Carta aberta ao desconhecido


«- Vocês são amigos? 
- Sim 
- Parecem namorados 
- Somos também»


Encontrei o meu melhor amigo no dia em que nasci. Há ligações tão naturais que parecem estar ligadas à nossa informação genética. Não nos conhecemos há tanto tempo, embora gostasse, mas acho que daria uma bonita história de amor. Não concordas?

Descobri-te com o tempo. Encontrei o meu melhor amigo que, por sinal, é o amor da minha vida. E espero que o sejas até ao dia em que a nossa jornada chegue ao fim. Confio em nós. No nosso amor. Na calma com que nos abraçamos. Na paixão com que os nossos lábios se tocam. Nos sonhos que temos para cada um e para nós. No espaço individual que nunca perdemos e que parece solidificar a nossa relação. Nas zangas que não o são porque nunca permitimos que o venham a ser. Confio em nós. Ponto.

Ter-te na minha vida foi o melhor que me aconteceu. E foste tanta coisa até hoje que nunca esquecerei. Foste o conhecido. O conhecido com quem passou a ser bom falar. O amigo. O indispensável. És o meu porto de abrigo, o meu amor, o meu melhor amigo. Por tudo o que nos resta viver, serás sempre o meu melhor amigo!

A vida até nos pode virar do avesso e obrigar-nos a caminhar em separado, por ruas opostas e destinos distintos, nós arranjaremos sempre forma de entrelaçarmos as nossas mãos. Amores chegam e partem. Chegam e ficam até um tempo. Chegam e permanecem até ao fim. Quero que o nosso encaixe na última opção. E por tudo aquilo que construímos acredito que sim. Mas mesmo que o nosso tenha um prazo de validade mais curto do que ambos estamos à espera continuarás na minha vida para sempre. E eu na tua. Sem mágoas. 

Qualquer perda é mais fácil de suportar se for assim, se tivermos em nós o respeito suficiente para aceitar que acabou. Não a história, mas um episódio. Não precisamos de escrever «fim», só temos de reajustar os capítulos. Não te quero perder. Não agora. Nunca. Muito menos por seres o príncipe encantado que procurei até encontrar, sem cavalo branco, mas com o amor que se escreve nos contos de fadas. 

Nunca te irei perder. Nunca nos iremos perder. Permaneceremos na vida um do outro com o mesmo sentimento que partilhamos desde que os nossos olhos se cruzaram. Encontrei-te e entreguei-me de coração nas mãos e sem medos. Senti o teu retorno em igual proporção. E foi isso que me fez apaixonar por ti no primeiro segundo. Não acredito em amor à primeira vista, talvez me tenhas provado o contrário. Ou talvez tenha sido o tempo a dar-me a certeza do que virias a significar para mim. Tenho-te ao meu lado desde então. Acho que é a isto que chamam a felicidade plena.

Pertencemos um ao outro até ao fim, mesmo que as circunstâncias nos obriguem a refazer a nossa viagem em separado, com outras pessoas, outros objetivos e outro amor. Somos um do outro. Como namorados? Como casados? Não sei, mas espero com todo o meu coração que sim! Como melhores amigos? Com toda a certeza do mundo, até ao nosso último dia. Tenho poucas certezas na vida, mas tu és uma delas.

Afinal, temos uma bonita história e amor!


Nas nuvens a contar as estrelas, 
M.  

You Might Also Like

24 comentários

  1. Oh que bonito :') que esse sentimento vos alimente os corações para o resto das vossas vidas :) que maravilha!

    r: obrigada minha querida!

    ResponderEliminar
  2. que lindooo que continuem sempre assim :D
    bom fim de semana :)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  3. TAG, you're it! Nomeei-te para a 11 perguntas, 11 respostas TAG. Não sei se já respondeste à mesma, ou se estás interessada em o fazer e é claro que não existe nenhuma obrigação em aceitares o desafio.
    As perguntas são bastante directas e não consumem tempo nenhum. Se estás curiosa segue o link: The Inside Of Vogue | 11 perguntas, 11 respostas TAG, ou vê a minha última publicação!
    Beijinhos,
    www.theinsideofvogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  4. Que lindo *.*
    Que continue a ser assim querida!

    r: É qualquer coisa de mágico aquele sítio!
    A sério! É bom quando são assim!
    Coragem para fazer eu tenho, a minha mãe diz que não doi, no que toca a dores nós somos parecidas... O que falta é mesmo dinheiro...

