«Português cria campanha inovadora»

By Andreia Morais - agosto 29, 2013



«Português revoluciona campanha de chocolates Milka

Por detrás da nova campanha dos chocolates Milka está um cérebro português. O publicitário Miguel Durão apostou no sentimentalismo e levou a marca suíça a fornecer tabletes sem um dos quadrados, fortalecendo, de forma inovadora e criativa, a ligação com o consumidor.

A trabalhar para a agência francesa Buzzman Paris desde Abril de 2012, Miguel Durão é o responsável por detrás da nova campanha da Milka, 'O Último Quadrado', avança o site da Briefing.
A ideia 'obrigou' a marca chocolateira a revolucionar, por completo, a sua linha de produção, por forma a produzir, para o mercado francês, mais de 10 milhões de tabletes sem um quadrado. No lugar vazio, sem chocolate, vem antes um código que o consumidor pode usar, na Internet, para enviar o bocadinho de chocolate em falta a alguém especial ou, em alternativa, a reclamá-lo para si próprio. Na primeira opção, o site da Milka permite que a oferta seja acompanhada de uma mensagem pessoal para o destinatário.
A campanha veio alterar a base de toda a produção do chocolate Milka, mas o objetivo é compensador: promover a ternura e a sensibilidade entre as pessoas e reforçar a ligação dos consumidores à marca.
A proprietária da marca - a Mondelez International - prevê promover a campanha 'Le Dernier Carré' ('O Último Quadrado) até Fevereiro de 2014, com anúncios televisivos e publicidade em plataformas online.
A inovadora ideia pode lançar Miguel Durão para o topo da lista de candidatos aos prémios em Cannes e juntá-lo a outros portugueses já distinguidos com o prémio. É o exemplo de Hugo Vieira, com uma campanha para a marca Dove, e de João Coutinho, que desenvolveu o 'Imortal Fãs'.
O percurso de Miguel começou em Nova Iorque, em 2005, na Needleman Drossman & Partners. No regresso a Portugal, passou pela McCann Erickson Portugal, a BBDO e a Fullsix».




Portugal não rima com afeto, mas bem que podia. É que, de facto, sempre fomos um povo com os sentimentos à flor da pele e esta notícia é prova disso mesmo.

Imaginem o que é irem à vossa caixa de correio e receberem uma carta da Milka, onde lá dentro encontrariam um quadradinho de chocolate com uma mensagem especial, de alguém especial. Para além da surpresa, a ternura do gesto é suficiente para nos ocupar a nossa pequena casa plantada no lado esquerdo do peito. E a ideia só podia vir de um português 

O último quadrado, embora seja feito da mesma forma que todos os outros, sabe mesmo melhor. Talvez por ser o último, talvez porque não queremos que acabe, talvez porque existam tantas outras opções. Mas que é uma ideia de nos deixar de água na boca, lá isso é.

Portugal também devia rimar com talento. E criatividade. É que somos melhores do que aquilo que, por vezes, nos dizemos. E ainda bem que há pessoas como o Miguel Durão que têm a capacidade de ver além daquilo que lhe apresentam e trabalha para revolucionar o mundo. Hoje foi com o chocolate, amanhã pode ser outra coisa qualquer. Basta querer! 

Continuo a acreditar nas pessoas e no facto de o talento ser capaz de mudar o mundo. E acredito que a vontade e a perseverança nos concretizam os sonhos. Temos é que arriscar. E não desistir. E a juntar a isso, se pudermos adicionar todo o nosso coração, não digo que baste estalar os dedos e temos sucesso garantido, mas, pelo menos, abrimos a porta que nos leva a novos voos e a lugares mais altos. 

Um dia que não saibam o que oferecer a alguém, se essa pessoa gostar de chocolate, vão ao supermercado e comprem uma tablet de Milka. Deliciam-se vocês e derretam o coração de quem receber a prenda. E mesmo que não tenham a quem dar, ofereçam uma prenda a vocês próprios. Afinal, há alturas em que todos nós precisamos de um miminho. 

Mentes brilhantes têm ideias brilhantes. E imaginem o louco que é saber que foi um Português a mostrar-nos que temos mais talento do que aquilo que por vezes acreditamos ter. É por isso que eu tenho tanto orgulho no meu país. Porque, mesmo que não seja todos os dias, há sempre alguém que me mostra que somos bons. Tão bons ou melhores que os outros. E há sempre alguém que me mostra que nunca é hora de desistir de Portugal. 

Mesmo que eu quisesse, não seria capaz disso. Ser português está-me bem entranhado no sangue, na alma e no coração. E orgulho-me disso! 



Quantos a vocês não sei, mas eu saberia perfeitamente a que pessoas gostaria de presentear com esta iniciativa. E talvez o faça. É que o último quadrado, por ser o mais saboroso, só se partilha com os nossos, com quem nos derrete o coração. Só o partilhamos com os melhores, porque sabemos que o devorarão com a mesma satisfação com que nós o faríamos.

Portugal não é apenas "um jardim da Europa à beira mar plantado". É um país com pessoas que privilegiam os afetos. Pessoas com sentimentos leais e ternos. De pessoas com talento. E com visão criativa. E arrepia-me a espinha saber-nos a crescer. Aos pouquinhos. Mas a deixar a nossa marca no mundo.

Vai um quadradinho de Milka? É o último!   

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários