Não te esqueças

By Andreia Morais - novembro 02, 2013


«Não te esqueças de mim” é uma das expressões mais carregadas de significado que conheço. Está para mim a par dum “tenho saudades tuas” ou um “amo-te”, talvez, porque consegue encerrar em si tanto de tudo do que as outras expressões são. Não é a qualquer um que pedimos para não ser esquecidos, por norma, só o pedimos a dois tipos de pessoas: às que amamos muito e às que detestamos muito. Às primeiras, as amadas, pedimos para ser lembrados pois em nós, já sabemos que elas vão existir para sempre, independentemente dos anos, da distância, da inevitável perda física. Às que odiamos muito até podemos nem pedir para ser não sermos esquecidos mas estamos certos de que se elas se esquecerem de nós, perdemos o objecto do ódio e depois? Valerá mesmo a pena odiar sozinho quem nem se lembra de nós? Perda de tempo, ocupação desnecessária de gavetas que podiam estar encravadas com memórias boas».



Podem ler a crónica na integra aqui. Acreditem, é daquelas que nos fazem pensar, de tão verdadeiras que são!

  • Share:

You Might Also Like

9 comentários

  1. Gostei e concordo contigo. O "Amo-te" por exemplo, anda a ficar cada vez com menos significado. Um casal começa a namorar e passado semanas já dizem um ao outro que se amam. Isso para mim não é amor, porque o amor é uma coisa que vai nascendo. As pessoas não sabem utilizar essa palavra!

    R: Muito obrigada pelo apoio querida

    ResponderEliminar
  2. R: Eu também tenho um cartão da ZON e já é uma grande ajuda. Agora vai sair o Hunger Games 2 e quero ir ao cinema outra vez :/ Eu sou uma apreciadora incondicional de cinema e, custa-me um bocado estar imenso tempo sem ir, mas tem de ser.

    ResponderEliminar
  3. ora essa não precisas de agradecer.
    muito obrigado querida, beijinhos.

    ResponderEliminar
  4. O meu comentário não tem nada a ver com o post, mas sim com a música que tens no teu blog..... é linda!! Não conhecia :)

    Sem Jeito Nenhum Blog

    ResponderEliminar
  5. Sinceramente acho que nunca disse essa frase a ninguém :p

    ResponderEliminar
  6. Desconhecia essa crónica, mas ainda bem que a encontrei por aqui :)
    A batalha entre o esquecimento e a recordação pesa pelo que de bom, ou menos bom, fez parte dos nossos dias. O problema é que nem sempre nos lembramos do que devemos e esquecemos com frequência o que devia permanecer. Para que isso não aconteça será requerido algum esforço próprio, e aí talvez não seja necessário dizer "Não te esqueças de mim", porque as acções e gestos devidos se repercutirão de forma justa na vida nos demais.

    ResponderEliminar