Diz-me por onde andas #7

By Andreia Morais - julho 22, 2016


«No fundo de um buraco ou de um poço acontece descobrir-se as estrelas», Aristóteles


Zoo Santo Inácio! Era ainda uma criança (teria por volta dos dez anos) quando visitei «o maior e mais verde parque zoológico do norte do país» pela primeira vez. Não guardo muitas recordações desse dia, apenas fragmentos vagos de alguns espaços e animais, mas sei que adorei a experiência. E talvez por isso estivesse ansiosa por repeti-la. Tantos anos depois, surgiu a oportunidade de o fazer e, naturalmente, as expectativas eram elevadas. Enquanto me encaminhava para a saída, já perto da hora do fecho (19h), ia fomentando a certeza de que é um espaço que vale a pena conhecer. Principalmente, ao pormenor.

É interessante perceber que este zoo «nasceu do sonho de uma família apaixonada pela natureza», abrindo as suas portas no ano 2000 «com o objetivo de aproximar a comunidade da Natureza e da Vida Selvagem, alertando para a crescente importância da Conservação das Espécies da Fauna e da Flora de todo o mundo». E acredito mesmo que seja essa paixão, aliada a todo o trabalho diário e à dedicação, que faz a diferença, até porque, antes de tudo o resto, há um enorme respeito pelos animais, que «vivem em ambientes de acordo com a sua origem, proporcionando-lhes as melhores condições, para que vivam saudáveis e manifestem comportamentos genuínos». Assim, podemos observar mais de «800 animais de 262 espécies dos cinco continentes». Estas informações, e não só, podem ser encontradas no site, que, por seu lado, está bastante interativo, criativo e prático. 

As visitas podem começar logo às 10h (horário de abertura) e temos à nossa disposição demonstrações diárias de comportamento animal, sujeitas a «alterações no programa por motivos de ordem técnica, operacional, meteorológica, de bem-estar animal ou outra razão pertinente». A tabela de preços tem várias opções, sendo que as pessoas dos 13 aos 64 anos, grupo no qual me insiro, pagam 13,50€. Não é propriamente barato, mas justifica-se tendo em conta a manutenção necessária e as condições das quais podemos usufruir. Importa, ainda, referir que o Zoo Santo Inácio tem um restaurante, o Bar do Lago e o Bar da Savana, parque de merendas, uma loja de recordações, uma zona de descanso, posto de socorro, parque infantil e estacionamento gratuito. Além disso, é possível fazer apadrinhamento de animais e programar festas de aniversário. 

Faltavam dez minutos para a bilheteira abrir quando chegamos, por isso recapitulamos o nosso plano para este dia: ver tudo ao detalhe! À entrada é-nos disponibilizado um folheto, que incluí o mapa, com todas as informações necessárias. Todo o espaço é maravilho! Mal entramos vemos o restaurante, que está muito bem conseguido, depois só temos que nos deixar levar pelo percurso e desfrutar da natureza que nos rodeia. Somos praticamente recebidos pelos cães da pradaria que, na realidade, não nos prestam grande atenção. No entanto, confesso, não me importava de trazer um comigo, porque são uma ternura. É muito fácil perdermos a noção do tempo, ainda que estivéssemos sempre atentos ao relógio por causa das horas das demonstrações. Tivemos o privilégio de observar a alimentação dos leões asiáticos, dos pinguins e das lontras e de ver as demonstrações das aves de rapina, dos répteis e da vida selvagem. Deste grupo só nos faltou ver a alimentação dos lémures. Uma das partes que mais me fascinou foi mesmo o túnel dos leões que nos permite estar cara a cara com eles (com um vidro a separar-nos, claro). Ainda assim, os pinguins, os suricatas, as lontras e as tartarugas continuam a ocupar um grande espaço no meu coração. Nunca pensei ser capaz de tocar numa iguana e, muito menos, numa cobra, mas a verdade é que consegui e foi uma experiência engraçada.

Em traços gerais, vimos herbívoros asiáticos, panteras das neves, pinguins, tapires, capivaras, o insetário, lamas, aves exóticas e de rapina, hipopótamos pigmeus, flamingos, cangurus, lémures, linces, lontras, tigres da sibéria, a estufa tropical, araras e papagaios, o reino dos macacos (que está em construção, pois será alargado), a quinta pedagógica, o reptilário, suricatas, o túnel dos leões asiáticos, chitas, camelos, a savana africana, macebos, hienas e muito mais. Se tiverem oportunidade, recomendo mesmo que vão até lá. Passa-se um dia bastante agradável, quer seja sozinho, em família e/ou entre amigos (como eu fui). Um conselho que deixo, uma vez que a maior parte do espaço é aberto, é que coloquem e levem protetor solar. 

Como as palavras nunca serão suficientes, partilho convosco algumas das fotografias que fui tirando durante a visita. Depois disso sintam-se à vontade para partirem à aventura. Acredito que não se vão arrepender! Acompanham-me?








































































Já estiveram no Zoo Santo Inácio? Qualquer dúvida e/ou comentário deixem nos comentários ou enviem uma mensagem para o e-mail do blogue que podem encontrar no final da página, na barra lateral direita.

  • Share:

You Might Also Like

10 comentários

  1. Fiquei a conhecer este belo Zoo através da magnifica postagem que fez a minha amiga.
    Um abraço e bom fim de semana.
    Andarilhar

    ResponderEliminar
  2. Adorei as imagens, a descrição. Não conehcia, mas fiquei cheia de vontade de fazer um belo passeio por esses lados!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Em miúdo vivi muitos anos à beira do Zoo de Lisboa e era o meu destino preferido de fim de semana. Há mais de 20 anos que lá não vou. Dizem que está muito caro...
    Este só conheço de ouvir falar. :)

    ResponderEliminar
  4. Belas fotos, quanta diversidade! Deve ser muito bom fazer um passeio deste.
    isamateur.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. opah q animais tao fofos... so estive num zoo uma vez e ainda era nova n m lembro mt bem, foi em madrid

    ResponderEliminar
  6. É mara!

    Queria visitar. Adorei as fotos!

    Ótima sexta!

    Beijo! ^^

    ResponderEliminar
  7. Já o visitei e quero muito lá voltar :)amei as fotos :)

    ResponderEliminar
  8. Obrigado minha linda :D

    Nunca fui a um jardim zoológico :( as fotos estão ótimas!

    NEW REVIEW POST | Essence Studio Nails: Repairing Nail Oil.
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderEliminar
  9. Nunca visitei mas fiquei com vontade :)
    Bom fim-de-semana querida!

    http://gestoolharesorriso.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar