Família Morais on the road: Resumo das Férias #1


«Um dia é preciso parar de sonhar e, de algum modo, partir», Amyr Klink


No passado dia 8 de agosto, eu e os meus pais carregamos as malas no carro e rumamos ao nosso destino de férias, que tem sido o mesmo nos últimos cinco anos, para desfrutar da tranquilidade daquele refúgio que nos enche as medidas. Seguindo o caminho de sempre, e aproveitando nove maravilhosos dias de descanso, regressamos a lugares que nos são familiares, e dos quais já falei na rubrica À boleia do mundo, mas que não nos deixam de surpreender.


Puebla de Sanabria: Como é habitual, subimos os 232 degraus que nos levam até ao centro histórico, que percorremos com o mesmo olhar de fascínio de quem o está a ver pela primeira vez. Relembro, ainda assim, que não é obrigatório ir por esta longa escadaria, pois há outras entradas (uma delas em rampa) que nos permitem lá chegar. No entanto, para nós já se tornou uma espécie de tradição de família. Durante o nosso período de férias, tivemos, uma vez mais, a oportunidade de marcar presença no Mercado Medieval.

Bragança: Foi a nossa casa durante os nove dias de férias. Sinto que esta cidade também já é um bocadinho minha, apesar de passarmos o dia em terras espanholas. Saíamos cedo e só regressávamos ao final do dia. Após o jantar, íamos até ao centro da cidade, fazer a nossa caminhada noturna e descobrir novos recantos. É incrível como parece que nunca cheguei a sair daqui. De 12 a 15 de agosto, realizou-se mais uma edição da Festa da História. Contrariamente aos outros anos, que íamos todos os dias, desta vez só fomos no primeiro e no último. Espero estar enganada, mas sinto que não teve tanta adesão.

Lago de Sanabria: Acho que nunca conseguirei descrever com exatidão a sensação maravilhosa que é perder-me nesta vista. Continua, naturalmente, lindíssimo. Como escrevi aqui, custa a acreditar que tamanha beleza tenha surgido depois de uma catástrofe. Quanto à água, continua gelada, mas se pudesse passava o dia lá dentro. Que paz!

Azibo: No segundo dia de férias, o vento era bastante desagradável no Lago, por isso cometemos a loucura de fazer o caminho inverso e rumar até a esta Albufeira, situada em Macedo de Cavaleiros. É importante salientar o cuidado que têm tido ao longo dos últimos anos para preservar e melhorar este espaço que nos permite estar em contacto com a natureza e passar um dia bastante agradável, até porque existe uma série de ofertas aquáticas para crianças e adultos. Acabamos por ir dois dias para lá, mas só fazer praia.

Laguna de los Peces: Seguindo o caminho para San Martin de Castañeda, e continuando a subir até não haver mais estrada, vamos encontrar uma lagoa glacial, cuja vista nos prende imediatamente. À nossa volta, contemplamos toda a paisagem montanhosa, a água, os animais e alguns percursos, com diferentes graus de dificuldade e duração. Até agora, apenas fiz o mais pequeno (1h), mas adorava fazer os restantes. Realço o facto de que durante a subida encontramos um sítio onde é possível parar e observar o Lago de Sanabria em toda a sua extensão.  


Continua...

You Might Also Like

18 comentários

  1. Não conheço! Pelas fotos parece ser mesmo super giro! Beijinho

    www.keke.pt
    https://www.instagram.com/akeke.pt/

    ResponderEliminar
  2. Cada vez gosto mais de pegar no carro e partir à descoberta... Este verão também estive em Bragança e aproveitámos para visitar Zamora.

    ResponderEliminar
  3. Portugal tem cantos incríveis! Já conhecia é muito giro :)

    ResponderEliminar
  4. Que maravilha de Península que nos temos :) Passear e tão bom e faz tão bem :)
    Bjinhossshttps://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  5. E que dias de férias maravilhosos!! ADORO!
    Beijinhos,
    http://chicana.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar
  6. Mais um paseio super completo e cheio de coisas boas! Não conhecia!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  7. O único local que conheço é Bragança e pouco...

    ResponderEliminar
  8. Portugal é uma autêntica pedra preciosa!
    Beijinhos

    http://that-g-i-r-l.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  9. Por acaso não conheço nenhum ainda. Mas estou a planear uma visita a Bragança em breve :p
    http://bloguedacatia.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Que maravilha :)

    https://checkinonline.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  11. Passei a última noite das férias de 1993, vindo dos Picos de Europa, no camping do Lago de Sanábria. Não visitei nenhuma povoação, porque no fim das férias a bússola já só aponta para casa e, por coincidência, foi numa célebre noite de chuva de estrelas (de que só tive conhecimento no dia seguinte) e o pessoal andou a fazer barulho até muito tarde. Por causa disso, vim de lá a agoirar o Lago de Sanábria e nunca mais voltei a essa zona.
    A formação do lago, foi a consequência do rebentamento de uma barragem, onde morreram mais pessoas do que o governo de Franco divulgou. Era assim no tempo do fascismo. Também aqui em Portugal, nunca se soube o número exato das vítimas das cheias de 1967, que arrasaram uma faixa entre Oeiras e o Carregado, incluindo algumas zonas de Lisboa. O Salazar não queria que se soubesse que muitas delas se deveram à incúria na limpeza das ribeiras...

    ResponderEliminar
  12. R: Espero que tenhas razão, espero mesmo que as coisas melhorem.
    Destes sítios só conheço Bragança e mal, mas acredito que tenha sido mesmo incrível, devem ser sítios lindíssimos :)

    ResponderEliminar
  13. Sabe mesmo, anja! :') Depois conta como foi :P

    Opaaa, já estava a salivar por este post. O Lago de Sanabria e o Azibo estão na minha lista de sítios que tenho de ir já!!!
    As tuas descrições. OMG!

    NEW FASHION POST | WOMAN TREND ALERT: Statement Earrings To use NOW.
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  14. Adorei! Estou com vontade de ir a alguns desses locais. Fico à espera de mais posts teus :)

    ResponderEliminar
  15. Eu estive em Sanabria há alguns anos atrás! Gostei bastante! O Lago é mesmo maravilhoso!

    ResponderEliminar