Azul e Rosa de Educação


«Sentes que um tempo acabou (...) Qualquer coisa que não volta que voou (...) Sabes que o desenho do adeus é fogo que nos queima devagar. E no lento cerrar dos olhos teus, fica a esperança de um dia aqui voltar (...) Capa negra de saudade no momento da partida. Segredos desta cidade levo comigo p'rá vida».


Ainda não é a hora de dizer adeus, mas o tempo passa demasiado rápido. Recorrer ao típico cliché do «parece que foi ontem» torna tudo mais simples de explicar. O difícil é definir que não é meramente um cliché, mas uma sensação que nos acompanha ao longo dos dias, sobretudo quando se aproxima o fim de mais uma etapa. 

Não estive tão presente quanto gostaria, por isso sei que perdi muitos momentos. E acho que todas as lágrimas que ontem chorei foram não só pelo orgulho de ver os meus crescer, mas por não ter acompanhado aqueles que chegaram aqui pela primeira vez sem saber o que os esperava. Acho que nunca chorei tanto. Nunca senti tanto aquela descida nos Clérigos: sentir o carro a avançar e os caloiros a ficar para trás e vê-los a descer os Clérigos a correr foi o recordar do meu ano, foi saber que estava mesmo a chegar ao fim; que chegar à tribuna demoraria o equivalente a um piscar de olhos. Acho que este ano passou assim, num piscar de olhos. Comecei-o a julgar que, para mim, custaria mais a passar por ir poucas vezes à ESE, mas agora olho para o que aconteceu e acho que foi o ano que passou mais rápido. Não sei definir as lágrimas que chorei nem o coração apertado, porque sei que foram um misto de muita coisa. E levarei todas as imagens de ontem para onde quer que vá. 

Ter ao meu lado as minhas pessoas ajuda a que as emoções sejam vividas à flor da pele. Não me esquecerei das lágrimas que chorei com eles. Dos abraços apertados de aconchego. Da pele eriçada pelo momento. Das palavras que saem do coração. E enquanto tudo isto se desenrola como um rolo fotográfico chega o momento de passar a tribuna pela segunda vez como fitada. E a música «Sonhos de Caloiro» que nos acompanha sempre é entoada por muitas vozes a uma só voz, no máximo, com o coração a sair do sítio. E descemos o carro. E esperamos. Porque agora é altura de abraçar os pastranos. 

Sempre me fez confusão as casas em que doutores e caloiros convivem como se fossem amigos desde sempre. Na minha não há essa relação. É por isso que para nós aquele momento é tão especial. É por isso que sentimos aqueles abraços com tanto respeito e carinho. É por isso que nos custa tanto olhar nos olhos daqueles que durante um ano inteiro vestiram preto e trata-los por tu. É por isso que fugimos de abraços alheios enquanto não abraçamos o/a nosso/a padrinho/madrinha, porque tem que ser o primeiro. É por isso que todas as casas avançam e descem os Aliados e nós continuamos no mesmo sítio, ainda de lágrimas nos olhos, abraçados a alguém que durante um ano inteiro mandamos olhar para o chão. Tenho pena de ter perdido tanta coisa este ano. E ainda que em praxe não se agradeça é a única coisa que me apetece dizer neste momento, porque mesmo não estando tão presente foi bom perceber que tinha alguém que me queria abraçar. Foi bom ouvir todas as palavras que me quiseram dizer. Foi bom perceber que marquei alguém e que tudo aquilo foi de coração. 

«A ESE é fenomenal». É mesmo. Mas perdoem-me a minha falta de imparcialidade quando digo que Educação Básica é o melhor curso de todos. É um orgulho imenso fazer parte desta família. Às minhas pessoas, que são de Básica como eu, obrigada por estarem lá sempre, por nunca desistirem de mim, por me ensinarem todos os dias, por me fazerem crescer todos os dias, por acreditarem, por serem verdadeiros exemplos. Somos «Elite das Galinhas» - nunca me esquecerei desse momento - com muito gosto. Um brinde a nós, a quem gosta de nós e o resto que se f***. E que a nossa família continue a crescer.


