As minhas viagens de metro #58

By Andreia Morais - agosto 04, 2017

Imagem retirada do google

«Uma parte de mim já se foi, sou outro neste instante e outro serei ainda se continuo a existir»


Caminho sobre linhas curvilíneas de saudade. Quando olho o tempo, questiono-me onde andou toda esta determinação que hoje sinto dentro de mim. Há dias em que não me reconheço. Observo o espelho com curiosidade e é como se as rugas de expressão refletidas não fossem as minhas. É como se aquela história, muda diante da minha silhueta, fosse a de um estranho. De onde venho, para onde vou, quem sou eu... Há momentos em que não reconheço a mulher em que me tornei. Mas talvez seja melhor assim.

Tenho saudades da inocência que me acompanhou durante toda a minha vida. Contudo, se continuasse a ser quem sempre fui, voltaria a cometer o erro de acreditar nas mentiras que congelaram o lado esquerdo do meu peito. Permaneço nos caminhos curvilíneos do tempo. Escondendo a saudade. E conhecendo quem sou. Agora.


M, 02.03.2015

  • Share:

You Might Also Like

16 comentários

  1. Hey :) i really like your blog, its awesome!
    You write very interesting, the pictures are also beautiful.
    So I thought, maybe you'll agree follow for follow on gfc?
    I like to be in touch, with interesting and inspirational blogs :)
    Greetings from Poland!
    ayuna-chan.blogspot.com

    ResponderEliminar
  2. Que continues a conseguir aperceber-te das mentiras que se vão cruzando contigo ao longo da vida....

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  3. A idade de facto muda-nos tanto. O meu ultimo texto é sobre isso. Que continuemos sempre a crescer interiormente e a viver sempre da melhor maneiro com aquilo que somos!

    ResponderEliminar
  4. A saudade é mesmo complexa.

    Quanto à minha história, fica atenta aos desenvolvimentos.

    ResponderEliminar
  5. A mudança faz parte da vida, do crescimento, do amadurecimento. Naturalmente vamos perdendo a inocência. Mas vamos ganhando outras características, que serão mais adequadas aquilo que vamos vivendo ;)
    Há que aproveitar cada momento, da maneira que ele é e não ficar a remoer o passado.
    Beijinhos e bom fim de semana :*

    ResponderEliminar
  6. Se não evoluíssemos, chegaria um momento em que haveria no nosso peito mais gelo que no pólo norte, ou mais fogo do que no inferno.
    O tempo pode não apagar as más memórias, mas ajuda-nos a encarar outras realidades, porque a vida tem de continuar.

    ResponderEliminar
  7. A inocência é algo belo que deve ser preservado de forma QB!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  8. Escreves tão bem!!

    Segui*
    http://we-allhavestoriestotell.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  9. Gostava tanto que o meu filho preservasse a inocencia dele para sempre, mas as mudancas constantes fazem parte da vida
    Bjinhosss
    https://matildeferreira.co.uk/

    ResponderEliminar
  10. A inocência nos torna vulneráveis enquanto a maturidade vai instaurando no coração o ceticismo. É o processo de autoconhecimento. A metamorfose do ser humano
    Texto lindo Andreia
    Beijos

    ResponderEliminar
  11. Cada texto teu é uma pequena surpresa.
    A saudade fará sempre parte de nós e a mudança também, o tempo vai-nos moldando e aprendemos a viver com a rapidez da vida :)

    ResponderEliminar
  12. r: neste momento prefiro o anonimato, no entanto, tanto eu como a Jane, não temos problema nenhum em conhecer-vos, daí termos disponibilizado o mail para ser mais fácil conversar e até trocar redes sociais, com o tempo quem sabe :p

    ResponderEliminar
  13. Adorei o teu texto! Acho que escreves super bem, parabéns !!

    ResponderEliminar
  14. É sempre importante ter os olhos bem abertos e não deixar a saudade falar mais alto, por mais que nos custe

    ResponderEliminar