As minhas viagens de metro #54

By Andreia Morais - abril 17, 2017

Imagem retirada do google

«O que sustenta e equilibra o homem são as suas pequenas manias e hábitos», Clarice Lispector


Os dias de aniversário são os piores. Apago sozinha as velas que deveríamos apagar em conjunto. E sou só eu a desembaraçar o laço de um papel de embrulho sem algo no seu interior.

Não tive tempo de demonstrar todo o meu amor por ti, mas quero que saibas que é o suficiente para nunca te tirar do meu coração; para te ir esperar às oito horas, ao jardim, quando vejo o primeiro raio de sol. É estúpido pensar que aquela brisa que o acompanha e me embaraça os caracóis és tu a tentar abraçar-me de longe? Talvez seja um perfeito disparate. Uma alucinação propícia da solidão em que me encontro e da falta que me fazes. Talvez seja a prova de que o meu luto ainda não está concluído. Independentemente do significado, continua a fazer-me sentido celebrar esta data e recriar todos os momentos que fazíamos questão de ter: pequeno-almoço na cama, passeio à beira mar, jantar no jardim à luz das velas. Sem ti não tem metade do encanto, sabes? Mas serão sempre as minhas memórias mais bonitas.

Naquele dia, metade de mim partiu contigo. E a outra ficou cá a viver pelos dois.


M, 26.02.2015

  • Share:

You Might Also Like

17 comentários

  1. Ohhh que texto tão triste! Espero que esteja tudo bem contigo!

    ResponderEliminar
  2. Mais um texto lindo teu... os meus dias de aniversario passam muito rápido, mas ficam as recordacoes boas dos momentos bem passados com quem mais gosto, e tu, de certeza que tens essas recordacoes tambem.
    E agora para te animar, nomeio-te para um TaG, pois como tens uns cabelos bonitos, lembrei-me de ti ;)
    Bjinhosss
    https://matildeferreira.co.uk/2017/04/17/tagmeu-cabelo-bedas/

    ResponderEliminar
  3. Um texto muito triste.. por vezes completar o que nos falta demora eternidades e não se consegue completar em absoluto, temos de persistir e procurar novas metades!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Apesar de triste, gostei imenso. Está intenso, tocante e emocional.

    Boa semana minha querida!

    Beijinhos! :*

    ResponderEliminar
  5. Fiquei encantada pelo texto, de facto existem datas que custam mais a passar quando nos falta alguém!

    Bjxxx
    Ontem é só Memória | Facebook | Instagram

    ResponderEliminar
  6. Puxa vida! Entendo tão bem o que sentes...
    Vi meu amor partir diante de meus braços num leito de hospital, por uma coisa tão simples de curar (Apendicite supurada).
    E ela estourou muito depressa! Estou sem ele a exatamente dois anos. Sabe? Não consigo acreditar que ele se foi ainda.
    Mas saiba que temos uma estrela brilhando por nós por lá. Fica bem moça. Beijinho

    ResponderEliminar
  7. Tão bonito e triste...há na tristeza uma certa beleza! Gosto muito, muito de vir aqui. Se tivesse a tua idade gostava de ser como tu!

    ResponderEliminar
  8. existem sempre aquelas datas que nos marcam
    http://retromaggie.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  9. Opa, um texto tão triste Andreia. Mas como sempre palavras bonitas!

    THE PINK ELEPHANT SHOE // INSTAGRAM //

    ResponderEliminar
  10. Sim, pelo menos os benefícios são imensos :P

    ohn :( não devias pensar assim. Os dias de aniversário devem ser os melhores pela tua valorização pessoal. <3
    Btw, as tuas palavras e os teus textos mexem sempre comigo!

    NEW COOKING POST | Bifes de Peru com Molho de Cerveja Preta.
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  11. Está tão bem escrito, tem tanto sentimento.
    Um amor tão pura numa saudade tão errada não é?
    Sentimentos inexplicaveis!

    ResponderEliminar