1+3 | Um objetivo que já está a ser cumprido

by - julho 06, 2018

Fotografia da minha autoria


«Tenha metas. Uma vida sem objetivos é uma existência triste», Renato Collyer



A insustentável impaciência do ser humano leva-o, muitas vezes, a direcionar a sua atenção para o resultado, como se fosse a única etapa de um processo. E esta postura aplica-se a tudo. Inclusivamente, aos objetivos traçados numa qualquer altura da sua existência. Caso não os consiga rasurar, assume a derrota. Mas e aquilo que se conquista no decurso do plano estabelecido? Isso não conta? Tende-se a desvalorizar o caminho quando, claramente, tem tanta importância como a meta.

Pessoalmente, deixei de elaborar uma lista exaustiva de objetivos, no começo de cada novo ano, não só para não me limitar, mas também para não exercer demasiada pressão no meu percurso - até porque, alguns deles, não eram assim tão prioritários. Naturalmente, não deixei de ter propósitos a alcançar, simplesmente, permiti-me definir finalidades a curto, médio e longo prazo, sem fechar a porta a projetos que, inicialmente, não tinha intenção de abraçar. Sinto que, assim, estou muito mais focada e conectada ao que me é mais caro, concentrado toda a minha motivação, energia e criatividade nas maratonas que me acrescentam e que me fazem evoluir em todas as componentes - individual, social, formativa e profissional. Concretamente neste sentido, há um objetivo-sonho que me acompanha há uma vida inteira, cuja concretização tem sido adiada, mas não esquecida, porque trabalho nela diariamente.


Escrever e publicar um livro


A escrita - por divertimento, necessidade ou terapia - invadiu a minha rotina com bastante espontaneidade. E fomentou alicerces sólidos, que não mais quis derrubar. Pela satisfação inerente e por ter compreendido que tinha uma certa facilidade em expressar-me por esta via. Entre contos, prosas curtas e poesia, fui aperfeiçoando a minha destreza, enquanto dava asas à minha imaginação. Em simultâneo, fui crescendo como autora amadora, porque, com mais ou menos consciência do meu talento, procurei sempre evoluir - cuidado que se mantém. E o desejo de ter um livro da minha autoria foi aumentando na mesma proporção.

Acredito, contudo, que este caminho nunca é estanque, uma vez que as nossas narrativas vão sofrendo mudanças - consequência de o nosso discurso se tornar mais completo. E, inevitavelmente, apropriamo-nos do género que mais nos fascina. Na minha infância, adorava criar histórias; inventar uma série de personagens e atribuir-lhes um contexto, feições e aventuras. Atualmente, identifico-me mais com textos soltos, onde condenso os meus pensamentos - reais ou imaginários -, sem negligenciar o lado emotivo, pois quero preservar sempre essa vertente; quero que as minhas palavras tenham essa carga sentimental, que leva o leitor a seguir - e a sentir - a mensagem que está a ser transmitida. Por essa razão, aprendi a estar recetiva a qualquer estilo literário. E desafio-me, constantemente, a experimentar registos que não tinha considerado antes - prova disso são os micro relatos de crime e mistério.

Este exercício é a maneira mais eficaz para perceber quais são aqueles em que resulto melhor. Para além da oportunidade de sair da minha zona de conforto - que é sempre enriquecedora -, estou a conceber o meu traço distintivo, para entrar num meio tão competitivo e no qual a oferta é sempre em grande escala. Não corro, ainda assim, atrás de uma conceção idílica, nem tenho a pretensão de um prémio Nobel. Quero, antes de tudo o resto, desenvolver algo à minha imagem, que espelhe a minha verdade e a minha essência - mesmo que os enredos não sejam biográficos - e que me orgulhe. Em pleno.

Portanto, para mim, materializar esta meta passa por, em primeiro lugar, definir o tipo de autora que quero ser e, em segundo, que tipo de obra quero produzir. Só assim poderei elencar alguns detalhes com maior precisão e avançar nesta estrada com tanto mundo dentro. Porém, faço-o sem pressa, visto que esta decisão é demasiado séria para não ser pensada e estimada. Para tal, assumo o compromisso de escrever todos os dias: por prazer e para ficar um passo mais perto da minha identidade. A vontade fervilha e há-de acontecer. Porque, de uma forma muito mais conscienciosa, sei, agora, que é um objetivo-sonho em movimento. E que, efetivamente, já está a ser cumprido. Ao seu ritmo. E no meu tempo certo.



[Publicação inserida no desafio 1+3]

You May Also Like

21 comentários

  1. Estou aqui a espera desse livro, mas tens todo o tempo do mundo :)
    Bjinhosss minha querida*
    https://matildeferreira.co.uk

    ResponderEliminar
  2. Um provérbio alemão diz que o caminho já é a meta.

    Agrada-me o teu método de análise daquilo que escreves.

    Também eu aguardo o teu livro, Andreia, sem pressas, mas consequentemente na realização dos teus projetos 😘

    ResponderEliminar
  3. Espero por uma publicação tua, que com o que tenho lido por aqui, tenho a certeza que não vai desiludir!

    Penso que todos os sonhos dão frutos depois de amadurecidos, uns porque percebemos que afinal não era bem assim, outros porque temos a certeza que assim é que é!!

