Amor meu

Imagem retirada do Pinterest

«Só hoje já te quis milhões de vezes», Raissa Lopes


Meu amor, na ausência de tempo que o próprio tempo não conta, a saudade não chora. Já não mata. Já não magoa. Mas tanto fica, como vai. E não se afasta de nós. Não nos afasta de nós!

[No canto do meu olhar 
Que sonha
É tão cuidadoso 
O brilho do teu sorriso]

O que parte e o que fica são pedaços de nós. Que não morrem e não se perdem. E quando tudo parecia certo, agarrei as certezas que ouvi numa noite serena e luminosa, como nunca voltei a ver igual.

[E apenas nesse instante
Escrevi-te uma carta
Que desisti de enviar]

São as incertezas que não partem, ou que não cessam com o tempo. E se ao menos soubéssemos o quanto perdemos por deixá-las invadir o nosso coração hospedeiro, que sussurra quase sem coragem, para que não se percam as memórias. Os gestos. As palavras que ecoam. 

[Um único bilhete 
É tudo o que me leva ao que tínhamos 
E ao que ainda resta em nós].

Queria dar-te o mundo. Agarra-me. Não desenlaces o abraço que mais força me deu até aqui. Dá-me a mão. Apenas isso. 

[E o teu abraço]

Tens magia nas pontas dos dedos. E se tudo aquilo que pensamos foram sonhos, fecha os olhos comigo. Ainda temos tempo, mesmo que a noite não chegue; mesmo que a ansiedade que nos envolve nos continue a inquietar.

[A tua mão delicada
E sedutora
Contornar-me o rosto
E tudo o resto]

Invertem-se os gestos. Sou eu que te guio, contornando os teus lábios. E fechamos os olhos num beijo que até hoje não mais consegui esquecer. Só te peço que não vás. Nem hoje. Nem da minha vida. 

[Está escuro lá fora
E fez-se silêncio]

Na ausência de tempo que o próprio tempo já não conta, os ponteiros voltaram a parar. Por esta liberdade. E por este nosso amor. E no tiquetaque desconcertado do relógio, o meu coração bate no mesmo compasso que o teu.

[Foram tudo palavras
E promessas cumpridas]

Vem comigo, já não há mais medos dentro de nós. Tudo o resto são barreiras quebradas e ultrapassadas. Para sempre. Vem. Fica comigo. Com todo este amor. Meu amor.

[Eterno amor meu]

You Might Also Like

19 comentários

  1. Lindo! O amor e mesmo isto :)
    Bom domingo, princesa*
    Bjinhosss
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  2. Tão excepcional! Adorei imenso! Parabéns querida, belíssimo texto, merecia ser publicado na plataforma Capazes ;)

    Beijinhos e um bom domingo!

    ResponderEliminar
  3. Lindo! :)

    Lê o Livro do Hygge. Estou a adorar. Até o próprio livro transmite uma sensação de calorzinho no coração, uma sensação de felicidade! Vais gostar! :)

    ResponderEliminar
  4. Adorei muito *.* O texto está lindo ^^

    Beijinhos ^^

    ResponderEliminar
  5. Muy bonito!!!!

    Besos, desde España, Marcela♥

    ResponderEliminar
  6. Bonito texto isso é o que é o verdadeiro amor
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Tão maravilhoso ter alguém em mente ao ler um texto desses... hahaha
    Beijos!

    ResponderEliminar
  8. quando é que se faz justiça a ti enquanto escritora publicada?

    ResponderEliminar
  9. Texto maravilhoso sempre arrasando, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal: https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  10. Sem dúvida, meu anjo :P Pena que muita gente pense assim :)

    Adoro! Tens tanto que escrever um livro. OMG!

    NEW GET THE LOOK POST | Urban Chic Winter Combo.
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar