As minhas viagens de metro #9

By Andreia Morais - abril 02, 2014


«O amor é mais do que querer, desenhar, sonhar e amar. É partilhar a vida inteira, numa entrega sem limites, como mergulhar no mar sem fundo ou voar a incalculáveis altitudes. O amor é muita coisa junta, não cabe em palavras nem em beijos, porque se leva a si mesmo por caminhos que nem ele mesmo conhece, por isso quem ama se repete sem se cansar e tudo promete quase sem pensar, porque o amor, quando é a sério, sai-nos por todos os poros, até quando estamos calados ou a dormir».


- Imagina que tinhas estas três portas à tua frente. Qual abririas para seguir a tua viagem?

- Dependeria do destino onde cada uma pudesse levar-me.

- A primeira é a do amor. A segunda da sorte. A terceira do dinheiro. 

- Escolhia a...

- Espera! Não digas já. Pensa bem. Lembra-te que é uma escolha arriscada.

- Já escolhi!

- Qual?

- A primeira. Do amor.

- Porquê essa?

- É simples. Escolher a do dinheiro acima de qualquer outra coisa era escolher o lado errado da vida, onde só existe a obsessão de querer mais sem olhar a meios para atingir os fins. Era viver amargurada por afastar-me de tudo e de todos. Do que adianta escolheres o dinheiro se depois olhas à tua volta e não tens ninguém? Não será um carro novo todos os meses que te dará o aconchego de um abraço quando a saudade te bater à porta...

- Tens razão! Mas então porque é que não escolhes a da sorte? 

- Porque o melhor que tens na vida foi o que conquistaste com o teu esforço. Seja um vinte na faculdade ou a superação de um medo. Escolher a sorte era deixar de lutar e de arriscar por mim. Era ter tudo sem fazer nada. Era deixar de pôr-me à prova e aceitar que tudo aconteceria como idealizava, pois uma onda eterna de sorte invadiu a minha vida.

- E isso é mau?

- Em certa parte não. Mas se não nascemos todos com um trevo da sorte cravado no coração é porque nem tudo tem de acabar como queríamos. A vida põe-nos à prova. Ensina-nos a crescer, por vezes da pior maneira. Só que também é por isso que aprendemos a ser fortes. Escolher viver sempre com sorte era o mesmo que abrires os braços e acolheres no teu peito uma atitude mimada, capaz de não aceitar um não. E sabes? A sorte não dura para sempre. Nem o dinheiro. Um dia a vida muda e obriga-te a escolher novos caminhos. E a abrir novas portas.

- Mas não tens medo de escolher o amor?

- Em momento algum! Ao contrário de tudo o resto, o amor dura para sempre, porque aprendes que não há apenas um tipo. O que sentes pelo teu namorado/marido é amor. Assim como o que sentes pela tua família e pelos teus amigos. Quando amas de verdade e sentes a reciprocidade de outras partes saiu-te a sorte grande. Queres maior sorte do que amar e ser amado? Ou maior riqueza do que viver um grande amor rodeado daquilo e daqueles que te completam? Escolher o amor é escolher a vida, as pessoas. É abraçar o incerto e mesmo assim não ter medo. É aprender a andar na corda-bamba e confiar que estará alguém para nos segurar. Escolher o amor é escolher tudo o que tem maior significado e guardar na nossa caixa forte, que bate no lado esquerdo do peito. É aceitar o bom e o mau. Os sorrisos e as lágrimas. A felicidade e a tristeza. É viver na aventura de não saber o que vem amanhã. Nem saber se aquela pessoa chega ao final do dia ao nosso lado, mas mesmo assim preparar a casa e abrir a porta para a receber. É também aprender a andar de coração nas mãos. Perder e ganhar. Superar. E abrir horizontes. 

Quando escolho o amor aceito que o futuro é incerto, mas que estou pronta. Mesmo que isso signifique cair várias vezes. E isto só pode ser uma aposta ganha, pois escolher o amor é escolher-me a mim por não saber ser de outra forma senão a amar a vida e os meus. Por isso, não, não tenho medo. E se me permites está na hora de abrir a porta e dar um passo em frente. O caminho espera por mim e eu não fui feita para ficar a meio da viagem. É que escolher o amor é escolher o lado certo da vida. E esta será a minha primeira e última escolha. Todos os dias.


M, 22.10.2013

  • Share:

You Might Also Like

29 comentários

  1. ó tenho pois, és sempre tão querida para mim ♥

    ResponderEliminar
  2. Adoreiii, quando li a pergunta pensei noutra porta como a da sorte, mas depois de ler as razões de escolher o amor.. boa escolha!

