Grita

Imagem retirada do google

«Eu não quero ser mais um teste errado, por ter perdido a vontade e por nunca ter lutado».


Orgulho desmedido. Entusiasmo. Curiosidade. Sensação de realização. Felicidade extrema. Foi tudo isto - e muito mais - que senti no dia em que, finalmente, saí de casa e pude dizer que ia comprar o álbum dos Aurora. Há coisas que têm um valor incalculável. E vê-los a conquistar aquilo a que se propõem é, seguramente, uma delas.

Acredito seriamente que, apesar de acompanharmos todos os seus passos, estamos longe de imaginar as dificuldades exigentes que tiveram que ultrapassar para conseguirem chegar a este momento. Foi uma luta árdua, mas ninguém os derrubou! Admiro profundamente quem não se esconde atrás das adversidades. Quem enfrenta de frente os obstáculos, mesmo sabendo que estes os podem deitar ao chão. Saltaram sem rede. E por mais curvas que a estrada tenha, seguiram focados. Determinados. Juntos. Por isso é que olharei sempre para eles com o maior respeito. Porque os Aurora são feitos de uma fibra própria de vencedores. E o Grita comprova isso mesmo.

Passei o dia ansiosa para regressar a casa e ouvir o cd. Algumas das músicas já tinham sido partilhadas, mas a magia é completamente diferente. Além disso, havia todo um reportório desconhecido para descobrir. E o melhor de tudo é que, como confio de olhos fechados no trabalho deles, tinha a certeza que o resultado estaria incrível. E não me enganei. Nem por um bocadinho! Posso-me repetir, mas a verdade é que se nota o crescimento deles enquanto banda e enquanto pessoas. Cada um acrescenta a sua personalidade. E a bagagem que foram adquirindo ao longo destes três anos aguçou-lhes a maturidade e a criatividade. Sem perderem os traços que tanto os caracterizam, inovaram e criaram um álbum à sua imagem, que os define, mas que também lhes dá margem de progressão, pois ainda têm muito para mostrar. No entanto, para já, vou desfrutar convenientemente deste primeiro trabalho. 

Adoro os ritmos, as mensagens subliminares, o fio condutor e o facto de tudo resultar tão bem. Adoro o som das guitarras clássicas e todas as misturas. A nova roupagem da «Dança a Dois». E os trocadilhos. Os temas seguem-se e a sensação de surpresa é uma constante. É extremamente complicado escolher uma música favorita, porque cada uma delas tem um toque especial. Apesar disso, confesso, a «Três Semanas», a «Teste Errado», a «Segue por aí» e «A Volta» conquistaram-me de uma maneira inexplicável. A qualidade das letras é extraordinária, porque nos transporta para determinados momentos, realidades e situações. É gratificante quando nos identificamos com uma música, porque parece que nos conseguem ler a alma. E em todas elas consigo rever um pouco daquilo que sou, do que já vivi e do que agora me está tão próximo. A sensibilidade alia-se a sonoridades mais descontraídas, o que contribui para que este disco seja bastante completo. Referir, ainda, as colaborações de dois artistas nacionais em dois dos temas, que ajudaram a enriquecer o produto final. Este álbum tem garra. É a afirmação. A prova de que lutar pelos nossos sonhos compensa, por mais demoradas que sejam as suas realizações. E eu já não passo um dia sem o escutar e sem me perder nas histórias que nos conta.

Esta viagem alucinante ainda vai no início, mas tem sido um privilégio tremendo acompanhar todas as aventuras. E mal posso esperar para estar no Hard Club a ouvir todos os temas ao vivo. O Grita é vosso, mas por serem uma das razões que me move a continuar a ser tão apaixonada por música portuguesa também o sinto como um pedacinho meu. Sou mesmo uma sortuda por admirar artistas tão plenos. Talentosos. Perseverantes. E que estão na música pelos valores certos. Continuaremos a gritar juntos por muito tempo. O vosso momento é agora, por tudo aquilo que batalharam até aqui. E não podia ser mais merecido!

You Might Also Like

18 comentários

  1. Tu falas tao bem deles, que da gosto e e impossivel ficar indiferente a musica deles :) Gosto mesmo muito :)
    Bjinhoss e boa quinta*
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  2. Já vi que a minha amiga é uma grande fã dos Aurora.
    Um abraço e continuação de boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderEliminar
  3. Álbum realmente muito bom e do que se sabe a correr muito bem ao nível de vendas também.

    ResponderEliminar
  4. Ainda não vi estes meninos ao vivo mas espero ter essa chance. Em Maio, com sorte (se conseguir companhia) devo ir ver o Diogo Piçarra na Chamusca. Espero mesmo conseguir porque pelas datas de concertos já vi que é o mais próximo que ele virá da Santa Terrinha :P

    ResponderEliminar
  5. Como não conhecia os Aurora, fui ouvi-los (e vê-los).
    E gostei, a sonoridade é interessante, pelo menos em excertos que ouvi de três temas.
    Continuação de boa semana, amiga Andreia.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  6. Adoro a tua paixão por esta banda. É tão contagiante querida!

    THE PINK ELEPHANT SHOE // INSTAGRAM //

    ResponderEliminar
  7. Para dizer a verdade acho que nunca ouvi Aurora, eheheh

    ResponderEliminar
  8. Só de a ler já gosto deles !

    Felicidades para os Aurora e para si Andreia.

    Um beijinho

    O Toque do coração

    ResponderEliminar
  9. aposto que vai ser incrível o concerto!! eles merecem

    ResponderEliminar
  10. Ainda não ouvi o novo cd
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. ;)

    Ainda não conhecia!

    Ótima quinta!

    Beijo! ^^

    ResponderEliminar
  12. Não gosto muito de os ouvir, mas ainda bem que têm aqui um grande fã :)
    Beijinhos Andreia

    ResponderEliminar
  13. Mesmo :P

    Eu adoro-os e acho que PT tem evoluido muito a nível musical. Percebe-se que é tudo feito com alma!

    NEW FASHION POST | Trend Alert: Say HELLO to the NEW Minimal Style.
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar