Sem Norte

Fotografia da minha autoria


«Volto assim que me encontrar»



Bate sereno no peito
O doce amargo
Da solidão

E sem trejeito
Nesta voz que arde
Perco-me mais
No labirinto cerrado
Da tua consciência
E não correspondência

Já não sentes amor
E eu não sei onde estou
E já não sei sequer
Se a tua mão segura
O meu coração desnorteado

Por isso, vai
Parte de mansinho
E em silêncio
Para que eu possa respirar
E se o teu regresso
For propositado
Talvez eu permaneça
Na nossa casa
À espera de te encontrar

Mas agora vou
Saio contigo
Em sentido inverso
E em marca lenta
Por esta estrada sinuosa
Sem norte

25 comentários

  1. Tens mesmo muito jeito para escrever!
    Identifico-me com as coisas que escreves. Continua!
    Tem uma boa semana :)

    ResponderEliminar
  2. Magnifico, minha querida!
    A fotografia está mesmo bem enquadrada com a incerteza que se faz sentir no poema!
    R.: Obrihada, princesa ❤

    ResponderEliminar
  3. Poema muito sentido. Adorei.

    Bjos
    Votos de uma óptima Terça- Feira

    ResponderEliminar
  4. Não me canso de te dizer que tens imenso talento!
    Gostei bastante do poema.

    www.esmeralda.pt

    ResponderEliminar
  5. Lindo :) Adorei, minha querida :) Continua ;)
    Bjinhosss
    https://matildeferreira.co.uk

    ResponderEliminar
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  7. Adoro o poema.

    Beijinhos ❤
    ❤ https://ocirelias.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  8. Gostei tanto do poema querida :)
    Tens imenso talento , continua assim :D
    Beijinho *

    https://w-m-mind.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  9. Versatilidade em prosa e verso.
    Abraços.

    ResponderEliminar
  10. Oh que lindo, adorei
    Beijinhos
    Novo post // CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  11. Belíssimo Andreia! E, mais uma vez, a imagem combinou perfeitamente. <3

    ResponderEliminar
  12. Que lindo! E adorei também a fotografia :)
    r: Muito obrigada minha querida ♥

    ResponderEliminar
  13. R: muito obrigada :D especialmente vindo de ti! Acho que vou continuar assim então lol

    Beijinhos,
    O meu reino da noite | facebook | instagram | bloglovin

    ResponderEliminar
  14. foste tu que escreveste o poema? que lindoooo!

    r: owww, obrigada <3

    ResponderEliminar
  15. Ando numa fase assim, não tanto sobre amor, mas mais sobre mim mesma. Adorei amor <3

    THE PINK ELEPHANT SHOE

    ResponderEliminar
  16. Tu escreves mesmo muito bem, acho que te vou convidar again eheheh mas para outra coisa que tenho em mente... beijinho

    ResponderEliminar
  17. O que é doce não amarga,
    mas, se não fosse assim
    onde há de tudo nada falta
    a fartura também tem fim!

    Tenha uma boa tarde Andreia,

    ResponderEliminar
  18. Tô torcendo pra que chegue! ;)

    Adorei o poema. Às vezes o "te perder pra me encontrar" faz todo o sentido, né?!

    Ótima terça!

    Beijo! ^^

    ResponderEliminar
  19. Por vezes o amor deixa de ser mútuo e quando isso acontece, mais vale o descruzar de caminhos. Mais um excelente texto poético.

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  20. Que poema tão lindo Andreia, gostei imenso! Parabéns!
    Beijinho, Ana Rita*
    BLOG: https://hannamargherita.blogspot.com/ || INSTAGRAM: https://www.instagram.com/rititipi/ || FACEBOOK: https://www.facebook.com/margheritablog/

    ResponderEliminar
  21. Adorei o poema é a fotografia.

    Sem norte, nem sul, também eu volto assim que me encontrar.

    ResponderEliminar
  22. Adorei o poema, tão sentido, tão incrível como sempre!

    ResponderEliminar
  23. Meu deus! De poema para poema é um tiro no coração. Esta incrível querida! Continua! Beijinhos 💛

    ResponderEliminar