eu gosto.
    Um abraço.
    Autografos Futebol

    ResponderEliminar
  2. Gostei mesmo muito! Adoro historias que me prenda :) Excelente sugestao!
    Bjinhosss
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  3. Fiquei curiosa. Há uns tempos descobri um livro dele na biblioteca dos meus pais. Vou ter que pegar nele e lê-lo.

    Beijinhos :*

    ResponderEliminar
  4. É o meu género de leitura e com o tempo de praia pode ser a minha próxima compra :p
    THE PINK ELEPHANT SHOE // GANHA UM MEGA CABAZ DE VERÃO

    ResponderEliminar
  5. Gosto muito do escritor! =) Ainda não li este livro mas fique curiosa!
    Beijihos

    ResponderEliminar
  6. Bom dia moça linda!
    A frase já deu um brilho e curiosa euzinha vou atras do livro rsrs.
    Beijos Andreia

    ResponderEliminar
  7. Vou passar o fim-de-semana fora e esta pode ser uma boa escolha para a praia!

    Beijinhos,
    Inês
    http://www.indiglitz.pt

    ResponderEliminar
  8. Gosto mas estou preguiçosa para a leitura
    Kis :=}

    ResponderEliminar
  9. ADORO ler e ía adorar este livro de certeza, obrigada pela sugestão.

    ResponderEliminar
  10. E acho muito bem que andes. Devemos procurar sempre estar de bem connosco em primeiro lugar.

    Conhecia o autor e estou em crer que já cheguei a ter o livro na mão. A tua crítica suscitou-me demasiado a atenção e terei mesmo de o procurar para ler!

    NEW OUTFIT POST | OMG!!! My COUSIN CHOSE my Outfit :o
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar