Ancorar

By Andreia Morais - abril 20, 2016


«Sei de cor cada lugar teu. Atado em mim, a cada lugar meu», Mafalda Veiga


Tentei voar
Fiquei
Atracada no teu cais
Ancorada ao tempo
Que me foge
E que me és
Presa na tua alma
De pedaço enlaçado
Em nó de marinheiro.

Fiquei
Ouvindo as ondas 
Que (me) embalam
Ancorada ao teu coração
[De mil formas
E mil toques]
Atracado em mim
Que sou
Barco à vela
À deriva
Até o sol se pôr 
Na linha do horizonte.

  • Share:

You Might Also Like

13 comentários

  1. Poema incrível! Adorei *.*

    Beijinhos! <3

    ResponderEliminar
  2. Este poema é mais um que é para ler e pensar na vida :).Obrigada!

    ResponderEliminar
  3. Lindo gostei bastante do poema.
    Um abraço e boa Quarta-Feira.

    ResponderEliminar
  4. Algumas pessoas tem o dom de nos fazer desejar ficar, em lugar de alçar voos.
    Um abraço,
    Sônia

    ResponderEliminar
  5. Amo aquela música que meteste a frase e o poema é lindo :) beijinho

    ResponderEliminar
  6. Amo aquela música que meteste a frase e o poema é lindo :) beijinho

    ResponderEliminar
  7. essa frase e de uma musica ne? o poema esta fantastico, tens jeito :)

    ResponderEliminar
  8. Tão bonito, tão bonito! Como não podia deixar de ser =)
    Blogger @ The Girl In Jeans

    ResponderEliminar
  9. Quando li "Sei de cor", recordei-me imediatamente dos versos do Paulo Gonzo. Depois, deparei-me com a Mafalda Veiga e, no fim, ainda fui surpreendida por um fantástico poema teu!
    Continua a escrever de forma mágica! :)

    ResponderEliminar