    Não tenho duvidas que vais realizar o teu!!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Fico aguardar pelo livro ;)
    Mas tens todo o tempo do mundo, "a pressa é a inimiga da perfeição". :)

    ResponderEliminar
  5. Olá
    Espero sinceramente que concretizes o teu sonho e, que continues aqui a praticar com muitas histórias. Eu acho que tens muito jeito, tens é de encontrar a tua marca distintiva. Uma vez li uma história/conto do Lobo Antunes numa revista que fiquei fascinada como a forma como ele contou a história e, quis contar uma história minha utilizando o mesmo recurso estilístico, isso estava num computador que foi ao ar!!! E perdi essa história. Nesse computador tinha também pequenos contos que escrevia para concorrer a concursos de jornais, perdi tudo, tenho tanta pena porque hoje gostava de os publicar no blog, até telefonei aos jornais se ainda os tinham, mas tive azar. Eram histórias completamente improváveis...
    Depois quero um livro autografado eheheh
    Beijinhos
    Marisa

    marisasclosetblog.com

    ResponderEliminar
  6. Muito bem. Esperemos então:)


    Bjos
    Votos de uma óptima Sexta - Feira.

    ResponderEliminar
  7. Tenho a certeza que será um sucesso, pela simplicidade e pelo lado emotivo da tua escrita. Toca-nos facilmente e prende-nos.

    Vou querer muito ler :)

    Bom fim-de-semana! Beijinhos!

    ResponderEliminar
  8. Oh vais ver que mais tarde ou mais cedo tudo que sonhas vai se realizar, mas podes continuar com os teus textos pois tenho adorado´
    Beijinhos
    Novo post // CantinhoDaSofia /Facebook /Intagram
    Tem post novos todos os dias

    ResponderEliminar
  9. espero do fundo do coração querida que consigas atingir esse teu objectivo e que tenhas imenso sucesso escreves tão bem e o teu frasear é tão bonito
    https://retromaggie.blogspot.com

    ResponderEliminar
  10. Identifiquei-me completamente com o teu texto, escrevo muito regularmente e encontrei nas palavras o refugio que precisava, se bem que já escrevi um livro também, mas que por várias razões não foi publicado.

    Deixo-te o link do blog dos meus textos: https://umceu-depalavras.blogspot.com/

    Mil beijinhos,
    https://skylykika.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  11. Fico à espera do livro, enquanto vou acompanhando o blog que tens uma escrita maravilhosa(:

    http://arrblogs.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  12. Obrigada! Vou dar uma olhada no site dela! hohoho! ;D

    Se aquele fluido tivesse um cheiro melhor aquele kit seria perfeito!

    Também não faço mais lista de objetivos, porque no final sempre acabo me frustrando por não conseguir realizar tudo. Você escreve bem! Tenho certeza que logo vai lançar um livro lindo!

    Ótima sexta!

    Beijo! ^^

    ResponderEliminar
  13. Que bom escrever um livro. Desejo muito sucesso.
    Bjs

    ResponderEliminar
  14. Já tu disse e volto a dizer, tu tens imenso jeito para a escrita, não duvides disso, linda.
    Aproveita o teu talento que irás longe :)
    Beijinhos linda.

    ResponderEliminar
  15. Também tenho o desejo de escrever e publicar um livro, aliás vários, mas é tão difícil disciplinar-me a sentar e escrever, parece que cada vez que o faço não consigo avançar muito, mas um dia ainda hei-de conseguir! :)
    Espero ainda ler um teu =)

    MRS. MARGOT

    ResponderEliminar
  16. Exatamente! E aí vem aquela chateação desnecessária, criada por causa de uma lista boba de objetivos! hahaha! ;)

    Ótima sexta!

    Beijo! ^^

    ResponderEliminar
  17. É exatamente isso... e pena que a maior parte das pessoas não entenda :P

    Ohn, tão bom ler isto. Sim, há pessoas que se focam tanto no produto final, no resultado, que se deixam influenciar só por isso... esquecendo-se do caminho que têm de fazer até lá chegar :D
    fiquei muito feliz com a notícia. Espero o tempo que tiver de esperar para me deliciar com uma obra tua :D

    NEW OUTFIT POST | BETWEEN LAUGHTER AND TEARS <3
    Instagram // Facebook Official Page // Miguel Gouveia - Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  18. POR CAUSA DO TÍTULO, PENSAVA QUE IAS TER UM FILHOOOO!!!! mas bem, um livro é quase um filho ahah e eu quero muito ler um livro teu!!!

    ResponderEliminar
  19. Tenho a certeza que quando escreveres um livro vai ser um sucesso. Tens imenso talento 💚

    ResponderEliminar
  20. Ter objetivos\sonhos só nos faz bem, permite-nos trabalhar, ter vontade de alcançar e alargar os nossos horizontes. No entanto, é como dizes, não nos devemos focar apenas na meta, mas sim em todo o caminho e em todas as aprendizagens que dele vêm. É ao trabalharmos por certas coisas, que outras, ainda mais maravilhosas nos aparecem na vida prontas para serem trabalhadas e apreciadas.
    Eu costumo fazer uma mini-lista do que gostava que acontecesse no novo ano e os principais objetivos, às vezes mentalmente, outras vezes escrita, mas se queres que te diga não a sigo à risca. Deixo-me surpreender porque tenho a certeza que as coisas vêm no tempo certo. Lá está, assim não cedo à pressão e vou vivendo no meu tempo. Por isso, não poderia não estar de acordo contigo.

    (Sou uma tagarela, mas a realidade é que me fazes quase sempre refletir e somos tão parecidas!)

    Em relação ao livro, tenho quase a certeza que vai acontecer e será tão fantástico.

    ResponderEliminar