À boleia do mundo #20 (Parte 3)


Capítulo 20 (conclusão)
19.08.2015


Visualmente é lindíssimo, mas percorrer e colher todas estas vinhas deve ser um trabalho duro e bastante desgastante!

(Barca d'Alva)

Cais do Águeda, fico rendida à vista grandiosa. Por ver os cruzeiros, não me importava minimamente de fazer um!
É engraçado observar as infinitas áreas de terreno e ver uma casa aqui e outra acolá, bastante espaçadas.

(Escalhão-Figueira de Castelo Rodrigo)

18h44: Nova paragem, desta vez em Figueira de Castelo Rodrigo.

Logo à entrada vemos o Estádio Municipal. A seguir somos recebidos por dois jardins e a Igreja Matriz. Pelo adiantar da hora, já não dá para explorar muito, mas reparei que tem um Centro de Interpretação e que ontem e hoje decorreu a feira agrícola.

19h20: Vamos embora, com outro destino em mente.

(Vilar de Amargo)

Estamos ladeados pelo Parque Arqueológico de Vale do Côa, «que é o primeiro a ter sido identificado com arte paleolítica». Gostava de ir ver as gravuras rupestres!

(Almendra)

19h37: Paramos para tomar café. Como não quero, aproveito para tirar fotografias.

19h45: Retomamos a viagem.

(Vila Nova de Foz Côa)

20h10: A nossa última paragem é em Vila Nova de Foz Côa.

Ficamos somente pela entrada, até porque já é tarde e o caminho até casa ainda é longo. Mesmo assim, deu para ver um pouquinho da zona histórica. Só tenho pena é que seja tão a correr. É o mal do regresso: ou se limitam os sítios a visitar ou, então, é tudo visto muito à superfície. O que, pensando bem, até serve como desculpa para voltarmos novamente. 
Aqui existem dedais e artigos artesanais, mas como já está tudo fechado não posso levar recordações. Aproveitamos para jantar no Vieira Petisqueira: comi uma tosta de fiambre em pão regional. Que delícia!

21h00: Está na hora de regressarmos.

(Pocinho)

Já cá vim de comboio, há vários anos. A viagem é incrível! Se tiverem oportunidade, recomendo mesmo que a façam.
Não sei que cidades avisto, mas o efeito que as luzes criam ao longe é tão giro: parece que ligaram as luzes de natal douradas e vermelhas. Só se veem pontinhos luminosos.

(Porto-Gaia)

23h38: Em casa.

Terminou a viagem que correspondeu ao final das férias, mas as aventuras não ficam por aqui!

You Might Also Like

14 comentários

  1. Estou como a Teresa e já somos dois a gostar desta viagem.
    Um abraço e uma óptima Quarta-Feira.

    ResponderEliminar
  2. Olá, Andreia.
    Levaste-nos na viagem ;)
    bj amg

    ResponderEliminar
  3. Já fui a Foz Côa e ao Pocinho mas adorava fazer essa viagem de comboio! As paisagens são inesquecíveis! :)

    http://checkinonline.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. tambem gostava de poder visitar assim varios sitios...

    ResponderEliminar
  5. Uma bonita viagem!

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  6. É verdade, minha linda.. As pessoas, muitas vezes, não demonstram o que são realmente..!
    Grande beijinho e obrigada por continuares presente, apesar da minha ausência*

    ResponderEliminar
  7. Tenho saudades de viagens vagarosas e por descobrir.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Olha, eu adorava fazer um cruzeiro no Douro, mas ando à espera que o Rui Moreira acabe com aquela palhaçada com a TAP, para eu dar início a uma contenda com a Transtejo:
    Quero cacilheiros diretos, JÁ! do Terreiro do Paço ao Cais de Gaia, com ligação aos cruzeiros do Douro. ahahahah

    ResponderEliminar
  9. Achei seu blog um encanto...
    Se quiser visitar o meu e seguir se gostar, ficarei muito feliz.

    Beijos

    Ani

    http://cristalssp.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  10. Que saudades de visitar o Porto :)
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. Também gosto, na viagem de regresso, de ir parando nos locais por onde passo :)

    ResponderEliminar