    ResponderEliminar
  5. r2: Claro que me diverti!
    E a diversão há-de continuar!

    ResponderEliminar
  6. Sim, as questões são as mesmas, querida.
    Agradeço teres aceite o desafio! ♥
    Beijinhos,
    www.theinsideofvogue.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  7. Este texto está qualquer coisas de soberba. No final não consegui não verter uma pequena lágrima de tão lindo que está. O amor é o mais puro dos sentimentos, é eterno desde que as pessoas se esforcem e dêem tudo de si por ele ( o que é cada vez mais raro).
    Que seja assim toda a vida, que lutem, que sejam fortes porque o amor é apenas para aqueles que conseguem amar.
    r: Muito obrigada querida. Há dias em que não é nada fácil, em que parece que a nós nunca irá acontecer aquelas coisas tão mas tão boas que nos sentimos a pairar acima do mundo e é disso que estou a precisar mas enquanto isso nada como sorrir e sonhar.

    ResponderEliminar
  8. r: Não tens nada que agradecer, o texto est´mesmo, mesmo fantástico. Sabes, apear de ser imaginação tens uma capacidade muito grande de tornares os sentimentos em algo muito, muito bonito e, acredita, não é toda a gente que o consegue fazer. Já pensaste escrever mais a sério? Digo, para além do blog? Devias sabes, escreves mesmo muito bem.

    ResponderEliminar
  9. r: Sabes, num mundo em que toda a gente se acha especial, penso que sinto cada vez menos mas vai haver um dia que isso se inverterá. Assim o espero :)

    ResponderEliminar
  10. r: Sem dúvida que é algo que deve ser muito ponderado mas pela forma como escreves devias mesmo pensar nisso. A sério.

    Eu acredito que sim e estou aqui para continuar a ser persistente, pelo menos assim o espero.

    ResponderEliminar
  11. Por momentos pensei que falavas de ti própria, depois penso que se trata de outro.

    A tua escrita é rica e nos conduz por caminhos sinuosos.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. r: Isso é mesmo o pior de todas as séries... São os finais de temporada, baaah

    ResponderEliminar
  13. Que texto lindo minha querida! Falo por experiência própria que o maior amor é aquele que começa com uma enorme amizade. Hoje posso dizer que o meu namorado é também o meu melhor amigo. E, seja de que forma for, ele irá pertencer à minha vida. Basta isso para me deixar feliz. Espero que sejas sempre feliz também! :)

    ResponderEliminar
  14. Que Maravilhoso este texto Andreia... E eu concordo tanto.. sem amizade não há nada, sempre disse isto.

    Sem gostar de alguém, sem o querer bem, sem existir uma forte ligação em que para nós aquela pessoa é o nosso amigo, é um companheiro, com que nos preocupamos, em que queremos estar sempre lá, quando ele mais pecisar e queremos que ele também esteja sempre ao nosso lado ao longo da nossa vida.. afinal isto também é uma grande parte do que esperamos de quem amamos e do que retribuimos, cuidando .. e como dizes, mesmo que não seja como esperamos, que esse amor nos acompanhe para a vida, pelo menos que o amigo nos acompanhe sempre. :)

    Beijinhos querida :)

    ResponderEliminar
  15. Ahh e a frase e a foto são fantásticas, a imagem é linda e a frase diz tudo !

    ResponderEliminar
  16. Pois são querida :)
    Obrigada pelo comentário!

    ResponderEliminar
  17. Texto sem sombra de dúvidas bonito... Adorei!

    Bjxxx

    ResponderEliminar
  18. oh tão lindo o que escreves, gostei muito mesmo. Um beijinho e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  19. Que lindo texto, se há sentimento que têm de estar sempre presente é a amizade estamos numa relação ou não.
    beijinhos
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  20. Maravilhoso texto com que me identifico inteiramente até nas mais pequenas "nuances"...!!! beijinhos bom domingo minha muito querida amiga!
    Bjs mil
    Maria

    ResponderEliminar