You Might Also Like

23 comentários

  1. Só te posso dizer uma coisa: compreendo este teu texto de uma ponta à outra ❤ Educação Básica, sempre!!

    ResponderEliminar
  2. Educação Básica não é o meu curso, nem a ESE a minha faculdade mas, compreendo o teu sentimento :)

    http://morningdreamsfree.blogspot.pt/

    Sofia Silva

    Beijos*

    ResponderEliminar
  3. Que foto linda. Tenho uma seguidora no instagram que colocou uma foto da ESE do Porto e sabes? a minha melhor amiga tirou educação básica na Ese de Lisboa ehe
    Ler o que escreveste fez-me arrepiar e ter vontade de voltar atrás no tempo, são momentos tão únicos. Ficas tão gira trajada querida.

    R: Muito obrigada pela força querida. Um estagiário faz exactamente o que uma pessoa que trabalha na empresa faz, pelo menos eu fazia e às vezes sentia-me mal quando não reconheciam um trabalho que fazia. Eu chegava a fazer coisas que nem eram da minha competência, mas tenho a certeza que um dia vou ser recompensada querida.

    ResponderEliminar
  4. Temos que lutar por aquilo em que acreditamos!!

    ResponderEliminar
  5. É normal.. foi o curso que tiraste e ainda bem que gostas assim muito :)
    A foto está muito gira! :)

    Womens's Stuff

    ResponderEliminar
  6. R:Podes crer,são mesmo as melhores para nos aconselhar.

    ResponderEliminar
  7. ainda bem :)
    estou ansiosa para ir para a faculdade, isso deve ser um máximo !

    ResponderEliminar
  8. Nota-se mesmo que amas o que escreves :)

    Obrigada por todo o carinho querida

    ResponderEliminar
  9. Sempre de uma enorme simpatia :')
    Eu adoro a música, estou completamente viciada *.* É maravilhosa!
    Beijinho enorme, princesa* ♥

    ResponderEliminar
  10. Adorei o teu blog, já estou a seguir.
    Beijinhos Ludmilla
    http://ludmilla-photography.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. Que lindo o que escreves-te :) veio mesmo de coração!
    beijinho ❤

    ResponderEliminar
  12. Que lindo e pelo jeito vai deixar saudades...

    Bjos

    chuvadecamelias.blogspot.com.br

    ResponderEliminar
  13. Que belas palavras e ainda bem que transmitistes como gostavas do teu curso.
    Beijinhos
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  14. São estas recordações que nos fazem sorrir e nos fazem felizes quando as saudades apertam! :)

    ResponderEliminar

  15. É como eu também. E fiquei francamente maravilhada depois de ouvir este primeiro original! Tal como tu, também superou todas as minhas expectativas! Sempre soube que ele tinha talento, mas conseguiu surpreender-me. É, sem dúvida alguma, das melhores músicas que eu já ouvi! Já a ouvi vezes sem conta e não me consigo fartar! É linda mesmo :’)

    Beijinho grande, minha linda ♥

    ResponderEliminar
  16. A vida é feita de ciclos...fases.

    Vais morrer de saudades destes tempos, acredita.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  17. obrigada por votares :)
    mas só acordo assim nas férias, ou ao fim de semana *.*
    Bom fim de semana !

    ResponderEliminar
  18. as melhores pessoas são assim!
    é muito orgulho mesmo! fiquei tão feliz por ter chegado ao final do ano, custou imenso, mas cheguei!
    que linda :D

    ResponderEliminar
  19. Todos passamos por esse sentimento...e nunca achamos que dedicámos o tempo devido...mas na realidade vivemos o periodo à nossa maneira e agora começa uma nova fase...uma melhor =)

    ResponderEliminar
  20. Para mim que já terminei o curso à quase 2 anos, vivo comum sentimento de impotência, impotência porque para mim foram 3 anos isolados, 3 anos em que estive num sítio que gostava e fazia o que gostava. Hoje em dia de pouco ou nada me serviu os 3 anos de Gestão. Neste momento trabalho num sítio que não gosto e nada tem a ver com a minha área mas, se quero ter a minha independência tenho de me contentar. Foram 3 anos que nunca vou esquecer e em que vivi coisas que já mais voltarei a viver, coisas como ter mais de 100 pessoas a gritar por uma coisa nossa um futuro que infelizmente para mim ainda não é presente.

    ResponderEliminar