Revista de blogues


«O outro é uma complementaridade que nos torna a nós maiores, mais inteiros, mais autênticos. Essa é a minha própria vivência», José Saramago.


O blog é um mundo em crescimento. Também ele pode ser olhado como uma manta de retalhos, uma vez que existem vários e todos eles são distintos, ainda que possam focar temas em comum, ou partilharem os mesmos objetivos. Muito há para descobrir. E se tivermos alguma ferramenta que nos aproxime de outros que não conhecemos é ainda melhor! 

Sabiam que há uma revista de blogues? Não? Então não se sintam sozinhos. Tomei conhecimento desta novidade (que para alguns se calhar não é assim tanto) através da Ana Ribeiro, do blog EscreViver [Portfólio de Escrita], e achei o conceito bastante interessante. Precisamente porque nos permite ficar a conhecer espaços novos, com os quais nos identificamos pela forma de escrever, pelos assuntos abordados, por termos curiosidade ou, simplesmente, porque os sentimos próximos do nosso. Seja qual for a razão, este é o local indicado para se visitar. E ficar.

O processo é bastante simples. Só têm que se registar, partilhar o link, escolher uma fotografia e depois aguardar até o vosso pedido ser processado. Não custa nada, pois não? E é uma excelente forma de também destacarem o vosso blog e, dessa forma, partilharem experiências com outras pessoas. Nunca sabemos quando do outro lado encontramos alguém que nos compreenda ou que partilhe os mesmos gostos que nós, esta revista ajuda-nos a estar um pouco mais perto disso.

Para fazerem parte dela só têm de ir aqui. Já adicionei o meu. E vocês? 

You Might Also Like

21 comentários

  1. Eu descobri à pouco tempo mas subscrevi logo e estou a adorar conhecer esta revista :)

    ResponderEliminar
  2. Desconhecia totalmente...mas vou passar por lá !!!!
    Beijinhos querida amiga obrigada pela dica!!!
    Maria

    ResponderEliminar
  3. Eu também já conhecia e já faço parte :)

    ResponderEliminar
  4. Não conhecia essa revista, Andreia. Vou entrar no site para adicionar meu Blog!

    Ótima quinta!

    Beijo! ^^

    ResponderEliminar
  5. Tenho que ir espreitar essa revista de blogues ;)

    ResponderEliminar
  6. Conhecia, mas só agora com a criação do Blog é que subscrevi!
    beijinho s

    Coguie

    ResponderEliminar
  7. resp: Eu tenho medo e muito, até entrou um bocado em pânico. Quando está a trovoar , meto-me debaixo dos cobertores para não ouvir :s

    ResponderEliminar
  8. R: eheh, é verdade. Ele é tipo a minha versão de bolso do meu diário :) e muito provavelmente é a versão mais segura de todas :) aquele ponto 6 é desconcertante e teve (ainda tem) muitas repercurções na minha vida. Talvez um dia eu consiga ser "normal", ou pelo menos sentir-me como tal :)

    ResponderEliminar
  9. Eu já conhecia, mas ainda não adicionei o meu blog xD

    ResponderEliminar
  10. Eu não conhecia o sita também, mas adorei! É uma forma muito legal de conhecer outros blogs de assuntos interessantes.

    Beijos

    ResponderEliminar
  11. Claro que vou adicionar, isso parece-me super interessante.

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  12. Desconhecia por acaso.. Vou lá espreitar ver o que me dá na gana.

    É o que farei Andreia, mesmo que isso implique lidar com muitos desabores.

    Acho que descreveste aquilo que sinto com a relação de amizade que tenho com o meu ex namorado mesmo que não estejamos juntos e independente do tempo que passa conseguimos apoiar um ao outro (até agora).

    Da minha opinião acho que as relações duram (grande parte delas) com a ignorância e a conveniência em nível de aparências sociais. Se existirem muitos obstáculos, há muita tendência em desistir com facilidade. Cada vez mais, a independência torna-se um factor em destaque e por vezes um facto descontrolado.

    Já tenho algumas músicas do Diogo Piçarra na playlist no youtube. :)



    ResponderEliminar
  13. r: Eu sei querida, o problema é que não se trata só de algo que mexe comigo, isto trouxe-me muitos problemas, problemas até de saúde e há alguns deles que eu não tenho meios para tratar já por isso é provável que demore a ficar bem disto. É muito frustrante, é uma frustração que está sempre presente em mim. Não há dia em que não sinta essa frustração.

    ResponderEliminar
  14. Muito Obrigada pela partilha, tenho de fazer isso ;)

    Sónia
    www.tarasemanias.pt

    ResponderEliminar
  15. Não tinha conhecimento disso, vou lá passar então. Obrigada pela partilha.
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar