À boleia do mundo #19 (Parte 3)

By Andreia Morais - fevereiro 24, 2016


Capítulo 19 (conclusão)
31.08.2014


Sem contar, fomos pela igreja de onde vão sair os andores. A procissão é às 17h e as pessoas que dela farão parte já estão prontas (pelo menos, aparentemente). A fanfarra, por seu lado, está a subir a rua para se juntar.
A rua para o Castelo é de dois sentidos, mas é muito estreita, o que se revela uma dificuldade para ceder passagem caso venham carros de ambos os lados. Não o cheguei a visitar, mas quando regressar tenho que o fazer, obrigatoriamente.

(Ferreiros-Boavista-Vila de Cambres-Pousada-Freguesia de Samodães)

Que linda que é a Régua vista de cima!

(Quebrada-S. Gião-Penajoia-Molães-Concelho de Resende-Barrô-Vila de S. Martinho de Mouros-Ponte de S. Martinho Fonseca-Areeiro-Covelas-Estremadouro-Massorra-Rendufe-Resende)

O meu pai ainda não deve ter percebido que tenho pânico a abelhas/vespas e que é inútil dizer-me para abrir a janela quando tenho uma a voar junto ao meu vidro para ver se ela sai, porque não consigo. A solução é parar o carro o mais rápido possível para eu sair disparada. E só voltar a entrar quando tiver a certeza de que ela já foi embora. Fizemos uma paragem de emergência, mas reposta a tranquilidade seguimos viagem.

17h27: Estacionamos perto do jardim 25 de Abril para comprar as famosas - e deliciosas - cavacas de Resende.

Queria um dedal de cá, mas as poucas lojas abertas não vendem esse género de artigos, por isso não será possível.

17h33: Estamos de volta à estrada.

(Anreade-Caldas de Aregos-Concelho de Cinfães-Oliveira do Douro-Paçô-Porto Antigo-Porto Manso-Pala-Marco de Canaveses-Paços de Gaiolo)

18h03: O jogo do meu Porto já começou. Sofro de longe. E logo hoje que tinha bilhete para ir ao Dragão. O Quaresma é titular, finalmente!

(Barreiro-Piares-S. Sebastião de Penha Longa-Sande-S. Lourenço do Douro-Magrelos-Alpendorada e Matos-Alpendorada-Freguesia de Torrão-Entre-os-Rios)

Já não vinha para estes lados há algum tempo. Continua tudo igual, familiar aos meus olhos.

(Freguesia de Canelas-Freguesia de Sebolido-Rio Mau-Melres-S. Tiago-Freguesia de Medas-Vila Cova-Lixa-Freguesia de Covelo-Lever-Crestuma-Sandim-Olival-Avintes-Casa)

19h19: Chegamos.

Para a coleção trouxe um dedal e uma caneca pequenina de barro.
O passeio termina por hoje. E o caderno fecha-se por tempo indeterminado, até existir oportunidade de uma nova viagem.

  • Share:

You Might Also Like

21 comentários

  1. Adorei mais esta viagem =)

    Era giro e interessante se compilasses estas viagens em livro ;)

    Boa Quarta-feira minha querida <3

    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  2. Já estou à espera da próxima viagem! Um ótimo dia.

    Isabel Sá
    http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Gostei da viagem e somos dois com receio das abelhas, abelhas só à distância.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
  4. Que bom! Logo, eu que adoro novas viagens! Beijinhos.

    ResponderEliminar
  5. Que bom, o dedal deve ser o máximo, eu tenho uma pequena paixão por eles =)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. Mas que linda viagem Andreia
    E como você tenho pavor de abelhas. Acho que fobia mesmo
    Um dia abençoado
    Beijos

    ResponderEliminar
  7. que relato maravilhoso, adoro! viajo contigo sempre que leio os teus posts :D

    ResponderEliminar
  8. Deliciosa viagem, ainda mais gostoso,
    quando encontramos mais peças para
    nossas coleções.
    Obrigada, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderEliminar
  9. Que boa viagem , essa tua colecção de dedais deve estar fabulosa.
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Desculpa, já tirei ideias para passear quando fora esses lados. Na próxima vou até Dornes e Covilhã
    Kis:=)

    ResponderEliminar
  11. Adorei estes teus três relatos, aliás, autênticos diários de viagem :) Gostei imenso da forma como expuseste a viagem, entrámos mesmo dentro do teu caderno de memórias.

    ResponderEliminar
  12. melhor tarde que nunca... estou cá de novo
    mas escrivi no post do tag, pois eu diz que ia ler esse ;)
    beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Esse trecho do Douro é muito bonito.
    De Lamego até ao rio, são encostas de vinhedos a perder de vista e depois segue-se a estrada sobre o rio, ladeada de castanheiros e fontes de água fresca e cristalina.
    Parece que as vespas são abundantes por aí. Quando lá passei, parámos debaixo de um castanheiro para comer pão com presunto comprado em Lamego e as vespas, sedentas, não nos largavam o copo. xD
    Desde que não as apertes, não picam. xD

    ResponderEliminar
  14. Adorei viajar contigo ;) E que foto maravilhosa!

    Também detesto vespas, abelhas e companhia :P

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  15. Pelo teu blogue... farto-me de viajar, ihihih :)

    ResponderEliminar