O mundo por olhos tom de castanha #27 (Parte 2)


























«Fotografar é uma maneira de ver o passado. Fotografar é uma forma de expressão, o "congelamento" de uma situação e seu espaço físico inserido na subjetividade de um realismo virtual. Fotografar é um modo de comunicar e informar. Seguindo o raciocínio, a linguagem visual fotográfica além de ser mais forte não é determinada por uma língua padrão, não precisando assim de uma tradução, uma vez que o diferem são as interpretações»


As fotografias também contam histórias. E eu quero que viagem comigo através daquilo que a minha objetiva captou. Mesmo que estes fragmentos de memória não façam justiça ao encanto do local visitado, mostro-vos a segunda parte do passeio por Lamego: o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, a Iva Domingues e a Mónica Jardim, a Capela e Fonte do Espírito Santo, a Estátua do Soldado Desconhecido e o Jardim da Avenida Visconde Guedes Teixeira.

You Might Also Like

9 comentários

  1. Fiquei fascinado com aquela magnifica árvore com um tronco impressionante uma maravilha da natureza.
    Um abraço e bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  2. Já viajei mais um pouquinho por aqui!

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Tenho saudades do verão...é só o que me ocorre .

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Epá, andas aqui a aguçar a vontade de passear, a uma pessoa e o tempo não há maneira de melhorar.
    Tenho que convencer a esperta a tirar uns dias para abril e a procurar dormida onde aceitem animais, porque ir ao norte num dia, é muito apertado. :)

    ResponderEliminar
  5. É tão bom viajar... eu volto sempre uma pessoa diferente. Conhecer novos sítios, novos cheiros, novas pessoas... :)

    ResponderEliminar