À boleia do mundo #26 (Parte 1)

By Andreia Morais - janeiro 08, 2018

Fotografia da minha autoria

Capítulo 26
Terça, 22.08.2017


08h00: Toca o despertador, para mais uma página deste À boleia do mundo!

09h00: Com a Pão de Forma [imaginária] ligada, em primeiro lugar, vamos buscar dois elementos que nos acompanharão nesta aventura: os meus afilhados. Depois, sim, iniciamos oficialmente o passeio.

O tempo, para agora, está fresco, o que é ótimo.
Os meus afilhados não sabem onde vamos, mas estão em pulgas para descobrir. Quase de minuto a minuto, perguntam qual é o destino. E também vão partilhando alguns palpites. Sou terrível, porque não lhes dou qualquer pista. Só confidenciei que tinham que se preparar para caminhar. Muito!

(Gaia-Coimbra-Sarzedo-S. Pedro-Arganil)

11h45: Os mais novos começam a dar sinais de fome, por isso paramos para um lanche rápido.

11h58: Seguimos caminho.

(Secarias-Côja-Casal de S. João-Fraga de Pena-Portela da Cerdeira-Piodão)

13h02: Finalmente, chegamos!

Honestamente, sinto que a meio do percurso começamos a ficar tão ansiosos que o caminho parecia nunca mais ter fim. Com tantas voltas e tantas curvas, fiquei a pensar que nos tínhamos enganado, até porque uma das placas de sinalização estava mal colocada – como viemos a perceber quando paramos num café para pedir indicações. Ainda assim, toda a paisagem é deslumbrante. E envolve-nos de uma maneira única. Quando avistamos a aldeia histórica, comprovamos que, apesar de ser relativamente longe, a viagem compensa bastante!

13h15: Antes de partirmos à descoberta, aproveitamos uma das mesas disponíveis e fizemos o nosso piquenique. Com esta vista agradável, a vontade de explorar é quase palpável. 

Localizado na Serra do Açor, Piodão apresenta «uma implantação de escarpa abrupta e uma estrutura de malha cerrada e traçado sinuoso, bem adaptada à rugosidade do espaço envolvente». Conhecido como «Aldeia Presépio», por causa da disposição das suas casas ao longo da encosta e de todo o ambiente noturno, foi classificado como «Imóvel de Interesse Público». E é muito fácil perceber o motivo!

Rendi-me ao local no momento em que cheguei. As suas casas em xisto, com telhados de ardósia e portas e janelas azuis não passam despercebidas. Da mesma maneira que a Igreja Matriz nos prende o olhar automaticamente, por todo o contraste que consegue provocar. Dedicada a Nossa Senhora da Conceição, esta igreja preserva alguns apontamentos azuis. Contudo, contrariamente à restante moldura, o edifício é branco. O que também acontece com a Capela das Almas e a Capela de S. Pedro [estas últimas com portas castanhas], que apresentam dimensões mais reduzidas. 



Continua…
(qualquer dúvida e/ou sugestão deixem nos comentários ou enviem para o e-mail do blogue)

  • Share:

You Might Also Like

33 comentários

  1. Piodão parece ser uma aldeia tão mágica! Gostava muito de a visitar :)
    E estou a gostar muito da viagem:D

    ResponderEliminar
  2. Até já me senti a viajar um pouquinho também!


    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  3. Lindo Lindo!!!

    Beijinhos
    https://atitica.wordpress.com/

    ResponderEliminar
  4. Que maravilha de roteiro :) Adorei!
    Beijinhossshttps://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  5. Sem dúvida um roteiro a considerar.
    .
    Quer ler?: * Teu Sorriso ... Minha Doce Inspiração *
    .
    Deixando cumprimentos
    Bom dia

    ResponderEliminar
  6. Excelente "boleia" :)) e é tão bom ter afilhados! eheh
    Estou curiosa pela continuação..

    Beijinhoo **
    e obrigada pelos comentários :)

    ResponderEliminar
  7. hei-de lá ir um dia.
    as imagens têm muito bom ar, Andreia.
    boa semana

    ResponderEliminar
  8. Que roteiro maravilhoso! Gostei desta "boleia" :P

    amarcadamarta.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  9. Adoro o Piodão e sempre que vou à Serra do Açor (onde é a aldeia dos meus Avós) faço uma visita! Esta e as outras aldeias de xisto desta serra, são fantásticas de se ver! Fajão, Foz d'Égua, por exemplo, também valem a pena ser visitados :)

    Foto linda!Beijinhos <3
    https://demantanosofa.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Não conheço nada do Piodão, mas deve ser um sítio absolutamente lindíssimo princesa!

