O nosso amor é como o vento - Prólogo

Fotografia retirada do site de Greenlydia


«Eras da minha alma (...) guarda um cantinho da tua nuvem para, um dia, ir lá morar»



Quando entrei desesperada no quarto do hospital, guiada pelo barulho dos ensurdecedores equipamentos, senti um baque forte no peito, como se me estivessem a arrancar o coração a frio. Senti o meu corpo a gelar, as pernas a ceder de nervos e as lágrimas a inundarem-me o rosto. O teu coração parara de bater, de vez, apesar de tantas vezes ter pedido para que não o permitisses; e a linha, presente na máquina que se encontrava ao pé da tua cama, era continua e fazia um barulho insuportável, que me arrancava mais um pedaço de mim.

Morri por dentro como tu acabaras de morrer, mas a grande diferença é que eu ainda estava de pé e saudável, só precisava de recuperar do choque. Já tu acabavas de partir para um lugar de onde não sei morada para te escrever, de onde não terei noticias tuas e onde não te poderei ir visitar, pelo menos por agora. Só me resta esperar que te transformes numa pequena e brilhante estrela, que te posiciones no céu em frente à minha casa e que olhes por mim, pois eu cuidarei de ti da única forma que ainda consigo: amando-te para sempre!



Continua...

25 comentários

  1. Gostei imenso e fiquei deveras curiosa!

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  2. Que bonito. Deve ter uma boa continuação :))

    Hoje:- Amor eterno: O meu alimento.

    Bjos
    Votos de uma óptima Quarta-Feira

    ResponderEliminar
  3. Isto vai ser daquelas histórias de cortar o coração aos pedaços, chorar do princípio ao fim. Quero já ler a continuação. Beijinhos minha querida! (A ver se é desta que publicas o livro ahah) <3

    ResponderEliminar
  4. Situações que ninguém quer viver....

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  5. Nem quero imaginar sentir o que está personagem está a sentir... :’( mas adorei a tua narrativa simples e cativante :). quero mais!
    Bjinhosss minha querida*
    https://matildeferreira.co.uk

    ResponderEliminar
  6. Agora também sufoquei com este momento... Onde vai arranjar forças?

    Agora preciso de uma continuação..

    Beijinhos
    https://titicadeia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Que arrepios senti ao ler este texto.
    As palavras podiam ser minhas, porque também vivi momentos de desespero num hospital, quando o meu "deserto loiro" me abandonou.
    Apesar de estar quase a chorar, adorei ler este texto.
    Beijo de Düsseldorf 😘

    ResponderEliminar
  8. Lindo e tão triste!
    R: Adorei!! Foi a minha faculdade que organizou e era da cruz vermelha, eles ficaram de mandar uns mails com informação para mais cursos. Quando receber, partilho contigo :)

    ResponderEliminar
  9. Então, por aqui espero,
    por esse seu desenrolar
    numa viagem sem regresso
    quem partiu para não voltar!

    Tenha uma boa tarde Andreia.

    ResponderEliminar
  10. Oh mulher deixaste-me aqui agarrada ao ecrã e depois não me dizes mais nada! Agora estou aqui a morrer de curiosidade!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  11. Gostei muito, fico á espera do próximo capítulo....
    Bjs

    ResponderEliminar
  12. Perder alguém que se ama deve ser horrível. Nem quero imaginar. Belo texto.

    ResponderEliminar
  13. Triste mas com muita curiosidade...
    =)

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  14. Tambem eu ja morri por dentro uma vez. Espero o reencontro, se é que existe.
    Quero ver a continuação :)
    Beijinhos minha linda.

    ResponderEliminar
  15. Que incrível! Lindo e aterrador ao mesmo tempo ❤ Beijinho grande 😘😘

    ResponderEliminar
  16. Que palavras fortes fiquei curiosa com a continuação
    https://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  17. É uma história emocionante, daquelas que prende a gente, aguardando a continuação, bjs.

    ResponderEliminar
  18. Nice entry, I'm here for the first time and maybe I will stay longer!

    https://clicknorder.pk online shopping in pakistan

    ResponderEliminar
  19. Lindo :)
    Já me "prendeste" à história.

    ResponderEliminar
  20. Este prólogo deixou-me cativada. Quero muito ler o restante.

    ResponderEliminar
  21. Andas a escrever um livro também?? :P

    ResponderEliminar
  22. Triste, mas tão cativante e sentido. Quero ler a continuação, sem dúvida :)

    ResponderEliminar