O que li por aí #37


Loris Malaguzzi, 1996


«A criança tem cem linguagens
Cem mãos cem pensamentos
Cem maneiras de pensar
De brincar e de falar
Cem sempre cem
Maneiras de ouvir
De surpreender de amar
Cem alegrias para cantar e perceber
Cem mundos para descobrir
Cem mundos para inventar
Cem mundos para sonhar.
A criança tem
Cem linguagens
(e mais cem, cem, cem)
Mas roubam-lhe noventa e nove
Separam-lhe a cabeça do corpo
Dizem-lhe:
Para pensar sem mãos, para ouvir sem falar
Para compreender sem alegria
Para amar e para se admirar só no Natal e na Páscoa.
Dizem-lhe:
Para descobrir o mundo que já existe.
E de cem roubam-lhe noventa e nove.
Dizem-lhe:
Que o jogo e o trabalho, a realidade e a fantasia
A ciência e a imaginação
O céu e a terra, a razão e o sonho
São coisas que não estão bem juntas
Ou seja, dizem-lhe que os cem não existem.
E a criança por sua vez repete: os cem existem!»

You Might Also Like

23 comentários

  1. E merecem cem carinhos.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  2. Infelizmente hoje em dia acabam com os cem sonhos das crianças desde muito cedo.
    O texto é magnifico e todos o deviam de ler e de interpretar com muita atenção.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Haverá algo mais puro que a criança? :) Hoje em dia nas escolas é que pronto, cortam-lhes um bocadinho as asas... enfim.

    ResponderEliminar
  4. Hoje em dia as crianças crescem rápido de mais...parece que o sonho lhe é retirado...

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  5. E cada vez lhes começam a roubar o sentido da vida mais cedo. A sociedade quer autómatos, não quer pessoas que pensem, que apreciem, que se exprimam livremente.
    Acho uma violência tremenda começarem a modelar as crianças cada vez mais novas. Agora até inventaram o pré-escolar. Em vez de construírem espaços onde as crianças possam brincar enquanto os pais estão ausentes, criam esquemas para lhes encher a cabeça de regras e retirar a imaginação. :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema é que estão a tentar escolarizar o pré-escolar.
      Aí é que está o fulcro da questão. Essa é a face negra do pré-escolar. Começar bem cedo a formatá-los para que sejam as máquinas desta sociedade onde os números são mais importantes que as pessoas.
      A sorte é que o mundo vai acabar. eheheh

      Eliminar
  6. Adorei. E é mesmo verdade. Não se deveria tirar nada às crianças, mas assim acontece. E depois admiramo-nos com alguns comportamentos que têm na idade adulta. Está tudo ligado.
    The Girl In Jeans * Facebook * Instagram * Google+

    ResponderEliminar
  7. Maravilhoso Andreia, crianças amo elas, beijos.

    ResponderEliminar
  8. Maravilhoso Andreia, crianças amo elas, beijos.

    ResponderEliminar
  9. Na verdade, os adultos fazem tudo para desenvolver a criança. Mas, nessa azáfama, acabam por tentar moldá-la ao que pensam da vida e do mundo em geral. E isso, muitas vezes, é fechar-lhe portas que mais tarde a criança terá de abrir por si própria.
    O poema é excelente, mas não conheço mais nada do autor...
    Bom resto de semana, querida amiga Andreia.
    Beijo.

    ResponderEliminar
  10. Essa está muito boa sim,
    não podia estar melhor
    se o mundo é um jardim
    desse jardim a criança é flor!

    Continuação de uma boa tarde Andreia.

    ResponderEliminar
  11. As crianças é que são sabias. tenho dito!
    xoxo
    BLOG // FB PAGE

    ResponderEliminar
  12. Quem me dera voltar a ser criança...

    ResponderEliminar
  13. E as crianças têm o seu encanto por isso mesmo, são "diferentes" daquilo a que estamos acostumados. Fazem-nos sair da realidade. O problema é ter de as treinar, treina-las a não sair de lá...

    ResponderEliminar
  14. Obrigado minha linda. Eles mandam um beijinho e agradecem também :D

    O texto está absolutamente mágico e faz imenso sentido. Mesmo!!

    NEW REVIEW POST | Oriflame Milk & Honey Gold: Hand & Body Cream
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  15. Metade deste poema foi o início e a outra metade o fim da minha tese de mestrado ;) Foi dos textos que mais me tocou, principalmente porque ainda hoje o ponto mais importante para mim é o "ouvir" as crianças para além das palavras que elas dizem :)

    ResponderEliminar