    R: tens toda a razão querida e devemos fazer todos os esforços mas sobressair do restante grupo.

    ResponderEliminar
  3. E foi a melhor escolha que poderias ter feito :) Adorei o texto. Lindo como sempre!

    ResponderEliminar
  4. Eu fazia a mesma escolha. Com amor podemos ter a sorte, o dinheiro e a felicidade que precisamos para viver bem. O primeiro parágrafo está lindo, palavras tão sábidas e profundas.
    R: Há pessoas que realmente é como dizes, são poetas se estiverem caladas. E fazem realmente mau uso das palavras, mas é assim que aprendo a superar os obstáculos. Oh querida, obrigada! Espero que a minha mãe esteja mesmo orgulhosa...tento por tudo não a desiludir..
    beijinho grande fofinhaa ♥

    http://naervilhadapolly.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  5. Amiga que lindo texto amei.
    Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br
    Canal de youtube: http://www.youtube.com/NekitaReis

    ResponderEliminar
  6. Depois de ler o texto escolhia a mesma que tu, colocaste e expressaste muito bem as razões de cada porta com as seus prós e contras.
    Bjs

    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  7. Muito lindo :)

    I follow you beautiful blog. I hope you will follow me back and I will wait for you in my blog www.gabusiek.blogspot.com

    ResponderEliminar
  8. É tão lindo, para mim o melhor que já li até agora :D Parabéns :D
    Eu escolhia o amor hoje, amanha e sempre :D
    Beijinho

    ResponderEliminar
  9. A sério? Que bom!!! :'D A receita dá para 4 pessoas hehe
    beijinho grande ♥

    http://naervilhadapolly.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  10. Boa escolha! Inspiradora.

    Bjos

    http://chuvadecamelias.blogspot.com.br/

    ResponderEliminar
  11. Olá querida,
    Foste nomeada no meu blog para responder a uma tag! :)
    Beijinhos e boa continuação

    http://pure-glass.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  12. Escolher o amor é sempre tao bom, nao importa como vai ser o caminho com amor verdadeiro a viagem é sempre melhor

    ResponderEliminar
  13. a importância ñ está em qnt tempo as vives mas com que intensidade :)

    ResponderEliminar
  14. Pois, e é o meu caso fofinha, o cansaço começa-se a apoderar de mim e posso te dizer que ainda não estudei nada xs
    Mas sim, no meu curso infelizmente são já em Maio :x

    ResponderEliminar
  15. Aii que lindo Andreiiaa :)
    saudadinhas de cá virr ♥

    ResponderEliminar
  16. Não acho que seja só a tua visão romântica tens imenso jeito com a escrita :)
    beijinhos
    http://retromaggie.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  17. Antes de mais obrigada por partilhares a tua experiência comigo :) Apesar de que sempre foi um sonho para mim trajar, este ano e à medida que chega ao fim consigo perceber o significado que tem para mim, orgulho-me de tudo o que fiz. Sou uma amante e praxe e raramente faltei, e se o fiz foi mesmo porque não podia. É das melhores sensações vestir o negro e a capa a cair nos ombros, mas o que é certo é que vai acabar e passou tão rápido...mas também acho que uma fase igualmente boa ou melhor está para vir beijinhos :)

    ResponderEliminar
  18. r: foi mesmo um até rápido ♥
    obrigada lindaa!
    beijinhoo *

    ResponderEliminar
  19. Eu não sei mas hoje em dia acho que o que mais preciso é de sorte ;) Talvez escolhesse mesmo essa :) Bom fim de semana*

    Le Trendy Charm BLOG
    Le Trendy Charm FACEBOOK

    ResponderEliminar
  20. a porta do amor sem duvida :D
    bom fim de semana :))
    beijinhos

    ResponderEliminar
  21. Fantástico o que escreves te. Adorei mesmo. Eu responderia o mesmo que tu, escolhia o amor. Porque o dinheiro, não paga tudo, não paga afectos, amizades, gestos, bondade, carinho, abraços, beijos... Porque a sorte, somos nós que a fazemos, a vida é feita pelo que traças, pelo que conquistas e não por aqui que te é oferecido de bandeja. O amor engloba tudo, os afectos, as pessoas que amas, tu própria, tudo aquilo que conquistas-te com vontade, com garra, com amor à camisola, amor é tudo aquilo que damos e recebemos, é tudo aquilo que aguardamos no nosso coração sem precisar de dinheiro para comprar um espaço a ocupar, sem necessitar de sorte para o conquistar, porque no amor tudo se conquista, tudo se alcança. Um beijinho

    ResponderEliminar
  22. Sempre lindos textos, gostei tambem da escolha da foto

    Sónia
    Taras e Manias

    ResponderEliminar