    THE PINK ELEPHANT SHOE // Instagram

    ResponderEliminar
  11. Já desenhei um corpo no lugar vazio do amor
    Prisioneiro da inocência absurda do querer
    Já sonhei com barcos sem mar
    Já falei pelos olhos do ultimo sobrevivente
    Já percorri o dia do encontro dos desencantados
    Para te amar...
    Caminheiro, caminhante sobre a espuma
    Olhando por uma janela violentamente transparente
    Abrindo uma passagem secreta
    Para o universo das palavras simples
    Sopram os ventos
    Para içarmos velas
    No céu uma lua feiticeira
    Sabes?!
    És um Ser de amor e luz
    Até os teus olhos são feitos de luz
    “ As estrelas fizeram os teus olhos para se verem a si próprias”
    Escrevo na branca imensidão de uma folha branca o que Deus quiser
    Na simplicidade do sorriso de uma flor
    O teu nome

    O primeiro nome de uma mulher...

    doce beijo

    ResponderEliminar
  12. Não conhecia essa terra, nem tal nome eehhe

    Beijinhos
    www.pirilamposemarte.com

    ResponderEliminar
  13. Não conhecia, como é óbvio. Achei até interessante. Beijinhos

    www.carolinafranco.pt

    ResponderEliminar
  14. Lá vai para o trabalho Andreia,
    conduzindo a sua pão de forma
    sem sequer falar da vida alheia
    faz os descontos para a reforma!

    Boa noite e bons sonhos!

    ResponderEliminar
  15. Andreia, desvie-me do tema,
    pode querer, não foi por mal
    acredito que vale sempre a pena
    viajar pelas estradas de Portugal!

    ResponderEliminar
  16. Com a descrição que fizeste sinto que também eu apanhei a boleia e vi um pouco do teu passeio :). Não conhecia essa terra, mas pela foto que puseste parece ter umas paisagens deslumbrantes :).
    Beijinhos,
    Cherry
    Blog: Life of Cherry

    ResponderEliminar
  17. Aqui perto, na Lousã também há aldeias assim e eu tenho uma amiga que tem uma casa em Xisto, adoro lá ir no verão, é tão, mas tão bom :)
    Beijinhos linda.

    ResponderEliminar
  18. A paisagem deve estar desoladora, com tudo a preto e branco...

    ResponderEliminar
  19. R: Pelos vistos se o post não tivesse comentários pelo telemóvel não dava para comentar em primeiro, agora acho que já resolvi o problema. E isso de demorar a carregar também já reparei, mas pensei que era só o meu blog.

    ResponderEliminar
  20. Essa fotografia ficou maravilhosa.
    Adoro fotografia e passear.
    Beijinhos, Diana.

    ResponderEliminar
  21. Que local tão giro. Adorei o estilo dessas casas, mas como não sou nada fã do frio, acho que seria um local ideal para visitar no verão :)

    XoXo
    - Helena Primeira
    - Helena Primeira Youtube
    - Primeira Panos

    ResponderEliminar
  22. que bom e viajar nestes teus textos e essa vista de piquenique que bom
    http://retromaggie.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  23. São muito práticas :D

    Awww, que saudades eu tinha destes posts :d Por acaso nunca fui a Piodão, mas pela descrição vale a pena :D

    NEW OUTFIT POST | DARK DAYS ARE ALSO REQUIRED
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  24. Nunca fui mas é um sítio que me desperta imensa curiosidade, vi uma vez na televisão algo sobre as melhores e mais bonitas praias fluviais do país, apareceu a praia fluvial do Piodão e fiquei só encantada. Parece mesmo um lugar incrível :)

    ResponderEliminar
  25. Gosto sempre de ler estas tuas viagens! :) E eu, ali relativamente perto, nunca lá fui... :P
    Um beijinho*

    ResponderEliminar
  26. Adoro o conceito do teu blog, as viagens enchem a alma de qualquer pessoa ! Sou como tu e quero ver Portugal de Norte a Sul !
    Beijinhos
    https://welcomeanatravel.blogspot.pt/

    ResponderEliminar